Iniciei minhas filhas desde cedo, hoje são verdadeiras putinhas

Autor

Oi, por não poder me identificar, aqui me chamarei Carol, sou morena, alta, com seios fartos e bunda media,tenho 40 anos e sou dona de casa e casada. Meu marido que vou chamar de Roberto tem 45 anos, é arquiteto e bem conservado. Ele sempre me deu uma vida boa, então nunca precisei trabalhar, tendo tempo para criar nossas duas filhinhas que vou chamar de Debora que hoje tem 20 anos e Jessica que tem 16.
Tudo começou quando conheci o Roberto, ele tinha desejos e fetiches, eramos novos e isso me excitava muito, tinhamos fantasias com o vizinho novinho, a sobrinha dele, não achava estranho isso, nos divertiamos muito. Nossa primeira filha nasceu, e Roberto era um pai muito babão, dava banho em Debora e já sabia que ele gostava de alisar a buceta nova e lisa da nossa filha, tivemos uma conversa e decidimos ser liberal e ensinar tudo a ela desde de nova, iamos tomar banho e chupavamos a bucetinha dela, com muito cuidado, e depois faziamos sexo como animais (eu e ele). Ela cresceu andando peladinha em casa e ja tinha um olhar de safada, com três aninhos sentava nua no colo do pai e ficava roçando a bucetinha no pau duro dele, tinhamos muito medo de machuca-la então só chupamos a bucetinha dela e ela mamava no pau do pai e meus peitos. Quando a irmã dela nasceu ficamos muito felizes, seria outra princesinha pra participar de nossas brincadeiras. Ocorreu da mesma forma com Jessica. Elas participavam parcialmente do nosso sexo, uma chupava o pai, a mais velha ja era experiente em chupar minha buceta, a mais nova não gostava muito, pois dizia que a minha era grande e melava ela toda, botei ela para se acostumar na da irmã. era muito excitante ver ela chupando a irmã e a irmã chupando o pai. No próximo contarei como tiramos o cabacinho de Débora e mais tarde o de Jessica. Bjs!!!!!

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,33 de 3 votos)
Loading...