Vovô e as netinhas (A chantagem)

Continuação… bom desculpe pela demora mais vamos continuar.
naquela semana td tava maravilhoso mais eu mesmo já não tava aguentando satisfazer as minhas netinhas elas são insaciável então resolvi comprar o azulzinho nunca tinha usado antes afinal eu não tava praticando muito mesmo ate que comecei com elas
então o dia transcorreu normalmente a tarde a a Elaine acho um garoto ali ele parecia aqueles surfista
loiro queimado do sol parecia ter uns 16 anos ele começo a dar em cima da Elaine e a putinha começo a dar brecha pro garoto e ficaram ate escurecer junto eu já tava com ciúme do moleque
quando deu 17 horas eu disse Elaine hora de voltar pra casa ela deixa vovô depois eu eu eu não agora então ela deu um beijo no garoto mais eu fiquei fulo o cara enfio aquela lingua nojenta na boca do meu tesouro quando cheguei no chalé fiquei bravo com ela . ela logo retruco pó vô o senhor acha que eu a as minhas irmã vamos ficar só transando com o senhor nos gostamos de garoto transar com o senhor e legal mais eu quero mais se o senhor cortar meu barato não vai ter mais noite comigo e tmb não vó deixar o senhor pegar mais minhas irmãs nisto a Erica já disse eu tmb quero conhecer garoto tmb o senhor não e nosso dono já que td que a Elaine fazia a Erica copiava
nesta noite as duas dormirão no sofá eu fiquei na cama sozinho com a Evelyn ela disse vovô eu só quero o senhor mais eu fui na sala e pedi pra duas vir pro quarto elas nem reponderam então voltei pro quarto ao entrar já vi a Evelyn sem nd ela tava peladinha e disse vem vovô hoje o senhor vai ser só meu já que as bobas não querem eu mesmo preocupado cai de boca naquela bucetinha linda inchadinha lisinha ela tava sentada na cabeceira da cama eu subi pelo o fundo ela de perninha aberta eu chupando ela deu uma voltinha e abaixando minha cueca começo um 69 ela segurando minha pica com aquela duas mãozinha e aquela boquinha que mau cabia minha pica nela
então por uns minutos esqueci aquelas duas ingrata e me dediquei a Evelyn a safadinha me fez esquecer as irmãs e logo tava cavalgando eu deitado na cama ela veio por cima e sento sem do nem parecia que era a segunda vez que tava levando um pica ela deixava entrar quase td eu via a carinha dela mordendo os lábios com aquela mistura de dor e tesão assim ela encosto na minha barriga como papai e mamãe nesta posição minha pica só ficava entre as sua coxas então ela veio na minha boca e me deu um beijo de lingua eu sentindo aquela lingua pequena na minha boca eu retribui ele não fica assim vovô elas são boba eu serei só tua elas que se dane o senhor sempre terá a mim eu quase chorando abrasei e dormimos assim
passo assim uns dois dia nisto a Elaine paro de descer não sei se é por que foi a primeira vez o se é assim mesmo mais depois do terceiro dia paro de vez mais ela tava batendo de frente comigo ficava os dias com o garoto e nisto tmb levo a Erica com ela e ficava as duas com o garoto na noite da sexta feira ela disse que o Júnior convido elas para sair ali da praia do curral e ir pra cachoeira deserta que tinha lá que só ia morador os visitante não conhecia eu a de prima disse não foi ai que eu percebi que a casa caiu pra mim a Elaine e a Erica disse vô o senhor tá achando o que nos sabemos que o que o senhor fez com nos é crime se o senhor barrar nos vamos começar a contar o que acontece aqui a noite
eu me assustei e disse vcs tem coragem e além de que vcs querem a Elaine retruco não interessa se a gente quer o não o senhor é que adulto nos somos só meninas inocente . a putinha falo isto na maior cara de pau
bom depois desta chantagem não tive escolha tive que ceder mais disse eu tmb vó a este lugar a Elaine disse vó falar com o júnior ate parecia que ele já sabia do que acontecia aqui então a putinha da Elaine telefono para o cara ela já tava conversando com o infeliz e eu nem tinha percebido ela disse ta com assim o senhor leva a gente de carro que é um Pouco longe Po além de ceder a chantagem virei motorista dela Pode
lá chegando a cachoeira era bonita mais pequena com um queda de 1,e meio e uma bacia que parecia uma piscina daquelas de 5 mil litros como tava frio e ali só ia morador não era do conhecimento dos turista não tinha minguem então as duas entraram ali debaixo da queda como os meninos e eu fiquei na margem com a Evelyn ela falando baixinho no meu ouvido assim não fique triste vovô elas são tontas eu não vó trocar o senhor por menino nenhum eu ali com ela mais não tirava o olho das meninas nisto eu vi o júnior encoxando a Elaine eu falei olha a intimidade ela só riu
e a Erica tmb não ficava a traz parecia duas putinhas com aqueles menino que já não era tão menino assim eles se beijando de lingua e eu ali não podendo fazer nd foi nisto que ouvi a Evelyn dizer
da um beijo vô eu baixinho respondi aqui não da eles podem ver e ai complica ela disse que queria fazer coco que não queria que os meninos visse então avisei as menina e levei ela num matinho chegando ela disse eu não quero fazer coco vô e me deu um beijo e já foi segurando minha pica que com o calção já tava meio duro por ficar as meninas dando boi pros moleques ela abaixo e pois minha pica na boca eu ali a adrenalina foi a mil eu de olho preocupado se alguém me visse e a menina chupando com uma vontade que parecia que ela gostava do perigo gozei e a carinha dela td melada de porra ela pego a parte de baixo do biquini e limpo e pois de novo depois ao voltar a cachoeira
nisto eu não vi a Elaine sair eu comecei a chama ela nisto saiu de um matinho ali ela e o júnior a putinha aproveito que eu me distrai e foi pro mato com o moleque
fiquei puto e disse acabo vamos voltar elas reclamarão eu fui duro já e tarde pós ta na hora de voltamos já era 14 horas então voltamos a Elaine tava com um bico daqueles eu já tinha percebido que em casa não seria fácil ela parecia que tava querendo falar ali mesmo com os meninos ao chegar na praia do curral eles se despediram com beijo que me deixava bravo mais sabia que a noite prometia
quando entramos no chalé em vez de eu gritar com ela a Elaine já veio dizendo o senhor ta atrapalhando amanha eu vó sair sozinho com o júnior eu disse não ela ta bom começo a gritar socorro nisto eu tampei a boca dela ta louca que os vizinhos vão pensar ela que o senhor e um velho pedófilo e aproveita das tuas netas
eu então tentei aplicar o perigo de pegar uma doença ou engravidar já que ela já tinha menstruado era possível ela retruco como sempre e o senhor tmb pode passar eu disse que eu não saia com mais minguem só com elas e o júnior pode sair com um monte e te passar algo nisto a Erica já disse que tmb iria ficar com o Daniel o nome daquele moleque que eu nem sabia
ali fiquei eu e as duas então eu propus um acordo e perguntei pra Erica a idade do Daniel ela disse 16 anos e Elaine disse que o júnior ia completar 17 e ela queria dar de presente a ele então mediante as duas ter me chantageado falei que o acordo era assim elas poderia transar com eles mais tinha que ser no chalé e eles teria que usar preservativos eu mesmo vó comprar e elas concordarão me abraçarão o pior e que eu tava tão a fim que cedi e fomos pra cama eu nem disse mais nd e tomei um azulzinho porque não queria deixar elas pros
peguei as duas e fomos pro quarto ate parecia que nd tinha acontecido tirei a roupa das duas e já abrindo a perna da Elaine fui metendo sem do naquela buceta ela já recebia minha pica sem muito esforço então eu soquei com td força não sei se tava com tesão o raiva mais quando mais eu forçava mais a putinha gostava e gemia nisto a Erica já disse vovó o senhor disse que iria quebrar meu cabaço eu disse ta louca menina vc não tem mais cabaço ela riu e disse do meu cuzinho o senhor comeu o da Elaine vai ter que fazer o mesmo comigo então cuspi no cuzinho dela tava tão seco de vontade de transar com elas que nem usei creme foi no cuspe mesmo e não fui muito carinhoso pois a cabeça devagar ela gemia e chorava mais eu disse se ela tava doendo deixava pra outro dia ela não se a ELAINE aguento eu tmb aguento nisto entro a cabeça eu segurei na quadris dela e empurrei sem dó ela grito então comecei a bombar de vagar e estocava ate o fundo ela mesmo chorando com dor não queria parar eu tão alucinado com as duas que nem percebi o olhinhos da Evelyn ela não tava gostando daquilo parecia que tava com ciúme das irmãs
então a chamei para perto de mim ela só balanço a cabeça dizendo que não eu como já tava com as duas não dei bola e continuei assim se passo a noite e chegamos no domingo dia 24 de janeiro eu tinha que deixar minas netinhas serem fodidas pelos dois safado
mais isto já é outra historia
espero que tenham gostado e desculpa pela demora ATE A PRÓXIMA …..

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 1,00 de 1 votos)
Loading...