# # #

Na piscina com minha prima

965 palavras | 4 |4.41
Por

Puxei o seu biquíni para ver a sua bucetinha, ela ficou me olhando com sorriso tímido e puxei de novo

Eu tenho uma prima que é uma irmã para mim, temos a mesma idade e nossas casas sempre foram coladas uma na outra, crescemos fazendo tudo junto até tomar banho, mas eu não a olhava com maldade, com passar dos anos fomos crescendo conhecendo os nossos corpos e pegamos vergonha, normal entre primos.
Quando eu cheguei aos 14 anos e comecei a conversar sobre meninas com os meninos e eles sempre falavam dela, a partir daí
 mudei o meu olhar ter interesse por ela. E nessa época ela era magrinha e uma bundinha não muito grande, mas redondinha e os peitos ainda começando a brotar, ainda era loira dos olhos claros que deixavam com carinha de anjo.
Teve um dia que eu cheguei da escola, e passou uns minutos ela me gritou e disse que o pai dela tinha arrumando uma piscina e o como o dia estava muito quente, só coloquei uma bermuda, quando eu cheguei no fundo da casa ela estava só de biquíni e era primeira vez que havia ela assim depois que comecei a ter interesse nela, já senti o meu corpo querendo reagir. Entramos na piscina e ficamos sentados, o meu tio pegou uma caixa d’água velha, era um pouco grande, mas a altura era pouca.
E estávamos conversando normal com sempre fizemos, mas eu não tirava os olhos dela e estamos sozinhos na casa dela e comecei a imaginar coisas, e comecei a brincar de coisas que fazíamos quando éramos crianças, jogar água um no outro, lutar e dar caldo, mas com intenção de passar a mão nela ou ver um pouco a sua parte íntima, consegui tirar umas casquinhas, mas era o suficiente para mim.
Estávamos em pé com a água ainda no nosso joelho e eu puxei o seu biquíni para ver a sua bucetinha, mas durou a apenas uns segundos, pois ela rapidamente tirou a minha mão e ficou com um sorriso tímido me olhando e não contente fiz de novo, mas dessa vez ela deixou e ficou só com o sorriso no rosto me olhando em silêncio, enquanto eu apreciava sua bucetinha rosadinha e raspadinha por quase um minuto. Baixei o seu biquíni até a altura das suas coxas e comecei carícia sua bucetinha, ela respirou forte e eu olhei no seu rosto estava a sua expressão de prazer vendo a minha mão brincando com a sua bucetinha, e cada vez ela ficava mais molhada e dava gemidos abafados. Eu a beijei que correspondeu o meu beijo e os beijos eram demorados e fui descendo beijando o seu pescoço e levantei o seu biquíni expondo os seus peitinhos que estavam começando a brotar e passei a língua em um deles e ela se arrepiou toda.
Meu pau estava quase explodindo dentro da minha bermuda e abrir colocando ele para fora e ela olhou ele com desejo e rapidamente colocou a mão nele que pulsava em suas mãos enquanto ela acariciava.
Pedi para ela terminar de tirar a sua roupa e fui arrancando a minha e quando a vi toda pelada me apaixonei, coloquei ela senta na borda da piscina e abrir as suas pernas e encostei a cabeça do meu pau em sua bucetinha e comecei a pincelar, ela mordia o beiço e gemia e não aguentando o tesão e com a voz fininha me pediu para colocar em dentro.
Eu coloquei a cabeça na entrada e fui fazendo força para entrar, como ela era virgem igual a mim, e fui entrando aos poucos e os seus olhos em lágrimas e ela gemia com um pouco de dor, mas como ela estava bem molhada facilitou a entrada, quando já tinha entrado bastante eu fiquei parado para ela se acostumar, que sensação incrível, a sua bucetinha quente apertava o meu pau que latejava em dentro dela.
Depois de quase um minuto comecei um vai e vem lentamente, e aos os seus gemidos de dor era transformado em prazer e fui aumentando o ritmo, ela já não sentia mais dor e começou a gemer cada vez mais auto, e também a boca com as mãos para abafar, eu socava cada vez mais fundo, ela com a voz fininha novamente disse iria gozar e senti uma grande quantidade de líquido no meu pau, ela respirou ofegante por uns segundos. E continuei a meter nela com um pouco mais de força e velocidade, ela me entrelaçou com as pernas e os braços gemia no meu ouvido, já estava para gozar e ela viu que eu iria gozar e me pediu para segurar que ela iria gozar novamente, e eu me segurando para não gozar e metia cada vez mais rápido e ela gemia alto sem controle e dizia, “não goza que eu vou gozar” e eu não me segurei e saiu o primeiro jato em dentro da sua buceta, ela na mesma hora deu gemido alto e sua bucetinha lubrificando no meu pau, eu ainda com o pau em dentro me apoiei exausto nela, que respirava fundo.
Depois eu tirei o meu pau mole de dentro dela e saiu pingando e abrir a sua bucetinha com a mão para vermos a porra escorrendo da sua bucetinha, eu brinquei dizendo:
_ hum, é bom um moranguinho com leite e ela riu e respondeu:
_ muito bobo
 Nos beijamos e peguei a minha roupa e saímos da piscina, eu me vestir e ela continuou pelada e me levou até a porta e nos beijamos e fui pra minha casa.

Me desculpe por qualquer erro.

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,41 de 22 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Policia federal ID:g3ivb7c8m

    Kkkk, quanta mentira

  • Responder ada ID:mt96amrm1

    O clássico: Come a menina, vira pro lado e dorme.

  • Responder Juju ID:81rddr16v1

    Conta mais

  • Responder Dihhmais ID:81rddr16v1

    Amei