# # # #

Filho adotivo (1/2)

744 palavras | 7 |3.81
Por

Oi. Sou o Jean, tenho 15 anos e vivi em um orfanato até novembro do ano 2022.

Eu fui adotado por outras famílias, mas sempre voltava ao orfanato sem saber o motivo.

Bom fui adotado por um homem, Sérgio é o nome do meu pai adotivo, 42 anos. Ele e alto e tem um corpo normal, simpático e bem direto comigo. E foi falando as regras partir dali.

Pai: Jean eu quero conversar serio com você. Ditar as regras, preste atenção.

REGRAS

• Não chamá-lo de seu, era pai.
• Não dizer que é filho ADOTIVO, só filho
• Não pedir para abrir geladeira, armário ou usar TV, aqui a casa é sua.
• Não há segredos entre nós.

Pai: Entendeu?

Eu: Entendi. Mas eu sei que vou pra o orfanato, sempre volto sabe.

Pai: Jean eu já sei que você voltou algumas vezes a direto me contou e pode ficar tranquilo que você não irá voltar.

Eu : Ela falou o motivo?

Pai: Falou, mas deixa isso pra lá. Vamos pedir uma pizza?

Ele foi pegou o telefone e pediu a pizza.

Pai: Jean qual sabor você quer?

Eu: Não sei, o que o senh… O que pai quiser!

Ele pediu a pizza e veio me abraçar.

Pai: Me chamou de pai? Diz de novo!

Eu: Você é meu pai!

Ele me abraçou de novo. Rimos.

A noite eu estava tendo problemas para dormir e uma certa noite ouvi meu pai conversando pelo celular.

Pai: Ele é bonito cara, gente boa um pouco tímido , mas ele se acostuma.

Eu sabia que ele falava de mim.

Pai: E aí vai fazer o que planejamos? Pode ficar sossegado eu tenho certeza.

Dormi.

Acordei com meu pai me chamando.

Pai: Jean, um amigo meu vem aqui mais tarde pra almoçar, mas não se preocupe ele vai trazer a família dele , você vai gostar.

Eu : Tá certo pai.

Era domingo e por volta das 10h eles chegam. Um homem, jovem como o pai, a esposa com roupa simples, também com idade ali pelos 40 e um menino de 16 anos, mas.nem parecia.

Pai: Jean esse é o Gabriel, vocês podem jogar vídeo game na sala enquanto conversamos.

Gabriel: E aí cara sabe jogar?

Eu: Não.

Gabriel : Eu te ensino, vem cá.

Ele começou com os jogos mais fáceis e eu peguei a manha do controle e logo já comecei a jogar sozinho, os jogos fáceis é claro.

Gabriel: Cara tu sabe por que meus pais me trouxeram aqui?

Eu: Eles não vieram almoçar com a gente?

Gabriel: Vou te contar por que se você quiser entrar no jogo, eu aceito.

Eu prestava atenção.

Gabriel: Eu sou gay, e teu pai acha que você também é.

Fiquei paralisado com a sinceridade dele.

Eu : E eu entro onde nessa história?

Gabriel: Eles querem, pelo que eu ouvi, que a gente fique ou namore, sei lá.

Eu: Eu também ouvi meu pai no celular.

Gabriel: Meu pai acha que o mundo é perigoso e se eu ficar só com você dar pra nossos pais ficarem no controle.

Nisso nós chamam para o almoço e minha cabeça tinham muitas ideias para processar.

Em determinado momento meu pai e eu ficamos sozinhos e os convidados na área de lazer.

Pai: E aí gostou do Gabriel?

Eu: Gostei é muito gente boa.

Meu pai riu e fomos fazer sala.

Umas 14h fomos pra piscina e Gabriel sempre perto.

Eu : Cara eu tô me sentindo no dever de ser sincero com você também, assim como você foi comigo.
Eu também sou gay.

Gabriel: Então nossos pais acertam kkkkk
Cara na moral tu nem parece.

Eu : e tu também não kkk

Assim que a noite chegou sai da piscina e meu pai veio em minha direção.

Pai: Filho o Gabriel vai dormir aqui hoje tá. Já coloquei um colchão no chão, os pais dele já foram embora.

Gabriel: Como assim foram embora? E me deixaram sozinho?

Eu: Sozinho não né! Eu tô aqui vamos lá pra o quarto tomar banho e trocamos de roupa.

Já no quarto e porta fechada.

Gabriel: Que porra foi isso velho?

Eu: Aceito entram no jogo deles e você?

Gabriel chega no meu ouvido e diz:

Gabriel: Só aceito que nossa brincadeira for na vera.

Eu todo arrepiado com aquela aproximação fico calado.

Continua.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,81 de 31 votos)

Por # # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

7 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Nelson ID:3c793cycoib

    Gostei da história, acho que pode melhorar, fiquei curioso quanto ao motivo de você sempre voltar, se puder conta pra gente. Ansioso pela continuação. Não demora por favor.

    • CePeLOV ID:w71jmvzk

      O motivo ficou claro ja no início do conto

  • Responder Macho ID:4f7xpcd2

    Curti isso… Quero mais desse namoro… E quero saber o que a diretora disse.

  • Responder Leo ID:8314wn78r9

    Delícia esse conto.
    Quero ler o final.

    • Tarado casado ID:2je68vnh

      Vc quer pica grossa

    • Menino novinho ID:g61zb7344

      Eu quero tio um bem grosso pra me tirar o cabacinho antes de fazer 12 anos

  • Responder Mateus ID:w72k74m4

    Moro também só com meu pai meu pai trouxe um colega meu pra dormir na nossa casa pra mim tranzar com ele antes dele chegar meu pai me explicou como era pra eu fazer fiz passo a passo que meu pai disse ele colocou o garoto pra dormir com ele na minha cama que era de casal eu tinha 16 e o menino 15 seu nome era Lucas era filho de um amigo do meu pai
    Eu e Lucas tranzamos umas 5 vezes nesse noite troca troca e muito 69 depois desse dia meu pai fez nois namorar mais era escondido de todo mundo só eu Lucas e meu pai sabia praticamente todo dia Lucas ia passar a tarde comigo meu pai já chegou a levar eu e Lucas pro nordeste e alugar um quarto de casal pra nós passar nossa lua de mel pra comemorar 9 meses de namoro passamos 7 dias 7 noites sem dormir só namorando se beijando e gozando e chupando
    Hj tem 3 anos que nois transa mais hj vivemos um relacionamento aberto o Lucas já chegou a da até pro meu pai na minha frente meu pai comendo o Lucas me mamando tenho 19 anos e Lucas 18
    Queria mesmo era chupar meu pai e quem sabe ser a mulherzinha dele