#

Me fantasiei de empregada para dar o CU, mas tive dor de barriga e o macho fodeu assim mesmo

465 palavras | 1 |3.29
Por

Adoro experimentar fetiches ousados ​​e estou interessado em contar uma história especial, no interior de Pernambuco, quando realizei uma fantasia maluca com um novo amigo. Mas algo inesperado aconteceu durante nossa brincadeira, e tudo acabou se transformando em um fetiche sujo e irresistível. Postei completo agora em www.selmaclub.com e www.apoia.se/selma
Estávamos no quarto do hotel, quando ele me filmou arrumando a cama. De repente, senti uma dor de barriga terrível e incontrolável. Corri para o banheiro, e ele veio junto, filmando cada momento de perto, para não perder nenhum detalhe daquela situação constrangedora.
Entrei no banheiro e, caralho, caguei pra caralho! Mas decidi não me limpar. Afinal, se ele quisesse CU, ele teria de qualquer jeito . Fiquei de quatro, apresentando minha bunda e meu ânus imundo. Ele chegou perto e cravou sua rola na minha buceta carnuda, fitando o meu anel de couro sujo e fedendo. Mas aquilo estava dando um tesão do caralho nele.Eu mesmo pedi: “QUERO NO CU!” Estava excitada demais.
Ele enfiou a rola no meu rabo sujo, fazendo com que eu peidasse enquanto ele socava cada vez mais rápido, fazendo com que seu pau saísse cada vez mais sujo de merda quente. A foda foi que ele tirou da minha bunda e me forçou a chupar aquela porra suja.Gritei: “TÁ CHEIO DE MERDA!” Mas ele não ligou e me obrigou a chupar aquele pau cagado, depois me colocou novamente de quatro e meteu no meu cu com força, como um animal em cio, até gozar e encher meu ânus com esperma quente.Tudo filmado para eternizar aquele momento insano.
E limpei com a boca no pau. Não tive outra escolha a não ser engolir aquela porra misturada com bosta, enquanto ele se retorcia de prazer e me enche de tapas na bunda. Foi uma experiência bizarra, que me deixou excitada e humilhada ao mesmo tempo, enquanto ele gemia e gozava, deixando toda aquela merda suja escorrendo pela minha bunda e pelas minhas coxas.
Ficamos lá, cansados ​​e sujos, enquanto ele continuava a filmar toda aquela cena perversa.Nunca imaginei que o fetiche de merda pudesse ser tão incrível e me deixar excitada .Mas aquela situação hoje, com a minha bunda suja sendo arrombada sem dó, foi muito além dos meus limites e me deixou querendo mais e mais.
E assim, ficamos ali, explorando nossas fantasias mais doentias e degeneradas, enquanto ele me chamava de puta suja e eu o implorava para continuar me fodendo sem parar.Aquela noite foi a mais louca e inesquecível da minha vida, e nos marcou para sempre como os maiores degenerados e exploradores do fetiche de merda.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,29 de 7 votos)

Por #
Comente e avalie para incentivar o autor

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder CurtoDeTudo77 ID:fu5ejem4mdv

    Amo foder minha esposa com o cu cheio de cocô ou depois que faz cocô. Cada metida ela dá um peido. Amo limpá-lo com a língua. Ela chupa meu pau misturado de porra e merda e depois nos beijamos.