# # #

Minha Netinha Deliciosa

3171 palavras | 106 |4.17
Por

Sou um homem vivido, já passei dos 60, aposentado com uma boa renda e vivendo num sítio que comprei para relaxar longe da cidade. Com um casal de filhos já criados, tenho uma boa esposa, mas muito careta para o meu gosto. Sempre fui chegado a uma putaria, porém em todos esses anos de casamento, minha mulher só ficou no papai-e-mamãe comigo. Ela é meio travada por causa de suas crenças religiosas; eu já sabia disso quando a conheci, mas achei que conseguiria tirar o melhor dela com o tempo. Infelizmente não deu e precisei catar putas para satisfazer meus desejos carnais. Eu a amo, mas não consigo me satisfazer plenamente com ela, preciso de algo mais. Sempre desejei uma moça que atendesse aos meus caprichos, que me obedecesse na cama e fosse plenamente submissa. Pensei em trabalhar a cabeça da minha filha desde pequena, porém minha esposa nunca gostou de conversar sobre sexo nem comigo, nem com a filha. A menina cresceu e se tornou bitolada em religião tanto quanto a mãe. Foi uma oportunidade perdida, lamentavelmente.

Sempre trabalhei no ramo de computadores e por este motivo, mesmo na terceira idade, não tenho dificuldades com internet e dispositivos móveis. Desde que descobri o primeiro site de contos eróticos, percebi que eu não era o único a desejar a própria filha. Vários autores de contos expressavam o mesmo desejo em relação a filhos e filhas, sobrinhos e sobrinhas, irmãos. Fico maravilhado lendo os contos, especialmente aqueles bem escritos e ricos em detalhes, com diálogos. Me masturbei inúmeras vezes com esses contos, lia e relia aqueles que mexiam mais com minha imaginação. Eu me colocava no lugar do cara sortudo que faturava uma novinha e saía impune. Com o tempo, fui acalentando a ideia de escrever meu próprio conto, mas me faltava uma inspiração real, algo que eu sentisse que poderia agradar aos leitores mais exigentes como eu. Até que minha filha se casou, tornou-se mãe e pude conhecer minha netinha. Ela tem sido minha inspiração, uma delícia de garota de quem tenho o privilégio de, ao mesmo tempo, ser avô e amante.

Há 13 anos minha filha casou-se com um sujeito. No ano seguinte tiveram uma linda menina a quem chamaram Sarah, uma princesinha morena e rechonchuda com um sorriso que encanta qualquer um. Apaixonei-me pela pequena Sarah logo que a vi, era um bebê tão lindo e risonho, a cara da mãe. Apenas 2 anos depois minha filha divorciou-se do marido, por quem era maltratada. Minha filha sempre gostou de passear e decidiu curtir mais um pouco a vida antes de se prender novamente, mas com uma filha pequena ficava complicado. Por isso, deixava a menina aos nossos cuidados aos finais de semana. Minha mulher às vezes a levava à igreja, mas de vez em quando minha netinha ficava em casa comigo brincando com suas bonecas ou vendo TV sentada no meu colo. Nestas oportunidades eu aproveitava para acariciar seu corpinho macio, brincava com suas orelhas, cobria a menina de beijinhos. Descobri que ela adorava que eu fingisse comer suas orelhas, ela caía na gargalhada. Eu trocava suas fraldas e quando tinha chance de fazer isso sozinho em casa, aproveitava para saborear sua pepequinha gorducha. Era uma sensação deliciosa fazer aquela safadeza escondido com minha netinha. Sempre lambia e chupava seu grelinho com muito carinho, pois eu queria que ela adorasse e quisesse sempre mais carinhos do vovô. Ensinei minha netinha desde pequena a beijar de língua, o que ela aprendeu rapidamente. Dávamos vários beijos escondidos da vovó.

Sarah crescia e se tornava cada vez mais linda e gostosa. Eu não resistia àquela gatinha linda de cabelos encaracolados, perninhas grossas e bumbum empinado. Quando chegava ao sítio, era só alegria ao me ver e chorava quando tinha que ir embora. Fui ensinando a ela que era importante manter segredo sobre as nossas brincadeiras, porque a vovó ficaria zangada com nós dois se descobrisse. Mamãe e papai também brigariam muito se ela contasse sobre os carinhos que o vovozinho fazia. Ela sempre foi muito esperta e soube guardar segredo, a safadinha até me ajudava a prestar atenção para ver se ninguém estava nos observando. Dava qualquer desculpa para se afastar da avó e ficar ao meu lado brincando de bonecas ou videogame. Eu a levava para passear de carro, tomar sorvete, brincar no parquinho, essas coisas de avô e neta. Quando estávamos sentados no chão da sala vendo TV ou brincando com algum de seus joguinhos, eu perguntava a ela se poderia ver sua pepeca. Ela sorria e puxava o short e calcinha para o lado, mostrando sua parte do corpo mais gostosa. Eu sorria de volta e lambia os beiços, fazendo “Hum….” e Sarah compreendia imediatamente o que o avozinho queria. Minha netinha estava pegando rapidamente o jeito de safada, para minha satisfação.

Eu nem precisava mais pedir a ela que baixasse short e calcinha: por conta própria, minha netinha se despia para mim, esperando por minha língua quente e molhada passeando pelo seu corpinho infantil. Ela gemia como uma gatinha a cada chupada mais forte em seu grelinho. Depois de me fartar de chupá-la, eu a deixava se vestindo enquanto corria para me masturbar no banheiro. Gozava no mínimo duas vezes pensando no que tinha acabado de fazer com minha netinha. Sarah sabia que o vovô tinha um pinto, porque sentava no meu colo e sentia ele endurecer. Eu lhe dizia que meu pinto crescia e ficava duro por causa do bumbum fofinho dela e minha neta sorria. De vez em quando eu mostrava meu pau duro para ela, que olhava curiosa e tocava nele. Eu deixei que sua curiosidade natural a guiasse; algumas vezes ela o segurava e balançava, outras vezes fazia carinhos no meu pau duríssimo. Um dia eu permiti que ela visse minha masturbação até o orgasmo. Gozei com força e me lambuzei todo, com porra caindo na minha barriga e em volta do meu pau, até o saco. Admirada com o que tinha acabado de ver, Sarah me fez várias perguntas. Eu lhe respondi que aquele era o leite cremoso do meu pinto, que é diferente do leite do peito da mamãe e do leite da vaquinha. Expliquei que as bebezinhas mamam no peito da mamãe e quando ficam mocinhas iguais a ela, largam o peito da mamãe e começam a mamar no pinto do papai.

Sarah fez carinha triste dizendo que não via mais o papai dela, então eu lhe disse que se ela quisesse, poderia mamar no pinto do vovô. Para estimular minha neta, peguei um pouco do meu gozo e provei, fazendo cara de satisfação e dizendo “Hum, que delícia”. Isso atiçou sua curiosidade: ela passou o dedinho na minha porra e cheirou, não fez careta e provou. Eu dei risada, ela também. Provamos mais um pouco, desta vez juntos. Ela colocava porra na minha boca e dizia “Come, vovô” e eu fazia o mesmo com ela, dizendo “Come o leite quente do vovô, Sarah” e ela comia. Saboreamos todo o meu gozo com brincadeiras deliciosas. Passei um pouco de porra no narizinho dela, depois chupei o nariz da minha netinha, todo lambuzado de gala. Depois desse dia, passei a dar de mamar a Sarah e a gozar em sua boquinha gulosa. A danada não desperdiçava nem uma gota, rapidamente pegou gosto pela mamadeira do avozinho e seu leite quente. Aos 5 anos comecei a dedar o cuzinho dela enquanto a chupava. No princípio introduzia somente a pontinha do dedo para ver qual seria sua reação e conforme fui vendo que ela gostava, fui enfiando mais. Com o tempo, comecei a foder a bundinha dela com o dedo, enfiando e tirando devagar enquanto a chupava. Sarah ficava doidinha com meus carinhos safados e só vivia agarrada comigo.

Um dia fomos ao cinema ver um filme de animação. Ao chegarmos dentro da sala de projeção, ela quis ficar sentada no meu colo. Eu lhe disse que tudo bem, mas já que ela estava de vestido, sem calcinha seria melhor. Sarah tirou sua minúscula calcinha e sentou-se sobre meu colo, o que fez meu cacete ficar duro como pedra. Durante boa parte do filme eu acariciei sua pepeca e bumbum. Minha neta putinha se remexia com o prazer que eu lhe proporcionava. Eu mordiscava suas orelhas, o que lhe causava arrepios. A princesa do vovô dava risadinhas com as brincadeiras gostosas do vovô. Resolvi ousar mais e pedi que ela saísse do meu colo um instante para ajeitar meu pau. Abri o zíper e pus o caralho para fora, depois pedi que ela sentasse em cima dele. Sarah rapidamente montou em cima de mim outra vez e ficou rebolando levemente, sentindo a grossura da minha pica pressionando suas carnes macias enquanto eu estimulava seu clitóris. Não aguentei e acabei gozando, lambuzando todo o bumbum dela. Sarah percebeu algo molhado no bumbum e perguntou se meu pinto tinha dado leite. Expliquei a ela que meu pinto havia ficado tão feliz de encostar no bumbum macio dela, que acabou dando leite sim. Sarah saiu do meu colo, agachou-se na minha frente e no escurinho do cinema, pôs-se a lamber meu pau para comer o gozo. Deixou meu cacete limpinho, depois ficou passando a mãozinha no bumbum e lambendo o restinho de porra que ficou grudado nele. Ao terminar, sentou-se de novo no meu colo e ficou rebolando bem devagar, do jeito que eu gosto, enquanto me dava vários beijos de língua. Como não se apaixonar por uma menina tão dengosa, dócil, disposta a me agradar pelo puro prazer de fazê-lo?

Sarah foi ficando mais e mais ousada conforme o tempo passava. Eu lhe mostrava vídeos de casais fazendo sexo para atiçar sua imaginação e desejo. Com 6 anos ela me fez o primeiro boquete enquanto eu dirigia minha pick-up com vidros escuros pela cidade. Sua boquinha era gostosa demais. Eu tentava segurar o orgasmo, mas Sarah ficava me pedindo “Dá logo leite pra mim, vovô. Eu tô com fome.” Sarah me chupava com amor, ela realmente gostava do meu pau. Dentro de casa ela andava com vestido e sem calcinha só para me provocar. Quando a avó saía de perto ela levantava o vestido e mostrava a pepeca e o bumbum. Ela sabia que isso me deixava de pau duro e queria que eu a pegasse para brincar de safadeza. Pouco antes do seu aniversário de 7 anos, estávamos sozinhos vendo TV na sala quando ela virou o bumbum para mim e me pediu brincasse com ele. Meu tesão estava muito alto quando decidi que tentaria meter pelo menos a cabeça do pau naquele buraquinho. Botei a cobra pra fora da calça e disse a Sarah que eu queria esconder meu pinto dentro do bumbum dela. Ela disse “Tudo bem, vovô. Mas se doer você para, tá bom?” Eu respondi “Claro que sim, amor” e fui ao meu quarto buscar lubrificante. Voltei com o pau já lambuzado e pedi para a gatinha do vovô ficar de lado no sofá.

Me ajeitei e fui empurrando a cabeça do pau naquele buraquinho apertado; Sarah gemia, mas não protestava. Eu fui forçando mais um pouco, dizendo que estava gostoso e perguntando a ela se queria que eu parasse. Corajosa, Sarah me disse para continuar e eu fui empurrando com mais força até a cabeça entrar. Ela deu um gritinho e eu parei, deixei-a respirar por uns momentos. Fiz carinho nos cabelos dela, dizendo que ela era “a princesa linda que o vovô ama muito”. Eu disse que há muito tempo sonhava em enfiar o pinto dentro do bumbum dela, desde que ela era menorzinha. Falei que sentia muito orgulho dela, porque estava conseguindo aguentar meu pinto sem chorar. Então aos poucos fui fazendo um movimento leve de vaivém, sem meter mais do que a cabeça do caralho no cuzinho dela. Em pouco tempo esporrei dentro daquele cuzinho, gemendo muito forte. Sarah me disse que sentiu meu leite dentro do bumbum dela. Tirei o pau de dentro, fui ao banheiro e trouxe um espelho. Disse a ela “Olha que lindo, o leite do vovô escorrendo lá de dentro do teu bumbum, amorzinho.” Sarah sorriu, feliz por sua realização. Ela ganhou muitos beijos e chupadas na primeira vez que deu o cuzinho. Depois deste dia, não teve um final de semana em que o cuzinho da Sarah escapasse da minha tora. Algumas vezes ela se oferecia para ser enrabada, outras vezes era eu quem me aproximava cheio de desejo, o que a fazia sentir-se uma femeazinha desejada. Sarah estava sempre disponível para mim, ela adorava a atenção e os carinhos prazerosos que eu lhe proporcionava, especialmente língua na xotinha.

Quando Sarah teve sua primeira menstruação, eu fui a primeira pessoa a saber, porque ela fez questão de me telefonar e contar. Eu lhe dei os parabéns, disse que estava muito orgulhoso da minha princesa. Sarah foi crescendo e se tornando uma bela adolescente. Eu morria de vontade de comer sua xerequinha e ela também queria me dar, mas sabíamos da importância de manter seu hímen intacto até pelo menos a primeira visita ao ginecologista. Sarah me contava as safadezas que fazia com os meninos, vizinhos de sua casa. Falava que chupava os garotos, que deixava eles dedarem sua bocetinha e os maiores comerem seu cuzinho, porque tinham paus mais grossos. Sarah dizia que nem doía, pois seu cuzinho já estava acostumado com minha pica grossa. Diante desses relatos da minha neta, eu não tinha outra saída a não ser “castigá-la”, fazendo com que mamasse no meu pau e depois eu metia no seu cuzinho. Sarah adorava meus “castigos”: de vez em quando se aproximava de mim cheia de tesão e com carinha de safada, dizendo que era uma menina má e que merecia ser punida. Todas as vezes era pau no cuzinho e a cada vez entrava mais. Com 10 anos e ainda sem seios, ela já aguentava metade do meu cacete no cu. Eu podia fodê-la com vontade sem me preocupar com nada: segurava em seus quadris e metia forte. Sarah já estava mais do que acostumada com minha tora arrombando seu buraquinho. A partir dessa idade eu deixei de tratá-la como princesa e mudei o vocabulário: Sarah passou oficialmente de princesa para putinha do vovô. Eu perguntava o que ela era e a quem obedecia, Sarah me respondia “Sou sua putinha, vovô. Obedeço ao meu macho gostoso.” E ganhava chupadas na xereca lisinha.

Aos 11 anos seus lindos seios começaram a despontar e eu queria mamar neles o tempo todo. Minha netinha sentava no meu colo de frente para mim com o caralho atochado no cuzinho enquanto eu chupava seus peitinhos. Eu a abraçava e beijava com paixão, ela era o amor da minha vida. “Te amo mais do que a vovó, Sarah. Você é a putinha que eu sempre quis.” Ela abria um sorriso lindo e dizia que também me amava. Fodemos não apenas dentro da minha casa no sítio, mas também em cachoeiras, dentro do mato, até na casa dela quando fui visitar minha filha e ela precisou sair, deixando Sarah comigo. Minha neta foi ficando cada vez mais safada: me pedia para chamá-la de cachorra, bater com o pau em seu rosto e gozar sobre ele. Tornou-se uma putinha perfeita, para meu grande orgulho. Já com 12 anos, ela arrumou um namorado firme de 17 anos e me contou tudo sobre ele. O rapaz tinha uma bela pica e sempre fodia a bunda dela, mas ele queria comer sua bocetinha e Sarah também queria muito dar para ele. Só que minha neta queria que eu tirasse sua virgindade, para terminar o que havia começado quando ela era ainda pequena. Foi no Carnaval deste ano, quando minha esposa foi para o retiro da igreja e fiquei sozinho no sítio. Minha neta não quis passear com a mãe, preferindo ficar no sítio comigo. No dia em que ela chegou, criamos todo um clima de romance, com flores em volta da mesa e jantar à luz de velas. Abri uma garrafa do meu melhor vinho, deixei minha netinha um pouco bêbada e a levei no colo para a cama. Ela repetia, um pouco tonta “Me come, vovozinho… Mete essa pica gostosa na tua netinha… Arregaça minha xotinha, vovô… Por favor, me fode toda… Vou ser eternamente a putinha obediente do vovô…”

Despi minha netinha com calma enquanto beijava cada parte do seu corpo. Depois livrei-me das minhas próprias roupas e chupei seus lindos e pequenos seios, enquanto apertava aquele bumbum gordinho. Abri suas pernas e beijei as coxas grossas, ela gemia como gata no cio e me pedia para chupar seu grelo. Eu caí de boca naquela xereca com cheiro de fêmea no cio, chupei com vontade enquanto dedava seu cuzinho. Meu pau estava duro como pedra e eu precisava ser chupado. Puxei Sarah pelos cabelos e a fiz chupar meu pau, soquei meu cacete dentro de sua boca, ordenei que me chupasse com vontade. Larguei seus cabelos e fiquei admirando o empenho dela em mamar meu caralho. Depois de uns minutos, empurrei-a sobre a cama e me deitei sobre ela, apontando o pau para sua bocetinha virgem. Fui empurrando, ela gemeu de dor mas não me importei: fui atochando a pica com força até que finalmente entrou, rompendo seu selinho. Meti com muita vontade e esporrei dentro dela, foi maravilhoso. Fiz a menina gozar muitas e muitas vezes, fodi a boceta e o cu da minha neta durante todo o Carnaval. Quando ela voltou para casa, deu a xotinha para o namorado pela primeira vez e depois veio me contar como foi a experiência. Sarah adora seu namorado, mas o amor de sua vida é o vovô. Treinamento concluído com sucesso.

F I M

Se você é mulher e gostaria de me contatar, veja meu número nos comentários abaixo. Somente mulheres, pois são mais discretas e sensíveis. Homens em sua maioria só aparecem para se gabar, contar mentiras e mendigar vídeos.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,17 de 83 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

106 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Orquídeas ID:1uxaeim2

    seu Conto e muito gostoso queria ter caído criada assim na pica do vovô

  • Responder Duda baixada santista ID:yazubrm1

    Que delícia de conto Minha mãe se separou do meu pai quando eu tinha 3 anos e meu irmao 7 aos 4 anos eu já tinha um padrasto safado que dava banho em mim e no meu irmao, ele me chupava todos os dias e estimulava meu irmão a bater punheta massageando minha xoxotinha, sou branquinha do cabelo castanho minha ppeca é bem rosinha, meu irmão ficou tão tarado quanto ele, meu padrasto e minha mae trabalhavam de dia nos estudavamos de manhã e quando chegávamos da escola meu irmão ficava pelado a tarde inteira d pau duro me chupando, gosava na minha xoxotinha e antes deles chegarem ele me dava banho, aí meu padrasto chegava e já me pegava no colo na frente da minha mãe msmo e me dava um monte de selinho e beijo no pescoço e dizia quanto eu tava cheirosa, minha mãe ia tomar banho e ele ia pro meu quarto chupar minha ppeca eu ficava com as perninhas bem aberta pra ele chupar adorava a sensação do pau enorme dele roçando na minha ppeca que quando eu tinha 8 ele fez meu irmão que estava com 12 me comer o pau dele já tava bem gordinho e cabeçudo doeu mas depois foi bem gostoso e depois desse dia todas as tardes ele fodia minha ppeca e enchia ela de leite, e a noite eu era a bebê do meu padrasto

    • Duda baixada santista ID:yazubrm1

      Minha mãe com certeza sabia de tudo mas não ligava pq era meu padrasto que pagava todas as contas, ela flagrou meu irmão me fodendo e contou pro meu padrasto ele riu e falou “deixa eles brincarem q é gostoso de ver” quando tava calor meu padrasto me deixava sem roupa nenhuma e meu irmao tbm minha mae falava q os vizinhos podia ver eles pelado mas ele nem ligava pq dizia que eu ainda não tinha peitinho q não tinha problema, passava o verão peladinha sentava no colo do meu padrasto q fica de short sem cueca que ficava tão duro q pulava pra fora (ele tinha 23c e bem grosso) e meu irmão pelado andando de pau duro minha mãe ficava admirada com o tamanho q tava ficando pegava nele e masturbava pra ver melhor o tamanho meu irmão gemia de tesão, eu ficava no tapete no chão brincado de lego e meu padrasto o sofá vendo minha ppeca e se masturbando, daí ele ia pro quarto comer minha mãe com força..ela adorava a piroca grossa dele, quando eu tinha 9 ele começou a quere colocar a jeba dele na minha xotinha começou só com a cabeça foi difícil senti um pouco de dor depois de 1 mês ele começou a por só a metade eu fui me acostumando e as vezes ele mandava meu irmão meter primeiro pra ir acostumand

    • Duda baixada santista ID:yazubrm1

      Aos 9 começou a nascer os carocinhos no meu peito eu ficava toda ansiosa pra que cresça logo meu padrasto começou a chupar meus carocinhos meu bumbum estava ficando maior tbm meu padrasto falava que era o leitinho dele e do irmãozinho que eu recebia na boquinha e na xotinha eu chupava muito os dois no começo não gostava de engolir era salgado mas depois acostumei, uma vez ele me colocou peladinha em cima da bancada da cozinha me deitou e abria e fechava minhas pernas e mostrou minha xoxotinha pra minha mãe abriu e disse que é muito linda q deixa ele louco meu irmao ficou imediatamente de pau duro daí meu padrsto falou pra minha mãe fazer carinho nele que já tinha 13 e mais de 14 cm ela chupou ele com vontade depois pegou a régua pra medir e viu que já tinha passado pra 16cm meu irmão ficou todo bobo e meu padrsto q tava me chupando na bancada abriu minha xoxotinha pra ele q enfiou tudo com força na minha xota sem ficar com vergonha dos dois olhando ficava num vai e vem gostoso até gozar bem dentro minha ppeca pulava por dentro gostava da sensação quando ele tirou meu padrasto colocou a tora dele bem devagar minha mãe e meu irmao segurando minhas pernas pra ele meter ate a metade

    • Duda baixada santista ID:yazubrm1

      Aos 10 meus peitinhos ja tava um pouco maior os dois chupava muito eles eu adorava, minha xoxotinha ainda não tinha pelo meu bumbum bem grandinho eu já tava acostumada com a rotina de ir pra escola de manha e depois ter meu irmão gostoso cuidando de mim, me dava banho comida na boquinha, me pegava no como com o pau encaichado na minha ppeca e andava pela casa toda assim ele me deixava sem roupa e quando meus pais chegavam eu ainda tava pelada e ele falava ” por roupa pra quê? Não tá frio ” meu padrasto ria e minha mãe ficava meio preocupada pq ele tava ficando muito tarado,dai perdemos o pudor de vez minha mãe entrava no meu quarto e eu tava arreganhada na cama com algum dos dois (ou os dois)me chupando ela ia pra sala e eu no colinho do meu papai metendo forte eu comecei a aguentar a piroca dele quase toda na minha xota ele gemia de tesao minha ppeca vivia melada de porra, meu irmão começou a quere comer meu cuzinho passava lubrificante mas eu reclamava meu padrasto falava pra ele comer bastante q depois ele ia quere meter tbm depois de muito tempo é que me acostumei a dar meu cuzinho mas prefiro dar minha xoxotinha é mais gostoso

    • Duda baixada santista ID:yazubrm1

      Aos 11 já estava acostumada a dar minha xoxotinha eu realmente gostava de sentir a língua dos dois na minha ppeca, meu padrasto desde sempre me acordava e me dava banho pra ir pra escola, mas depois que comecei a meter na ppeca ele vinha cada vez mais cedo me acordar pra me dar banho me colocava na cama e me chupava muito depois metia com força até gozar dentro e meu irmão que ficava dormindo do lado acordava e metia tbm, daí ele mandava nos dois tomar banho e se arrumar pra escola, eu gostava de dormi agarradinha com meu irmão que já tava com 15 anos, o pau dele tinha dado uma engrossada e crescia todo mês, ele colocava a piroca dele no meio das minhas pernas e dormiamos, eu acordava com tesão e ficava fazendo carinho quando ficava duro eu chupava ele acordava latejando me chamando de safada chupava minha ppeca metia com força gozava dentro depois íamos dormir agarradinhos de novo, meu padrasto ia me visitar de madrugada me pegava no colo e ia lavar minha ppeca pra tirar a porta do meu irmão e deixava ela bem cheirosa me colocava na cama e me chupava muito abria minha xoxotinha e falava “Que xoxotinha mais linda e rosinha,vc deu bastante ela hj heim vou meter meu pau inteiro hj

    • Duda baixada santista ID:yazubrm1

      E na época minha mãe começou a me dar injeção pra Eu não engravidar do macho dela, enfim esse foi um resumo sobre oq aconteceu comigo e eu sei q tem gente que vai condenar meus pais por essas atitudes mas eu sinceramente não via como abuso … eu passei a gostar nos éramos muito carinhosos tinha amor na nossa relação, hj eu tenho 28 anos sou casada tenho 3 filhos 2 meninos e 1 menina caçula linda Bem parecida comigo e parece que isso vem na genética meus filhos mais velhos adoram se masturbar desde pequenos e eu não nunca reprendi por isso e meu marido adora ver eles peladinhos se masturbando ele fala que tem q deixar pra eles ficarem com a piroca grossa igual ao pai (e tem msmo grossa e gostosa rsrs)o mais velho de 11 já goza e desde os 8 me pediu pra dormir pelado igual ao pai dele, certa noite quando estavamos na cozinha, marido E eu bebendo uma taça de vinho o safadinho me aparece pra beber água com o pau latejando de duro ele não sente vergonha pq se sente bem com a gente e nossa filha que já está com 6 aninhos meu marido adora dar banho e a safadinha adora sentar no colinho dele rsrs após o banho ja vi ele fazer carinho na xoxotinha dela admirando… vou deixar rolar 😜

    • Helio ID:41ii0ywo8r9

      Q lindo duda

    • Ebannus ID:1dak092c43

      Grato pelo relato Duda.
      👏🏾👏🏾👏🏾🌹😘

  • Responder Menina má ID:8d5i4ilv9j

    Queria um avôzinho assim

    • Arthur ID:4adeqa5aqri

      Top mesmo!! Queria uma neta pra comer

  • Responder 9vinhade12 ID:4aoskilexib

    Nunca tive vontade de fazer com crianças mas morro de vontade só de ver.

  • Responder piroca gostosa ID:1se3bc1h

    Foder as netinha é muito bom, agora se ela já mestruou como você disse é hora engravidar ela, pra de dar um(a) filho(a) neto(a).

  • Responder Santos ID:831aych6ii

    esse velho vagabundo que tá dizendo q chupava suas netas recém nascida tu é doido seu idiota
    fazer isso

  • Responder Pervertido ID:gqb0919hi

    Esse papo de dizer que as crianças ficam com trauma nem sempre acontece. Aliciei minhas duas sobrinhas de 5 e 7 anos. Hoje elas têm 29 e 31 anos, cada uma tem 2 filhos e me adoram muito.

    • Helinho ID:831hpbyzrd

      Morei num prédio de três andares. Tinha duas gurias de oito, que não saíam da minha casa. Um domingo, minha namorada foi comprar sorvete e qdo entrou esqueceu de trancar a porta. Estávamos no sofá putaria, qdo olho, a Denise parada na porta da sala, com os olhos arregalados, assistindo minha namorada cavalgar. Fiz sinal de silêncio pra ela, e pisquei. Minha namorada gemia feito uma cadela, e qdo senti que ia gozar. Comecei a falar pra ela mexer gostoso que eu ia encher a buceta dela de porra. Ela começou a falar.
      – enche minha bucetinha de porra amor…que delicia essa rola na minha buceta amor…
      Gozei, e fiz sinal pra ela sair. Não deu outra, na segunda-feira ela só quis saber do que viu. Comecei doutrinar, dias depois ela já estava chupando. Eu trabalhava a tarde, e em menos de um mês ela já brincava peladinha comigo na cama. E um dia ela falou, que queria fazer igual a Elaine. Queria sentir minha rola na bucetinha tbm. Não a decepcionei. Tirei o cabacinho dela com muito carinho. E com ajuda dela, a Patty entrou na vara tbm. Foi um ano me desdobrando pra meter com a três. Então a Patty mudou, minha namorada engravidou, e a Denise ficou soberana por um tempo.

    • Joana ID:g3j0j5yd1

      Fui criada pela minha madrinha, dos 5 aos 17a. Eu passava mais tempo com o padrinho do que com a madrinha. O padrinho que me levava pra escola, e no caminho, ele me bolinava direto, As vezes, ele tirava a rola pra fora, e pedia pra eu acariciar. Não demorou pra eu começar chupar. Por dois anos, rolou muito sexo oral, beijos e masturbações.
      Com 9a, ele começou a tentar sexo anal, mas qdo eu reclamava de dor, ele parava. Um dia qdo chegou do trabalho, ele foi na padaria e me levou junto. Antes de abrir o portão da garagem, ele me colocou no colo, abaixou minha roupa, passou gel no meu cusinho e enfiou um troço em mim. Era um plug anal. Fui e voltei com aquilo dentro de mim, ele só tirou qdo fui tomar banho. Ele me penetrava diarimente com plug. Um dia, ele falou que eu não ia sentir dor, e tentou me penetrar. Conseguiu, mas doeu sim, e como doeu. Mas aprendi a relaxar, e já não era tão dolorido como antes. Com 11a, meu corpo estava mais desenvolvido, meus seios já eram grandinhos, e até os pelos pubianos estavam nascendo. Foi qdo ele tirou minha virgindade, e não sou traumatizada por isso.
      Ele tem 58a, e eu 24, e qdo bate saudades, a gente sempre arruma um jeito de se encontrar.

  • Responder Souza ID:5h7a6rhi

    Telegram Souza_Souza

  • Responder maximo ID:gsudr9k0j

    que velho mentiroso

  • Responder Marcelo o tesudo ID:muirjboi9

    Que vôvô sortudo o senhor em!!!! Que idade ea tem agora

  • Responder Evangeline ID:81rddr3m9c

    Ei Filipe!
    Gostaria muito de conversar com você. Deixe contato, por favor. Preferencialmente e-mail. Whatsapp é muito pessoal. Beijo

    • Papai Safado ID:g62fq0fid

      Posso ser encontrado no [email protected]

    • Dra. Princesa ID:gqb5vjiv2

      Isso é mentira!

    • Dra. Princesa ID:gqb5vjiv2

      Esse conto não pode ser verdadeiro!

  • Responder Anônimo ID:8eezc2a58m

    Felipe neto?

    • Anônimo ID:38py1e33v9c

      Queria muito achar o número desse cara

  • Responder Lili ID:3vi2jyc1hr9

    Conto delicioso e bem contado. Um tesão. Queria eu ter tido um vô desse.

    • Papaiputao ID:1v7dj10h

      É isso ai.
      Tem que começar a mamar o grelinho dessas meninas assim que chegam da maternidade.
      Chupei a bocetinha de todas as minhas 3 filhas ainda recém nascidas.
      E notava meu caralho na boquinha delas.
      Minha mulher só olhava e se masturbava até gozar.
      Com um aninho eu ja fodia o cuzinho delas com o dedo…
      Com 3 era cabeça do meu pau dentro do cuzinho delas…
      Elas acostumaram.
      Tem fuder sim,crianças gostam de dar uma trepadinha.

    • PeterPan ID:fuortbkqi

      Papaiputao tem telegram? @PeterPan96

    • Lili ID:4aosjybx6ik

      Delicia

    • Anônimo ID:gsuanuk0k

      Gozei

    • Puta arromabada ID:81rd3cmk0b

      Que delicia papaiputao, eu estou gravida de uma menininha que vai ser a putinha do pai, quero ver ele chupar ela ainda maternidade, nossa putinha vai mamar na mamãe e no papai. Desde que descobrimos a gravidez ele só mete na minha buceta o mai fundo que consegue dizendo que é pra nossa putinha já nascer vicida no pau do papai, fico louca com ele metendo e falando com putinha dele

  • Responder Maria ID:gqazex20d

    Delícia de conto meu grelo está ate doendo de tão duro so como gostaria de uma pica dura pra chupar e depois sentar e gozar aiii. Q vontade

    • Robson ID:e3i18503d3e

      Oiii gostaria d t conhecer melhor

    • Oi gostosinha quero chupa ID:19p1j2p41

      Tbm estou pau durisimo

      Quero te chupar todinha gostoso ate vc gozar

    • Edisafado ID:41ih3cyz20a

      Eu adoraria chupar vc toda

  • Responder Shell ID:1dsyiu17qyue

    Hummmmm..me chama vou ti conta o q meu tio fazia

    • Si. ID:19p1j2td3

      Meu tio adorava me alisar,me colocava no colo e me abraçava forte,ele já era coroa e eu deveria ter cinco .ele estava na barraca conversando com outro coroa amigo dele.ele me colocou sentada no colo dele de pernas abertas,ele conversava com o amigo e ficava apertando minha xota.ele colocou meu shorts junto com minha calcinha de lado, lambeu o dedo e ficou fazendo carinho.o amigo dele veio abaixou e ficou cheirando e começou a chupar minha xota.era muito gostoso.meu tio ficou tocando meu grelinho e eu ficava fraguinha.uma dessas vezes que ele me bulinava,ele me pós sentada no colo dele,ele deitado de barriga pra cima e pós minha calcinha de lado e ficou esfregando seu pau na minha xota,era quentinho.eu amava sentir esses prazeres.adoro transar com coroas .

  • Responder Val ID:1czx6ox76q0p

    Adorei a história.. lembrou muito meu avô..

    • Anônimo ID:2ql03vmm3

      Oii

    • Fernando ID:3eeyh52wqra

      Muito bom 😊

  • Responder gostoso ID:w71hj15h

    o conto foi muito bom mais a menina ainda era uma bebe gosto acima dos 8 anos.

    • Manuela20 ID:xlpcw18m

      Meu padrinho me botava pra chupar e rola dele todos dias, e eu tinha so cinco anos.
      E quando eu estava com oito ele começou tentar enfiar a rola no meu cusinho, conseguiu na terceira ou quarta vez não me recordo bem.
      Depois da primeira vez, ele comia minha bundinha quase sempre, pelo menos uma vez na semana quando eu ficava na casa dele, e na semana do Natal daquele ano ele disse que me daria o presente que eu quisesse mas ele ia escolher o presente dele também.
      Ganhei uma bike maneira…e ele ganhou meu cabacinho…
      Enfim, aos nove anos eu já era a putinha do meu padrinho…e ele me deu muitos presentes…inclusive a Yohanna, quando eu tinha só treze anos…
      Hj a Yohanna tem seis…e já brinca com o paizinho dela também.

  • Responder Murilo ID:7xbywvjpqi

    Tu é um desgraçado filho da puta.Eu sei muito bem quem é você Qualquer dia vou invadir tua casa e arrancar seu pescoço.,

    • Juju ID:gsuanuv9d

      Fica bravo não
      Tenho 12caninhod e adoro ser chupada por vovó e papai fico com a boceta molhada e sinto uma coisa bem gostosa nela
      Vamos fazer nos dois eu deixo vc chupar murilo

  • Responder Lia ID:g3j0ti8rk

    Tenho 12 anos e sou virgem. Meu tio me molestada quando eu tinha meus 8 anos e era delicioso sentir o dedo dele na minha pepeca. Mas ele se mudou com a família e eu não tenho ninguém para me dar carinho. Queria um vovô assim pra me lamber.

    • Weslley ID:h5hn50j43

      Eu faco td com vc gatinha, tenho 36 anos, [email protected]

    • Ede silva ID:8kqtlwo20d

      Uauuu entra em contato comigo

    • Tiago Luiz Almeida ID:1se4s0m4

      posso ser seu avô

    • Bronquinha ID:fuos3ep8k

      Adoro menininhas assim, deixo elas viciadinhas como ja o fiz e com menores ainda, pena que não dá pra acreditar que é realmente uma menina de 12 isso não passa de um marmanjo que gosta da fruta como eu e fica se passando por pequenas enganando até ele mesmo.

  • Responder anónimo ID:fuoofspv1

    Meu Deus eu não quero acreditar que isso seja verdade se for verdade velho escroto vc vai queimar no inferno fazer isso com um bebê eu queria te conhecer só. Pra te dar um soco bem no meio da cara.

    • Juju ID:gsuanuv9d

      Adoro ser chupada por vovô

  • Responder Adri ID:469cxvisb0i

    Você tem telegram

  • Responder Alexandre ID:gsudr920j

    Bacana!Adoraria conhecer uma família liberal que queira mais um paizinho para sua filhinha ou filhinhas e assim brincarmos bem gostoso.Meu e-mail é:[email protected]

  • Responder Nilceane ID:5u0xt7wnm3

    Eu gostei do conto.

    • Ninguém ID:xe2u4e6h

      Velhos podres seus desgraçado filhos da puta deviao ser castrados

  • Responder Eduarda campos ID:g3jqow20d

    Adoreiiiiii. ..Quero o perder meu selinho com um homem mais velho e experiênte.

    • Andre ID:1se6hvm1

      Vem gatinha

    • Vovô atleta ID:81rf84pb0c

      OI SE ESTIVER AFIM VENHA PRA MIM…

    • Nilson ID:8d5hzgw20j

      Eu adoro contos eróticos tenho 45ano

    • Sueli ID:8kqtspwzra

      Olha a mentira pra enganar trouxa
      Como que ele punha a Tora como ele diz num buraquinho que é anus de crianca e nao arrombou e nem doeu e ela pedia mais
      Ah va mentir pra la
      Acha que todo mundo é ignorante
      Vc é um trouxa que inventou essa historia
      Pq deve ter problema pra levantar seu penis
      E inventou que saia com putas.
      Mentiroso nojento e ridiculo que substima a inteligencia dos outris
      Va fazer terapia pq mente mal

  • Responder Lito ID:41ih3x7jd9k

    Seu número n funciona

  • Responder Anônimo ID:b8zgywb5lag

    Mesmo sendo invencao, isso é duentil! Pessoas que penssam esse tipo d coisa merecem ter os menbros decepados!!!

    “Minha umilde opiniao”

    • Observador ID:bf9itui6ic

      E você veio aqui para ler, gostar e depois pedir para ter seus membros decepados?

  • Responder jr ID:fx7nvkoic

    sua idade bruna

  • Responder gaby tezuda ID:81ro1598ra

    quero da minha buceta

    • Xulim ID:7xbywvjpqi

      Sai daqui seu retardado mental

  • Responder Anônimo ID:g625bald3

    Cara, criança não dá!!!!
    A infância é importante d+, isso prejudica a evolução da criança

    • Mamãe incestuosa ID:bf9itui6ij

      Está brigando com uma história inventada, uma situação imaginária, rapaz?

      Será que você é uma pessoa que cresceu num ambiente repressor onde tudo era proibido, e agora quando adulto pensa que tudo deve continuar do mesmo jeito? Em vez de abrir a mente para que mais liberdades aconteçam, prefere que tudo continue do mesmo jeito?

  • Responder Anônimo ID:fi07cbbs8

    Conto muito bom !
    Bela escrita!
    Só um problema a idade , VC molestou um bebe .isso doentiu OK

  • Responder Anônimo ID:3c78v7ceoi9

    Ótimo conto,bem escrito e quando são escritos com diálogos destacados então ficam melhores ainda.Adoraria ler mais contos se fossem assim tão bem escritos. 😉

  • Responder Alana ID:1dmh1ssblcr5

    Muito bom adorei…

  • Responder Fabi ID:g61u4fu0z

    Cara, tô toda molhada com esse conto. E fiquei mais excitada com a ortografia. Que magnífico! Parabéns.

    • Reuri Poter ID:7xbywvjpqi

      Outro virjão otário se passando por mulher

  • Responder Anônimo ID:blirbrid4

    A policia deveria estar de olhos e algemas prontas pra prender estes criminosos todos. Espero que o serviço de investigação aja e ponha vcs todos terem o que bem merecem numa cela.

    • Anônimo ID:41igu2u08rc

      Para de cú doce
      Bateu uma punheta agr ta arrependido
      Ñ quer então não entra no site porra

    • Anônimo ID:8kqtlwnxic

      Esse cara é louco, vagabundo, fazer isso com um bebê.

  • Responder Sarah ID:5n6ztexekq6

    Adoro esse conto não me canso de ler,parece que estou vivendo esse conto parabéns Filipe! !

  • Responder Anônimo ID:bf9d3cg499

    Simplesmente inspirado. Maravilhoso.

  • Responder cruela ID:41ihyfrlzrk

    Vou fazer um Grupo de Incesto pedo. Deixem o numero quem quiser.

    • [email protected] ID:g3iug9fzj

      Eu guero 4591584069

    • [email protected] ID:g3iug9fzj

      Eu

      4591584069

    • Luh mente aberta ID:gstyeke5z

      Conto perfect , parabéns ! Add meu num ai no grupo gosto muito d falar sobre o assunto

    • Rafaella ID:funxvfyv3

      Opa.. serve mulher pra te chupar ??
      Deixa contato !

  • Responder Nay ID:e3cuiqfe9bq

    Kkkkkk,é a mais pura verdade!O maior mentiroso acredita no que diz!Vc é o maximo! Kkkkkkk

    • Filipe ID:19p23be0q

      Outro que acredita que meus contos são histórias verídicas? Sério mesmo?

  • Responder FELIZ ID:1cunwm54s41a

    Vc no final disse uma verdade, homens so servem para se gabar e contar mentiras……foi o q vc acabou de fazer, apesar de bem bem escrito, bom portugues, vc é um grande mentiroso e dos piores, porque vc mesmo acredita em suas mentiras, leia seu conto e veja onde descobri suas mentiras.

    • Filipe ID:19p23be0q

      Eu nunca disse que esta história era verdadeira, panaca. Contos são, por definição, FICTÍCIOS. São invenções, nada mais do que isso. Claro, evidente, óbvio que é tudo mentira. Você merece uma medalha pela tua descoberta incrível. Meus contos são para entreter, apenas isso. Você quer verdades? Procure relatos, depoimentos então. É cada mané que me aparece :-/

    • Luna ID:1dug9ypozzck

      Vc Ta num site de contos seu idiota! Os contos não necessariamente serão verdades!

    • Anonimo ID:41ihq53exib

      O felipe eo maior corno q existe, ela fique inventando contos ea mulher dele ta fazendo de verdade com um novinho….kkkkk….muito corno msm..

  • Responder Sara ID:gqauworhl

    Gostei muito do conto,está de parabéns! !

    • Ters ID:e6em5ati6np

      Doente nojento

  • Responder Janete souza ID:1ebuawj6s2rp

    Adorei muito Bom
    Parabéns

    Beijos

  • Responder Hilário ID:7xbywvjpqi

    Remédio pra pedófilo é a morte seu desgraçado.

  • Responder Ameiiiii ID:2ql03bdxz

    Uau

  • Responder gostoso ID:w71hj15h

    muito bom e a escrita muito boa mais a idade da garotinha ainda bebe não convem.

  • Responder ANTONIO ID:1dwch9ueccpj

    Quer ver como faço o contato

  • Responder Gláucia ID:g3j0j5yd1

    Puta que pariu !
    Que merda é essa ?
    Sabe quando que uma menina de dez anos, vai dialogar com um adulto, dessa forma ???
    NUNCA !!!
    Nem aqui…e nem na casa do caralho.
    E mais, quem escreveu isso, não foi uma mulher, foi um punheteiro de cérebro enferrujado.
    CRIATIDIVIDADE ZERO !!!

  • Responder Arthur ID:4adeqa5aqri

    Q delícia