# #

Usando a filhinha para agradar dominador em sala de bate papo

1529 palavras | 8 |4.59
Por

No colinho da mamãe, que linda, cuidado para ela não cair, segure a coleira do pescocinho com a outra mão e manda ela ficar com a boquinha aberta.

Olá leitores, faz tempo que não escrevo e estou retornando com este relato, meu nome é Linda Lindner, não deixe de conferir meus contos anteriores e comentarem.

Vou contar algo ocorrido no final do ano de 2019, havia ganhado um notebook novo em uma rifa, fiquei muito feliz, acho que foi a primeira vez que ganho um prêmio assim, não tenho sorte para estas coisas.

Aquele mês iria passar na casa dos meus pais, pois eles queria ver minha filha, no início daquele mês ela havia completado 7 aninhos e eles estavam com saudades.

Assim arrumei nossas malas e fomos, e aproveitei e levei também o notebook que havia ganhado.

Minha filha se chama “Mel”, não é só porque é minha filha, mas é muito linda, ela foi a razão de eu me aquietar um pouco com o fogo que tinha, mas ninguém é de ferro, rss…

Adiantando um pouco o relato, já havia 2 semanas que estava na casa dos meus país com um fogo tremendo, esperei meus pais dormirem e resolvi voltar as brincadeiras do Bate Papo UOL, fui no por idade de 18 anos se não me engano, entrei com o apelido “Mamãe Safada” e não demorou muito para entrar uma pessoa com o nome de “Dominador de Mamães”

Tranquei a porta do quartinho, minha filha já estava dormindo e logo já recebi no reservado a mensagem:

As vagabundas estão sozinhas?
– Sim estamos

Respondi imediatamente, ele perguntou se tinha skype, respondi que sim e informei para ele.

Saia agora do bate papo e entra no skype que já estou te chamando la.
– Tá bom

Já estava com a buceta encharcada de tanto tesão, assim que entrei, ele já estava me chamando, atendi a video chamada, ele estava com uma máscara ninja e eu desci a tampa do note para não mostrar meu rosto, mostrando apenas do meu peito para baixo.

Eu estava vestida com uma camiseta bem molinha sem sutiã por baixo, uma calcinha pequena bem apertada, e um shortinho molinho que rachava minha buceta no meio (cameltoe), sempre os homens pediam antigamente quando entrava no bate papo, então já estava preparada.

Ele então foi logo perguntando:
Qual o nome das minhas putas e a idade?

Muito excitada só pensava em agradar aquele macho, então fui respondendo:
– Me chamo Linda, tenho 21 anos e minha filha a Mel, tem 7 aninhos.

Então ele disse:
Hummm… que delícia, quanto mais novinha melhor para aprender.

Dei uma risadinha de menina safada e só confirmei:
– Verdade né, rss…

Eu estava bem nervosa com tudo aquilo mas a excitação que sentia é extrema, sou muito viciada em putaria e quando estou excitada eu topo fazer qualquer coisa.

Então ele disse:
Fica de pé minha puta, deixa eu ver como você está vestida.

Levantei e ele logo elogiou meu bucetão e mandou eu puxar pra cima e ficar segurando, nisso ele já colocou seu cacete pra fora por baixo do shorts mesmo no canto da virília, ele era moreno com um pau muito grande.

Fiquei com água na boca vendo aquele cacete, ele começou punhetar o cacete dele, eu vendo que ele estava se satisfazendo me vendo dava mais tesão ainda.

Ele ficou uns 5 minutos batendo punheta olhando para meu shortinho socado na buceta e depois mandou eu ajoelhar na cadeira e virar de quatro, posicionei a câmera de um modo que dava para ele ver e poder bater a punheta dele deliciosamente, tentava virar para ver aquele pau gostoso mas não dava, fiquei uns 10 minutos de quatro pra ele.

Então ele falou:
Vira vagabunda e olha meu pau.

Ele deu um close bem de perto e puxou a pele do cacete dele, estava ensebado de tanto tesão, parecendo aqueles cacetes sem lavar.

Então ele disse:
Cheira vagabunda

Fiquei meio assim devido meu rosto mas estava muito excitada, que comecei cheirar a câmera bem de perto, fingindo que aquele cacete estava ali comigo.

Então ele disse:
Isso vagabunda, cheira gostoso que deixo a filhinha limpar ele na frente da mãe se for obediente.

Aquilo meu deu um tesão que coloquei o shortinho de lado e já estava socando 2 dedos na minha buceta enquanto cheirava a câmera imaginando o cacete dele ali.

Ele então perguntou se tinha alguma coleira, disse que tinha uma do cachorro, ele prontamente mandou eu ir pegar, peguei e vim e falei para ele que era pequena, não cabia no meu pescoço, ele então disse que não era pra mim, era para minha filha.

Falei que não tinha como pois ela estava dormindo.

Ele então falou:
– Coloca com ela dormindo mesmo.

Com medo de ele encerrar o chat e me deixar na vontade, me fi de uma cadela muito obediente, fui devagarinho com minha filhinha dormindo e coloquei a coleira nela, ela continuou dormindo.

Falei para ele que já havia colocado a coleira nela, e que ela esta dormindo tão gostoso, ele não queria saber, mandou eu acordar a minha filha, fiquei com uma dó, não sabia o que fazer, mas tinha que agradar aquele safado, só me importava o prazer dele naquele momento.

Então lembrei que tinha um pirulito na minha bolsa, acordei ela, disse que tinha doce, deu um trabalhinho, mas depois de uns 5 minutinhos ela já estava bem acordada.

Levei ela até a frente do notebook, ela sem entender nada da coleira, falei que faz de conta que ela era uma cachorrinha e aquele homem de máscara é o dono da cachorrinha, que ele havia colocado o nome de cadelinha.

Coloquei ela sentadinha em frente ao notebook e coloquei a coleira em cima da tampa do note, como se desse para entender que o safado que estava segurando, ela ficou lá chupando o pirulito, o safado só olhando e se masturbando, ele não havia mostrado ainda o cacete para ela, mas dava para ver pelo movimento de suas mãos.

Ele então mandou eu ir pegar leite condensado, por sorte havíamos feito bolo de tarde e sobrou um pouco na geladeira, fui rapidamente e logo voltei, levantei ela, sentei na cadeira e coloquei ela no meu colo.

Ele então logo disse:
No colinho da mamãe, que linda, cuidado para ela não cair, segure a coleira do pescocinho com a outra mão e manda ela ficar com a boquinha aberta.

Muito excitada apenas obedecia.
– Abre a boca filhinha, abre, o titio quer ver a cadelinha dele de boquinha aberta.

Ela tirou o pirulito da boca deu uma risadinha e abriu a boquinha, que coisa mais linda, ele mandou colocar só um pouquinho de leite condensado na boquinha dela, ela adorou é claro.

O Safado muito excitado ficou de pé e colocou aquele close bem na cabeça do seu pau que minha filha olhou assustada.
– Pode olhar filhinha, aquele é o pirulito do titio, este leite gosto sai dele.

Ele logo puxou aquela pele da cabeça do seu pau todo ensebado, acho que era algum fetiche dele só podia ser, o safado mandou colocar ela pra cheirar, como ela é muito pequena, então coloquei ela de joelhos na mesa bem arreganhada e falei:

– Cheira aqui filha (apontando para câmera)

Ela sem entender nada só obedecia, coloquei um pingo de leite condensado no dedo e passei na lente da câmera.

O safado muito excitado disse:
– Isso mesmo cadelinha do titio passa a língua.

E eu:
– Vai filha passe a língua, isso filha obedece o titio.

Muito excitada sentada na cadeira minha filha ajoelhada na minha frente, eu enfiando dois dedos na buceta, estava muito excitada que uma mão eu enfiava na buceta e a outra pressionando a cabecinha dela na câmera.

O safado muito excitado também falou que iria gozar e disse pra jogar o leite condensado na boca dela quando gozar, eu já bem cadela já entendi o desejo daquele safado.

Então falei para minha filhinha
– Abre a boca meu amor, mais, deixa boca bem aberta com a linguinha de fora que o titio vai te dar leite.

Ela fez direitinho, uma delícia, fiquei de pé nas costas dela com a mão esquerda segurando o queixo dela e na outra peguei o potinho de leite condensado.

O Safado falou que iria gozar e urrava de tesão e prazer e lavou a câmera dele de porra e despejei na boquinha da minha filha que escorreu um pouco na mesa, quase caiu em cima do notebook, ela meio que até engasgou, mas tomou tudinho.

Eu acabei gozando também deliciosamente, de tão excitada com meus dedos melecados, passei no pouco que estava na mesa e enfiei o dedo na boquinha dela que deixou limpinho.

Mandei ela agradecer o titio que não deu nem tempo, o safado encerrou a câmera, acabei nem pegando o nome e contato dele, mas foi um momento delicioso.

Espero que tenham gostado.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,59 de 27 votos)

Por # #

8 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder ORFHEU

    seu conto é delicioso, ja falei com mtas maes cadelas como vc que desejam ter suas filhas sendo usadas como cadelinhas, espero mais contos seus, me procure nos chats do bol imagens eroticas de madrugada nick ORFHEU

  • Responder Ex

    Adoro mamães safadas , e isso aí linda tem que ensinar de pequena .,.
    [email protected]

  • Responder Tonyalves100

    Que conto maravilhoso, espero continuação. Tenho vídeos de incesto muito bons para trocar e vender, @tonyalves100 telegram

  • Responder FELICIDADE SP

    Boa tarde, tesão de conto. espero q venha mais. Agora putinha, entre na sala de bate papo uol. com o mesmo nick. sala 18 anos ou sala 60 a setenta anos. quando entrar em uma dessa sala, avise um dia antes aqui ou no meu skype, carinhoso93.

  • Responder Pedro

    Adorei mamãe quero comer vc e sua filhinha. Muito delicia me conta mais [email protected]

  • Responder Carlos

    De que Cidade vc é???

  • Responder Fernando

    Delicia de conto linda, conta mais adoro mamae [email protected]

    • Moraes

      Puta q pariu q dlc