Formos pra praia com meu sobrinho e rolou muita putaria: part 2

Autor

Meu marido e eu ficarmos no quarto de casal, arthur e Cris ficaram no outro quarto, a Solange ficou no outro, dia seguinte meu marido perguntou pra mim.
– Karina ontem la no carro, eu ouvi a Solange falar o nome do nosso filho, tá sabendo de alguma coisa?
Nessa hora eu gelei e disse.
– ta amor, vou te contar uma coisa. Ela é louca pelo Ricardo, e perdiu a minha permissão de ter uma relação com o nosso filho.
– e você respondeu o que?
– que iria pensar.
– tenho medo sabia, medo do que ele irá pensar sobre nós, e de tudo isso.
Ai pra acalma ele eu disse.
– relaxa amor, se isso acontecer, eu falo com ele, pois você sabe que ele gosta muito de mim.
Com uma voz meia embagado ele responde.
– ta bom amor.
– para com isso é vamos acorda, quero ir pra praia.
Ai ele se animou e nos levantamos, todos acordaram foram tomar café, depois subir pois o nosso quarto ficar lá em cima e coloquei um biquíni lindo, amarela pequeno que o fio entra no meu rabo e a parti de cima também, desce e os homens estavam nos esperando, todos usando sunga, depois desce a Solange, os três olharam pra Solange e ficaram maravilhado com aquele corpão, ai formos todos felizes indo a praia.
Ao chega tava um sol bom, compramos protetor solar, eu e Solange estávamos de tanga, montamos as nossas coisinhas, Solange tirou a tanga e se deitou pegou o protetor solar e perdiu pro Arthur passar no corpo dela, ele ficou animado e passou as mãos no corpo dela, primeiro costas, depois braços, pernas coxas e por último o bumbum dela, vir pra sunga do Arthur e vir o volume dele, agora chegou a minha vez, perdi pro Cris passar meu marido olhou pra mim e piscou pra mim e fez aquela cara de safado, tirei minha tanga, fiquei de bunda pra cima, dei o protetor solar pro Cris, e ele começou a passar mas costas, mas coxas, só que ele não passou no meu bumbum, virei pra ele e disse.
– Cris esqueceu de passar na minha bunda.
Do outro lado a Solange falou.
– passar na bunda dela cris.
Ai ele passou na bunda, ficou acariciando a minha bunda, virei do lado e vir o volume do Cris, mas fingir não ver, arthur se levantou e convidou o Cris pra dar o mergulho e eles foram, olhei pra Solange e disse.
– seu enteado ficou excitado.
-o seu sobrinho também kkkk.
O meu marido ouvindo isso disse.
– qual de vocês duas vao primeiro.
Nos duas rirmos do comentário do meu marido, olhava para o.mar e via os homens barbando pela Solange, pois estava sexy, com biquíni vermelho pequeno e a parte de cima também, ficaram louco de tesão, teve assubios e muitos olharens, os meninos voltaram e foram a nossa vez, nos divertimos muito.
Passou duas horas e meia voltarmos para casa para almoça, todos nós tornamos aquela ducha, meu marido teve a ideia de assar uma carne, chamou o Cris pra ir com ele, já que ele conhecer a cidade e os dois partiram, ficaram eu, Solange e o Arthur, Solange estava na cozinha fui la pra conversa com ela.
– bom Solange é a nossa deixar, essa é a hora.
Solange ficou super feliz.
– Karina vai la e prepara ele pra mim, quero sentir ele.
Fui la pra sala aonde estava deitado no sofá, fui de tanga sem nada por baixo, cheguei perto dele virei de costas pra ele, tirei a tanga e sentei na cara dele, ele começou a chupa meu cu, enquanto isso tirei o calção dele, aqueles calção de futebol, depois tirei a cueca com a ajudar dele, e comecei a rebola na cara dele, alguns minutinhos veio a solange toda nua, chegou perto dele e começou a chupa o pau dele, eu levantei e ele não acreditava o que tinha visto, aquela gostosa chupando o pau dele, começou a geme e aproveitei coloquei a minha buceta pra ele chupa, chupou maestralmente mordia o meu grelo bem gostoso e a Solange chupando o pau do meu sobrinho, até as bolas ela brincava.
– agora amiga é a minha vez.
Trocamos o papel, ela colocou aquela buceta na boca dele e eu chupei o pau dele, a Solange gemia mordia os lábios com ar de tesão e loucura, até que parei de chupa e sentei naquele cacete gostoso, comecei a pular a solange virava o rosto e ela mesma beijou minha boca, não gostei muito mas tinha que fazer pra não estraga o clima, e o meu sobrinho delirava com a boca na buceta da minha amiga e eu sentando na rola dele, ai foi a vez dela senta na rola dele, ela é levantou e eu também, ele ficou sentado e sentou de Costa pra ele, ão senta ela gemeu de dor pois o pau dele é grande, mas depois sa acostumou e começou a calvaga na rola dele, ele virou a cabeça pra trás e não consegia para de gemer, e eu tava chupando os peitos da minha amiga e beijando a boca dela.
– aaaiii isso vai, enfiar essa rola na minha xoxota delicia.
A Solange se levantou e chegou a minha vez, sentei de Costa na rola dele e comecei a pular e gemer, e a Solange beijou a minha boca e com a língua dela massageou o céu da minha boca, e o Arthur se deliciando com a minha buceta, que loucura aquele dia gente, tudo tava acontecendo do jeito que eu queria, e acho que até o Arthur também comendo duas gostosas, menos a parti lésbicas essas gente eu confesso que não esperava kkk, mas não podia estraga o prazer.
A Solange deitou no chão arreganhou as pernas e disse.
– vem arthur e mim comer, Karina quero chupa sua buceta.
Gente fiquei sem ação, não sabia o que fazer, mas tinha que ser feito pra não estraga o clima, arthur foi em cima da Solange e colocou a pica na buceta dela e começou a fuder ela bem gostoso, e eu sentei na cara dela pra ela chupa a minha buceta, nossa que delicia a língua dela, nunca sentir isso antes, estava gemendo de tesão, ela chupa bem gostoso a minha buceta, ano arthur socando aquela rola gostosa na buceta dela, eu entreguei a minha buceta na boca da Solange, afastei um pouco e coloquei o meu cu na boca dela, sentir a língua dela no meu cu eu revirei mais olhos , e geme bem alto e delicioso, que chupada a solange deu, que delicia gente, o Arthur gemeu alto e gozou dentro da buceta dela e eu sentir um prazer tão grande que eu desabei.
Nos três estávamos cansados o Arthur disse.
– nossa que delicia em, jamais vou esequece disso.
– não vai não garoto, vai sempre lembra disso. Disse a solange.
– é isso aí, assino embaixo, e Arthur é só o começo viu. Falei pro Arthur.
Depois disso liguei pro meu amor e perguntei aonde estavam, ele respondeu que ja ja estaria aí, arthur e a Solange começaram a se beijar, quando o meu marido e o Cris chegram ja estávamos recuperados, chamei ele pra subir pro quarto pra conversamos, falei tudo pra ele, mas quando chegou a parte lesbico com a minha amiga a reação foi de supreso.
– e você gostou Karina.
– pra falar a verdade, no começo achei estranho, mas depois eu adorei ter feito com ela.
Ela aceitou e ficou curioso pra ver, desce com ele e ele foi em direção a solange e conversaram algumas coisas, mas tarde fui na varanda aonde a Karina estava a perguntei.
– Solange você é bi?
Ela respondeu.
– sim Karina sou sim, a minha primeira vez foi com uma amiga do Beto, e ele viu é aceitou.
Fiquei supreso e a noite foi caindo e eu transei com meu marido gostoso junto com a Karina, ele viu o meu lado lesbico e gostou.
No dia seguinte ocorreu tudo bem nada de transar foi ão diversão, os três homens secando a bunda da Solange, o Cris horas depois secando a minha bunda também, mas foi chegando a noite.
No próximo conto, vou dividir entre eu e meu marido, pois eu tive a minha experiência e ele teve outra, não vou conta pois vocês leram o próximo conto…
Tchau pauzudos..

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,13 de 8 votos)
Loading...