# #

As amigas da minha mãe 1 – Dona Telma

695 palavras | 1 |3.80
Por

História de como eu comecei a ser um consolo para as amigas da minha mãe

Olá novamente, me chamo Andrey e tenho 21 anos. Essa história aconteceu comigo em 2017.

Bom, eu moro com a.minha mãe e ela possui muitas amigas de longa data, algumas delas eu tive o prazer de transar sem que ela soubesse. A história que eu vou contar hoje envolve 1 das 4 amigas da minha mãe, a dona Telma de 50 anos.

Desde pequeno, a dona Telma frequentemente ia lá em casa conversar com a minha mãe já que morava na mesma rua, e ela sempre me paparicava. Conforme eu fui crescendo, o tratamento que a dona Telma tinha comigo foi mudando e quando ela se separou do marido e passou a morar sozinha, sempre precisava de ajuda com as coisas de casa e a minha mãe me colocava a disposição dela caso precisasse de algo.

Certo dia,quando eu tinha 17 anos ela pediu para que eu passasse na casa dela para comer um bolo e podar as plantas da casa dela. E como eu já tinha malícia com sexo devido a minha prima Alessandra e filha dela(tem conto aqui sobre), eu ja imaginei que rolaria algo.

Chegando lá, podei as plantas e ficamos conversando enquanto comíamos o bolo. E papo vai e papo vem, ela disse que se sentia muito sozinha desde que se divorciou do marido, e eu disse a ela que ela tinha que seguir em frente e conhecer gente nova.

Ela riu e disse: Voce é uma graça, se eu fosse 30 anos mais nova,eu te namoraria

Eu respondi: Não tem problema, eu gosto de mulheres mais velhas e a senhora é uma gata.

Ela surpresa disse: É sério que você me acha uma gata?

Eu respondi: Sim, você tem um corpão kkkk

Ela ficou sem graça e com vergonha, mas mudamos de assunto e tudo bem.

Uma semana depois, ela me viu passando na rua e disse que queria falar comigo depois, e pediu para que eu fosse mais tarde lá para mais um café.

Chegando lá, tomamos um café e ela me confessou que ficou pensando em mim direto e sobre a conversa que tivemos. Ela novamente perguntou se era sério tudo que eu disse e eu respondi que sim já a beijando e ela correspondeu numa boa

Ficamos se pegando na sala naquela tarde e disse que ela não poderia falar para a minha mãe senão daria ruim para nós dois. E fui masturbando ela, ela estava molhadinha. Ela foi tirando o meu short e batendo uma pra mim, depois ela veio descendo e caiu de boca me chupando, foi um dos melhores boquetes que recebi. Perguntei se eu poderia comer ela e ela disse que sim mas antes iria tomar um banho. Ela foi pro banheiro e deixou a porta aberta, enquanto ela estava no banho, eu cheguei por trás dela a beijando. Ela termimou o banho e fomos para o quarto.

Ela não queria que eu chupasse a buceta dela, ela pediu para que eu metesse logo kkkkk Ela ficou de 4 na minha frente com aquela bunda enorme empinada, cuspi e coloquei pra dentro e ia massageando o cuzinho dela. Ela pediu para que eu não parasse pq tava quase gozando, fui metendo e o tesão tava tanto que gozei e meu pau continuou duraço que emendei outra foda que fez ela gozar.

Depois que ela gozou, ficamos abraçados na cama se beijando, recuperamos o fôlego e tentamos o anal com ela por cima cavalgando bastante. Derrepente ela saiu de cima e começou a me chupar, ela passou a língua e mordeu minhas bolas que fez eu gozar que nem louco. Fomos para o banho e fui pra casa, mas antes ela disse que queria fazer outras vezes e eu disse que iriamos sim.

Nós ficamos outras vezes até ela morar com a amiga dela de aluguel. E hoje quase não temos contatos igual antes mas eu ainda sinto falta daquele cuzinho maravilhoso.

(Perdoe qualquer erro de português, estava no trabalho quando fiz esse conto, espero que gostem) obrigado a todos

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,80 de 10 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Sandura ID:81rd3mnxi9

    Andrey, eu tenho 54 anos e já comi muitos filhos das minhas amigas, continue assim querido, são homens como você que fazem as nossas bucetas e bundas felizes!