Fiquei bobo com o que vi e assisti tudo

O que vou contar para você e uma historia verídica aconteceu no final do ano de 2014, sou casado, minha esposa uma loira muito bonita, umas pernas linda, uma bunda maravilhosa, carnuda empolado, muito gostosa, mesmo, no final do ano de 2014 resolvemos ir a um baile da Cidade, Baile da Polinêziia, um baile que imita carnaval, com muita frutas e bebidas a vontade,

E uma baile onde a gente vai vestido a caráter,. minha esposa muito bem produzida vestia uma saia rodada tipo sarongue, muito estampado, com uma abertura na perna que mostrava bem as pernas dela, um uma blusinha frente unica estava um tesão mesmo, nossa brincamos muito, acabamos se juntando a um grupo de pessoas onde estava rolando água de coco com wiskis, nossa se esbaldamos se divertimos muito mesmo, já todos bêbados dançando pulando carnaval eu notava que tinha uns caras passando a mão na minha esposa e enconchando ela,, mais sabe como é carnaval, tem que se aceitar tudo, se não da briga, deixei rolar.

Quando foi lá ´por volta de umas 3 horas da manha minha esposa não estava passando bem, sai com ela ´para o fundos do clube para tomar um ar, ela estava bêbada, deitei ela num banco tentando ver se ela se recuperava, estávamos sozinhos ali, não tinha ninguém, todo escuro só mesmo uma lâmpada acesa, e fraquinha, ela não falava coisas com coisas , eu queria pegar uma água de coco para ela beber mais não queria deixar ela sozinha, nisso eu avistei um segurança, que fica por ali para não deixar ninguém pular o muro, falei a ele amigo daria para você dar uma olhada nela aqui que eu vou buscar uma água para ela, ele disse tudo bem, eu sai.

Sabe como é nestas festas para pegar alguma coisa e muita gente, acabei demorando um pouco, ,quando vou chegando começo escutar ela dizer para o cara amor, estou com uma tesão só e levantou a saia mostrando a calcinha para o segurança, dava a impressão que ela estava confundindo o segurança pensando ser eu, fiquei observado, ele olhou para um lado e para o outro eu me escondi, viu que não tinha ninguém, colocou o dedo na boceta dela, eu estava pertinho escondido num jardim, ela então falou a ele amor eu não quero o dedo, eu quero e a rola, e tirou a calcinha mostrando a boceta para ele, ele não aguentou tirou a rola para fora, nossa quando eu vi não acreditei o cara tinha uma caçeta enorme grossa cabeçuda, colocou ela na beirada do banco e meteu a rola nela, nossa ela gemia, que nem louca, escutei ela falar amor a sua rola engrossou, nossa como esta grossa, isso amor coloca todinha lá dentro coloca, e ele metia forte nela, ela gozou que nem uma louca, e ele acabou gozando na boceta dela, colocou ela sentada e se arrumou, bem porque ele estava de serviço, eu cheguei, agradeci a ele e comecei dar a água a ela, que devido a gozada deu ate uma melhorada, ela então estava fora dela mesmo, disse amor foi delicioso a nossa metida, levantou a saia , estava sem calcinha a calcinha estava no chão, e disse amor mete na minha bunda mete, eu quero, eu perguntei a ela você vai aguentar na bunda agora, ela respondeu não dizem que cu de bêbada não tem dono, então mete, apesar dela estar a costumada a dar o cu, mais o cara tem uma rola grossa, eu pesei vou chamar ele e mandar ele meter nela, mais ele vai arrombar o cu dela, mas ela esta pedindo, eu dei um toque para ele, ele vaio ate nos, eu falei a ele olha ela ficou mal acostumada pelo que você fez, ele disse eu não fiz nada, eu falei calma, só que agora ela quer dar o cu eu já bebi de mais ,você não quer fazer este sacrífico ele perguntou não vai ter problema, eu disse clar o que não, ele então tirou a rola para fora, toda melada ainda, eu disse quer que de uma limpadinha, e uma lubrificadinha, e cabei abocanhando a rola dele dei uma chupada e coloquei ela de quatro chupei seu cuzinho deixando ele bem babado e ele começou a penetrar nela, nossa ela gemeu muito reclamou, relaxou e a rola entrou todinha, nossa ele socava forte ela uivava de tesão, demorou um pouco para gozar mais nossa gozou com vontade, quanta porra, eu estava em transe não pesei em nada acabei abocanhando a rola dele assim que ele tirou do cu dela, chupando a porra restante nossa que delicia, ela desfaleceu no banco, consegui que ele tomasse mais um pouco de água de coco, e isso já era umas 5 da manha estava clareando, com muito custo consegui levar ela ate o carro, para colocar ela no carro um rapaz me ajudou, quando pois ela no bando as pernas dela abriu o cara viu ela sem calcinha, o cara disse nossa que coisa linda, se ela não estivesse adormecida desfalecida, iria mos meter de novo, mais assim não estava sendo legal e fomos embora.

Ela só acordou no dia seguinte com uma dor de cabeça e reclamando de dor no cu e na boceta, perguntando o que foi que aconteceu eu então disse a ela, amor você onde tomou todas desmaiou e quis dar para um segurança ele acabou metendo em você e comeu o seu cu, amor ele tinha uma rola enorme grossa, cabeçuda, você aguentou todinha lá dentro, e queria mais, mais como estava desfalecida eu desisti, ele então perguntou pegou o telefone dele, eu disse que não, caralho ela ficou brava, achou que eu deveria pegar o telefone dele para marcar uma foda quando ela estivesse boa. agora estou tentando descobrir quem e ele para tentar uma foda com ela boa.
Espero que tenha gostado.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...