# # #

arrombado pelo mendigo pauzudo

654 palavras | 10 |4.47
Por

Tive minha primeira experiência com um sem teto…………………..

arrombado pelo mendigo pauzudo

quando eu tinha 7 anos minha mãe faleceu e meu pai teve que cuidar de mim daí pá frente eu sempre fui um garoto muito sorridente gostava de fazer amizades de ir a escola sempre dava umas moedas pra um mendigo lá na rua e ele ficava muito agradecido meu pai sempre estava trabalhando e eu sempre gostei de homem sempre sentia bem tá no colo dos amigos do papai e no dele mais eles achavam natural e eu já amava, um dia fui na casa de um amigo do meu pai buscar umas coisas lá que meu pai pediu na volta vi o mendigo lá deitado dormindo seu pau saindo pelo short era moreno com pelos vi que não tinha ninguém na rua resolvi ir lá peguei no pau dele com força mesmo acho que ele estava bêbado e não acordou bati uma nele ainda de pau mole seu pau era pesado e tinha um cheiro forte de xixi não demorei muito e corri pra casa imaginando o que poderia ter acontecido se eu tivesse em casa cm ele comecei a piscar meu cuzinho na cueca minha vontade de dar pra ele foi a mil meu pauzinho durinho com a cabeça meladinha e meu cuzinho pensando em fazer um plano de chama ele pra ir lá em casa quando o papai fosse trabalhar passei duas semanas pensando sobre o q aconteceu naquele dia comecei a investir no meu cuzinho comecei a colocar o dedo meter o pincel me cuzinho já era guloso eu relaxava ele até ele aguenta doía muito mais eu aguentava passou umas 4 semana e eu não o via mais lá fiquei imaginando se ele tinha ido embora ou se ele morreu (mente de criança né kk) em uma sexta feira vinha voltando da escola as 12horas da tarde meu pai sai às 11:45 deixa minha comida e a chave escondida fora, naquele dia andando sem pensar em nada vi o mendigo lá sentado embaixo de uma árvore passei perto dele e dei minha maçã pra ele ele me agradeceu comeu e ficou muito feliz perguntei se ele queria almoçar lá em casa ele perguntou se não tinha problema dos meus pais brigar por eu tá falando com um desconhecido, eu disse que minha mãe tinha morrido e só tinha meu pai, ele tinha ido trabalhar e eu só queria ajudar ele então ele aceitou o pedido e foi pra casa comigo abrir o portão como a casa e cercada com o murro não tinha problema ninguém ver ele entrou e eu perguntei se ele não queria tomar banho, ele disse que não tinha roupa mais ele poderia ficar aí fora mesmo eu disse que iria olhar se meu pai tinha alguma roupa pra ele então entrei no quarto abri a parte das roupas do pai e achei um short e uma blusa e por incrível que pareça servia nele então chamei ele e dei a roupa mandei ele tomar banho ele entrou no banheiro tirou a roupa e eu vendo ele pelado ele não se importava se eu olhava ligou o chuveiro e começo a chorar achei q ele tava sentindo dor e perguntei, você tá bem? tá acontecendo alguma coisa?. ele respondeu eu tou bem sim só que eu queria agradecer você por confiar em mim você e muito bonito um garoto muito legal e bonzinho nessa hora minha vontade de abraçar ele e mamar o cacete dele foi a mil, lembrei que um amigo do meu pai tinha trazido um remédio q deixava o cara doidão de tesão então fiz um copo de suco pra ele coloquei o comprimido dentro e preparei nossa comida……. continua!

querem continuação??

MEU TELEGRAM PRA QUEM QUISER.

bo_vst

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,47 de 57 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

10 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Puto pervertido ID:g3jga5tqj

    Levar rolada de mendigo é viciante! Meu primeiro foi quando eu tinha 17 anos. Ele tava cheirando cola e tinha uns 20cm de rola grossa. Eu tava na rua esperando uma chuva passar e ele tava na coberta da parada do ônibus. Eu fiquei encarando ele até que ele chegou em mim perguntando se eu curtia. Eu disse que sim e ele me levou pra um terreno vazio e mandou eu chupei. Tava com um cheirão forte e seboso. Eu lembro de ficar com nojo mas logo depois me deu tesão. Ele me fudeu sem pena só no cuspe. Eu nunca esqueci

  • Responder Ramon ID:1ck8tm03t8pr

    Quando eu tinha 12 anos fugir de casa, meu padrasto me batia muito, fiquei nas ruas. Conheci um mendigo ele era um cara legal, me ajustei com ele, ele ganhava comidas e dividia comigo, dormíamos em um viaduto q ficava em um trecho deserto, eu tinha uma bunda avantajada, pernas grossas…uma certa noite acordei com ele alisando minhas pernas e meu bumbum, fingir q estava dormindo, sentir aquelas mãos grandes e grossas no meu bumbum aquilo me deu um tesão, eu já tinha dado mas só para garotos de 10 para baixo, ele aproximou a boca do meu pescoço e começou a me beijar, resumindo entrei na pica daquele mendigo, nunca me esqueço daquele pedaço de nervos e veias duro e pulsante dentro do meu rabo, aquele jato de porra inundando meu reto, delicia. Passei o dia com meu cu dolorido e vazando leite mas foi compensador, fui putinha dele até nos separar

  • Responder Luiz ID:3v6otnnr6ic

    Olha o cara te da pica a hora que vc quiser nao tem nenhuma necessidade de dopar ele , foda mito

    • Novinhozinho ID:muiumqfij

      Claro q e um conto né jumento aaaaaaa vá se tá achando ruim não ler flor vc não e obrigado

  • Responder Claudinei a ID:6stwykeoib

    Sou a claudinha cdzinha. Adoro dar pra mendingos. Embaixo dos viaduto. Fodo com todos que encontro. Eles sao uma delicia. Estao cheios de tesao pra dar . Todos fodem sem camisinha. Adoro porra no cu . Sou a . Claudinha cdzinha putinha devassa.

  • Responder Comedor de SP ID:8efc7w7b0b

    Continua, tô só imaginando o pauzao q vai entrar nesse rabinho. Sou de SP, 25a, pau grosso, algum putinho afim? Telegram Lobowolf55

    • Beto ID:1crzyp85opr5

      Quero ser iniciado
      [email protected]

    • Jaziel ID:1e8p9xdkmg0o

      Oi sou sp

    • Paty ID:gnruj2dv2

      Vem me comer

  • Responder putinho de Curitiba ID:7xbywvk98l

    delícia continua logo🤤🤤