# #

Minha tia veio consertar o computador e agora somos namorados

1010 palavras | 2 |4.33
Por

Minha tia veio em minha casa arrumar o seu computador e acabamos levando para algo mais sério.

Oi pessoal, meu primeiro conto aqui, espero que gostem e perdoem meus erros.

Antes de tudo, permitam me apresentar, me chamo Jorge, 20 anos, 1.79, um pouco acima do peso, sempre me dei bem com mulheres e embora eu não me ache, diversas pessoas dizem que sou bonito, boa pinta, etc.

Mas vamos aos fatos, desde meus 12 anos sou fissurado pela minha tia, seu nome é Adriana, pelo incrível que pareça tenhos gostos peculiares, amo gordas e se for coroa melhor ainda, minha tia é essa combinação, 53 anos, branca de cabelos escuros, deve ter seus 1.53m, seios fartos e uma enorme do jeito que eu gosto.

Com 14 anos, ela me pegou espionando ela no banho e disse que não falaria nada se eu a chupasse e foi aí que descobri como é o delicioso gostoso de uma buceta, jamais esquecerei deste dia.

Na época, ela era casada, após o seu divórcio, em 2015, se afastou de todos e perdemos o contato.

Mas a uns meses atrás, tudo mudou, ela veio a minha casa pedi ajuda com o computador dela que havia estragado e ao jogarmos conversa fora pra passar o tempo em quanto ela esperava o novo marido dela chegar, ela acabou soltando de forma espontânea que não poderia ficar sem o computador por que não podia ficar sem ver os pornôs dela, na hora assustei com a frase, mas perguntei brincando de que ela gostava e ela disse incesto, na hora percebi que poderia tentar investir e disse: “curte os de tia com sobrinho?” Ela ficou calada, olhando pra baixo disse que sim, eu logo não perdi tempo e falei: “Por que só assistir os vídeos enquanto pode fazer oq está neles?”. Logo, ela entendeu o recado e disse que talvez eu tinha razão, e aí meus amigos, foi o momento mais feliz da minha vida.

Não perdemos tempo, tirei a blusa dela e como ela estava sem sutiã me acabei nos peitos dela, chupei tudo o que podia, estava com a força toda, ela gemia alto enquanto se masturbava.

Não demorou e puxei ela pro meu quarto, tirei toda a roupa dela e as minhas também, sentei ela na beira da cama e nos beijamos, este foi um beijo que realmente mostrou o nosso amor, um beijo ardente, a língua dela buscava a minha incessantemente e enquanto ela me beijava ela colocou a mão no meu pau e começou uma punhetaque nunca esteve tão duro quanto naquele momento, meu coração batia de forma descomunal e logo paramos de nos beijar e ela começou a chupar meu pau que não é lá muito grande (16cm) porém grosso, ela chupava cabeça a base sem parar, aumentando e diminuindo o ritmo, eu estava quase gozando e ela parou e disse: “fode essa cachorra que está te chupando”, essas palavras nunca sairão da minha cabeça, e foi aí que comecei, já coloquei ela na cama de quatro e comecei a chupar seu cuzinho enquanto brincava com os meus dedos na sua buceta, que por sinal já estava ensopada, e logo veio o primeiro gozo dela, não perdi tempo e me deliciei no mel, me lambuzei até a última gota.

Ela de frente pra mim novamente propôs uma espanhola, e eu, óbvio, não recusei e logo gozei em seus peitos.

Com meu pau se recuperando, voltei a lhe chupar, queria dar a ela o prazer, que talvez ela nunca havia sentido. Sempre fui um “empoderador” de mulheres, e nada como uma língua e dedos para levar uma mulher ao delírio, com meus dedos cheguei ao clitóris e logo ela estava ofegante novamente, estava lhe chupando e dedando ela ao mesmo tempo, nunca estive tão feliz. Ela anunciou que iria gozar novamente e parei, deixei aquele gozo dela reprimido para que ela pudesse usar depois, rs.

Já estávamos mais de 1h30 nessa brincadeira e foi então que a coloquei de frente, abri suas pernas e comecei a meter admirando os peitos dela balançando, eram perfeitos, aumentava e diminuía a velocidade a medida que sentia sua buceta se contraindo não aguentei e gozei ali dentro dela mesmo, e dei meu pau para ela limpar com a boca com o gosto do meu gozo e de sua buceta e logo após a beijei para selarmos o nosso amor proibido.

Já estávamos cansados, deitados na cama após um longo banhoquando o corno do marido dela ligou falando que houve um problema no carro e que era pra ela dormir em minha casa. Aquilo foi música pros meus ouvidos….

Ambos estávamos cansados e fomos dormir, acordei pela manhã com um maravilhoso boquete que logo se tornou em uma cavalgada com direito a gozar dentro novamente.

Por fim, ela disse que queria me dar algo especial, o seu cuzinho… Só de lembrar já fico de pau duro, foi o melhor cu que já comi em minha vida.

Chupei o cuzinho dela até não poder mais, o fato dela ser gorda só melhora as coisas já que aperta suas bochechas e dá uma sensação inexplicável, após lubrificar bem, comecei a penetração e logo dei dois tapas sua bunda branca que ficaram marcados, ela rebolava e pedia pra bater mais, ver a minha cadelinha gemendo de prazer e dor só aumentava meu tesão e logo os tapas viraram socos na costela (a pedido dela, óbvio) , quando estava quase gozando ela pediu que fosse em sua boca, tirei meu pau de sua bunda e já coloquei para ela mamar e gozei o pouco que ainda sobrava em sua boca e a puta engoliu tudo.

Hoje, somos amantes, toda a semana vou em.sua casa arrumar algo que estragou do computador dela, se é que me entendem… Vivemos uma relação de namorados, parecemos dois coelhos de tanto que transamos quando estamos juntos e tem valido cada momento

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,33 de 24 votos)

Por # #

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Anonimoincesto

    Boa eu e minha tia namoramos tb, mas acho que vc deveria pedir pra ela terminar com o namorado para poderem viverem juntos

    • Jorge_007

      Já pedi, ela está arrumando coragem