# #

Reencontro com primo depois de casado

854 palavras | 5 |5.00
Por

Meu primo me enganou no troca-troca da infância e vez o mesmo no reencontro depois de casado.

Como já contei aqui , meu primo me iniciou no troca-troca. A primeira vez ele me comeu e me deixou na mão. A segunda vez ele me comeu e fiquei na mão novamente. A terceira perdi meu cu no jogo da velha. Tive que dar para ele e para o irmão dele quase toda a tarde. Na quarta vez ele ameaçou contar para minhas irmãs que tinha dado o cu para ele. Assim fui obrigado a dar para ele por uns dois ou três anos , dos 7 ou 8 anos ate meus 11 anos.
Depois disso me mudei e perdi o contato dele por muito anos.
Já com 25 anos casei e vivia uma relação normal com minha mulher. Claro que sempre que comia ela lembrava das aventuras dos troca-troca.
Após algum tempo encontrei com ele e convidei ele para jantar lá em casa. Afinal eram primos.
Foi bem legal, conversamos sobre o passado , contamos estórias e bebemos muito.
Falei para minha esposa deixar a louça comigo. Ela foi se deitar e meu primo prontamente disse que iria me ajudar. Fui lavar a louça e ele foi retirando os pratos da mesa.
Mas cada vez que colocava um prato na pia , me pareceu que ele me dava um encoxadinha.
a primeira vez pensei que fosse sem querer , mas na segunda e terceira vez comecei a desconfiar que ele queria se aproveitar da situação.
Mas como tinha bebido bastante aquilo foi me deixando excitado. Ele me encoxou denovo e ficou mais tempo e passou a mão no meu pau, que já estava ficando duro.
Sem tirar a mão do meu pau e apertando seu pau na minha bundinha falou sussurando no meu ouvido:
——— Vamos fazer um troca-troca?
——– Tá louco, eu sou casado. Retruquei tentando me desvencilhar do seu assedio.
——– E´só uma brincadeirinha…
——- Não tá louco o que minha esposa vai pensar
——- Ela esta dormindo e não precisa ficar sabendo.
——- Tá louco meu…se ela acordar e ver a gente aqui, o que ela vai pensar. falei já me virando.
Ele entendeu e saiu para a área de serviço. Ficou parado na porta em um ponto que se poderia ver da sala ou do corredor. Ele tranquilamente tirou seu pau para fora e foi se punhetiando lentamente.
Não consegui desviar o olhar, mas falei ríspido
—– Guarda isso meu. tu esta maluco.
Ele continuou e eu fui ficando cada vez mais excitado. Ele percebeu e disse:
—— Tô na maior secura, vamos fazer só uma rapidinha. Pega aqui.
Fiquei olhando quase 5 segundos e fui me aproximando dele e com muito medo acabei por pegar no seu pau.
Comecei a punhetia-lo devagar. Ele começou a alisar minha bunda e eu fui ficando cada vez com mais vontade de relembrar os velhos tempos. Ele me rodou e foi me sarando a bunda, beijando meu pescoço, e lentamente baixou minha bermuda . Senti sua rola dura na bunda.
Ele cuspiu na mão , passou no me cu e foi forçando a penetração. Mas não estava conseguindo me penetrar por que eu tirava o corpo para frente.
—— Aqui não. Eu disse e fui entrando na área de serviço. Ele me seguiu e me colocou contra a maquina de lavar, forçando minhas costas me mandou segurar na maquina e inclinar um pouco o corpo, arrebitando a bunda.
Nessa posição não foi difícil me penetrar. Ele tinha muito jeito colocou cuspe no seu pau e no meu cu e foi colocando só cabecinha. Senti um dorzinha, ele parou ,esperou eu me acostumar e foi metendo devagarzinho. Tirei a mão da maquina e comecei a mexer no meu pau que tinha amolecido com a dor. Fui batendo uma punheta bem gostosa até ele anunciar que iria gozar. Me segurou com força e deu umas estocadas bem fortes enchendo meu cu de leite.
Tirou o pau e eu dei um camiseta suja para ele se limpar , coloquei a bermuda e sai correndo para o banheiro. Voltei limpinho e encontrei ele cheirando uma calcinha da minha mulher e brincando com seu pau.
———- Tâ louco meu, larga isso.
——— Que tesãozinho essa tua mulher, olha a calcinha mini que ela usa.
——- Deixa ai, falei e fui tirando a calcinha da mão dele. Ele se aproveitou e me abraçou.
——-Estou ficando com o pau duro denovo. Tu vai me dar a bundinha denovo…
—— Não, agora é minha vez, eu não gozei…
——Agora e tua vez te me dar de novo, eu já estou de pau duro.
Resisti alguns segundos , mas ele me apertava contra seu corpo, acabei sedendo….
Ele foi me virando novamente contra maquina e sem cerimonia nenhuma foi me enrabando novamente. Meu cu já acostumado não precisou de paradinha. Foi um cuspe e uma metida direta.
Ele pegou a calcinha denovo e esfregava na minha cara.
——-senti o cheiro desta bucetinha. E assim foi metendo ate encher meu cu de porra .

continua…..

——-

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 9 votos)

Por # #

5 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Preza

    Eu comi o cu do John deer. O famoso caçador de viado.

  • Responder Roberto

    Pô legal ! No meu caso fui dormir na casa dos pais da minha namorada e aconteceu algo que eu não esperava . Acordei com meu cunhado de 17 anos com a mão em cima do meu pau. Sentir a mão dele me deixou louco de tesão . Mas fiquei parado para ver . Quando notei que ele queria pegar no meu pau por dentro da bermuda . Eu não aguentei e falei pode pegar a vontade que eu não conto para ninguém . Ele começou a pegar no meu pau e do nada ele começou a me mamar . Não aguentei e procurei a bundinha dele e encontrei um cuzinho lizinho e muito apertado . Ele gemia gostoso . Eu falei que queria fuder o cuzinho dele mas ele falou que era virgem e tinha medo de doer . Mas falei para ele que eu faria com carinho . Ele acabou deixando eu brincar na bundinha dele . O cuzinho dele piscava sem parar comecei a meter bem devagar e ele choramingando . Consegui colocar a cabeça toda mas ele ficou querendo chorar . Desisti de meter tudo nele e pedi para ele ficar quieto até se acostumar .Comecei a morder o pescoço dele e beijar a orelha dele aí ele começou a força a bundinha contra meu pau . O cuzinho dele parecia que queria mastigar meu pau . Foi uma aventura muito louca

    • boneco

      Que legal, tenho três irmãs e e 5 cunhados, mas nunca tive um experiência assim, O bom é a sacanagem , o diferente é muito mais gostoso. Trepo com minha mulher a 30 anos, e não me lembro de nenhuma foda. mas as vezes que fiz troca-troca com primos estão sempre vivas na memoria. meu email: [email protected]

  • Responder lu

    eu sentia que ele empurrava o corpo quando eu apertava contra ele meu pau totalmente duro, entao sem dizer nada empurrei um pouco mais forte deixando meu pau encaixar por cima do short dele que nesse momento deu uma empinada fazendo eu ter certeza que ele queria, foi quando ele me disse que podiamos brincar sem roupa, eu aceitei e tiramos, ficando os dois de pinto duro olhando um ao outro, derrepente meu primo deitou se novamente no chao deixando o bumbum amostra, sem demora eu me deitei sobre ele, e comecei a forcar o meu penis contra
    o anus dele, deixando ele mais animado ao ponto de ele me falar para eu por entao forcei ate que meu pinto entrou no cu dele arrancando lhe um suspiro, eu fiz movimentos tirando pondo entao senti o meu gozo, acariciei o membro dele ainda duro e me virei oferecendo o meu rabinho, que logo foi preenchido

    • boneco

      É muito bom fazer um troca-troca. Fiz muito na infancia, agora é mais dificil. Mas como é bom brincar de espadas com outro homem, bancar o machão, gemer como putinha. Enfim trepar é muito bom…..Meu email : [email protected]