#

Eu e minha mãe fomos pagos para foder

2947 palavras | 4 |4.00
Por

Uma ricaça querendo fazer dinheiro com um incesto real.

Estava eu mais um dia tranquilo no meu quarto, jogando muito videogame nessa quarentena maluca. Eu, Satoshi Fujimura, estou me divertindo da melhor forma que conheço. Minha mãe, Ana Fujimura de 45 anos, é uma trabalhadora de alto padrão que vive servindo em mansões dos ricaços do estado japonês. Ela trabalha para uma família muito rica no qual possui negócios nas áreas do cinema e teatro, se eu ligar a televisão e colocar alguns canais de TV para transmitir o que desejo, verei que os patrões de minha mãe dominam praticamente 80% de todo o conteúdo da televisão. O fato de minha mãe trabalhar para essa família rica para um caralho, nos deu o privilégio de poder ter muitos canais de TV completamente exclusivos, canais esses que teríamos que ter muito dinheiro para pagar a mensalidade. Não que faltasse qualquer dinheiro para nós, já que sendo minha mãe uma empregada de uma grande família rica, ela tem um salário de fazer inveja em qualquer empregada de classe média.
Hoje, era para ser mais um dia como qualquer outro na quarentena, no entanto, minha mãe apareceu em casa no meio do seu expediente.

– Filho, minha patroa quer falar com você. – Minha mãe falou estando eu em meu quarto. –

– Hâ ? Eu ? Por que ? – Questionei. –

Não entendo realmente um negócio desses tão de repente, nem se quer havia conhecido a patroa da minha mãe e muito menos já fui em sua casa. Mas a patroa da minha mãe querer algo comigo segnifica que minha mãe em algum momento de sua vida tomou conhecimento de mim através de minha mãe. Só não compreendo o motivo dela querer algo comigo, um mero mortal da classe média.

– Ela tem ouvido falar muito bem de você através de mim e no fim ela está precisando de alguém para um serviço especial. – Minha falou e vi um rubor leve em seu rosto. –

A parte especial chamou muito a minha atenção e mais ainda minha mãe estando com seu rubor no rosto. O que seria esse rubor ? Não consigo pensar em algo que deixaria minha mãe com rubor, a menos que seja alguém elogiando sua beleza mesmo ela sendo uma mulher madura e velha. Fora isso não consigo imagina qualquer outra coisa.

– O que seria isso mãe ? Vai pagar bastante ? – Perguntei querendo saber mais algum detalhe. –

– Não meu filho, minha patroa que conversar com você pessoalmente, mas garanto que o pagamento por esse serviço vai ser muito bom para você. –

Por mais que eu queira saber mais sobre isso, minha mãe estava fazendo um ar de mistério. Meu lado curioso estava gritando em mim dizendo para eu ir descobrir que a patroa da minha mãe tanto quer demim, acredito que minha mãe falar muito bem de mim para sua patroa não seria motivo o suficiente para que a patroa dela queira algo de mim.

……….

Para minha surpresa, uma limusine já nos esperava na frente de nossa casa. Ao entrar no carro com minha mãe, pude notar uma mulher dirigindo ele e pude notar também que a mulher era muito linda. Tenho certeza que só essa beleza dessa motorista deve render um salário com 5 zeros, olhando a limusine eu vi que o ambiente do carro era de uma nível de padrão em que só era possível ver dentro dos filmes americanos.
Mais alguns minutos de carro, e estávamos já propriedade da patroa da minha mãe. A casa que é uma enorme mansão, era aqueles mansões dos filmes sobre nobres, um lugar imenso com um belo jardim, uma fonte perto da entrada e uma estrada que leva diretamente para a entrada da mansão. Quando chegamos na entrada da mansão, eu vi que uma mulher extramente bonita e madura esperava a gente, ao redor dela estavam suas empregadas e então saímos do carro.

– Querida, obrigada por trazer ele. – A patroa da minha falou com sorriso. –

– Foi como desejou senhora. –

– Competente como sempre……..querido, obrigado por ter vindo, sua presença aqui é um alívio para mim. –

– Éeeeeeee……de nada ? – Falei sem entender muito o bem o que está acontecendo. –

– Oh ! Sei que está confuso, logo gostaria de pular as formalidades e partir para os negócios, poderia ver comigo ? – A patroa da minha mãe pediu. –

– Claro……..- Respondi sem entender nada de fato. –

A senhora de repente cruzou nossos braços e seu peito enorme que estava sendo coberto por uma fina camada de tecido de uma roupa luxuosa, aquela carne macia coberto pelo pano me deixou desconcertado pois nunca havia sentindo o peito de uma mulher grudado em mim. Mesmo eu mostrando um leve desconforto com essa situação, os braços da senhora me prendiam firmimente ao peito dela, seguimos nosso rumo indo para a sala de negócios da senhora de minha mãe. A mesma estava nos seguindo estando atrás de nós com algumas outras mulheres, não pude deixar de ficar besta com a beleza de cada colega de minha mãe. Algumas tinham tetas enormes, outras eram planas, outras tinham um verdadeiro equilíbrio.

– Aqui estamos. – Anunciou a patroa da minha mãe abrindo uma grande porta. –

Entramos na sala e vi que o lugar era imenso, uma grande escritório de trabalho com muitas prateleiras cheias de livros com capa de couro.

– Por favor sente-se na poltrona de frente para a mesa. – Pediu a senhora. –

Fiz isso e ela sentou na poltrona atrás da mesa estando ela de frente para mim.

– Vamos lá, vou explicar o que desejo de você. Certamente acredito que você sabe que temos um dominío grande sobre os canais de TV no Japão, sabe ? Mas é claro que sabe, seguindo o assunto. No entanto estamos perdendo feio quando se trata de explorar a pornografia, vimos o quão recatados somos com nossos conteúdos e vimos que nossos concorrentes estão explorando para valer o conteúdo pornográfico. Logo não nos restou outra se não explorar a mesma coisa, mas um área especial que com certeza irá abalar a indústria pornô. –

– O que seria ? –

Na verdade tudo o que ela estava falando eu já joguei pra puta que pariu de tão confuso, eu ainda não entendo o meu papel aqui e ela falando sobre a empresa dela explorar a indústria pornô me faz pensar que minha presença aqui não é se quer necessário para esse tipo de coisa.

– Incesto ! –

– Cof cof cof cof…. – Engasguei com a revelação. – Como ?

– Incesto, ninguém até agora explorou incesto real e então decidimos explorar isso com você e sua mãe. –

– Mãe ! – Gritei olhando para ela no qual me devolveu o olhar olhando para baixo com um rubor no rosto. –

– Então, é por isso que pedi para ela te trazer aqui, aceita ? Se não aceitar logo de cara, creio que esse valor vá fazer você aceitar. –

Ela escreveu num papel o valor que me pagaria por foder a minha mãe.

– Puta merda, trezentos mil doláres ? –

– Isso mesmo ? Fodasse minha dignidade, mãe vamos foder. – Falei para ela. –

A patroa da minha mãe ficou com um brilho nos olhos.

………..

De repente eu e minha mãe estavámos nus numa cama e as empregadas da patroa da minha mãe estavam filmando a gente ao nosso redor, cada mulher estando elas muitos empolgadas para o que viriam a seguir. Mas quem realmente estava empolgada era a patroa da minha mãe que não parava de sorrir de orelha a orelha.

– Não acredito que verei incesto real, minha nossa. – A patroa falou em total felicidade. –

As empregadas ao redor com suas câmeras de foto e filmagem concordaram com a patroa.

– Podemos começar ? – Perguntou minha mãe um pouco tímida. –

– Sim, fiquem a vontade. – Respondeu a patroa. –

– O que quer começar ? – Perguntou minha mãe. –

– Acho que podemos começar com um beijo. – Sugeri para minha mãe. –

Ela aceitou e como nos estamos sentados na cama, nos aproximamos para podermos dar nosso beijo. Beijar na boca da minha mãe é comum entre a gente, fazemos isso constantemente. Fazer isso na frente de ouras pessoas apesar do pequeno incomodo que eu sentia meio que me deixou excitado por outro lado, fora o dinheiro prometido em dólar, não tinha como eu dizer não a essa proposta que não se vê por aí. Enquanto nossos lábios nos massageavam deliciosamente, eu ouvia o som das câmeras fotográficas fazendo seu típico som de estalos e mais estalos. Cada momento do nosso beijo era seguido por cada flash das câmeras, meus ouvidos se enchiam com os sons constante. Minha mãe percebeu como me distraia com o som ao redor e então agarrou minha cabeça forçando ainda mais nossos lábios molhados um contra o outro. Minha cabeça girava e girava com cada estalos de nossa boca e lábios, minha mãe tomava a iniciativa puxar meus lábios soltando os meus e depois os pegando de volta com sua boca. Devo admitir que ela era mulher com uma boca verdadeiramente doce como mel, nem as amigas minhas da faculdade tinham um beijo tão macio e doce como minha mãe. Mais ousada do que nunca, minha mãe usou sua língua para invadir minha boca assediando meu interior tomando cada espaço dentro dela, sua língua era uma hospede doce e esguia deslizando e adoçando minha boca com seu doce meu. Nossos corpos nus se colocavam constantemente e nosso suor escorria pelo corpo mesmo que o ar condicionado estivesse ligado, mesmo que ele estivessem ligado, ainda sim sentíamos um intenso calor que vinha dento de nossos corações que batiam com grande vigor.

– Já podemos dar o próximo passo ? – Perguntei soltando os meus lábios do dela. –

– Sim, mamãe já está molhadinha. – Disse ela me mostrando a buceta molhada. –

Ela sem eu falar nada se deitou na cama ficando com suas pernas abertas para mim, com eu de frente com sua buceta, ela abria suas pernas levantando elas para cima. Minha mãe estava agora bem provocativa sorrindo para mim.

– Que cena maravilhosa, nunca imaginei que um desenvolvimento incestuoso fosse algo tão maravilhoso. – Falou a patroa da minha mãe. –

– De fato madame, isso está fora de qualquer limite moral e ético. Tenho certeza que a indústria pornô não vai saber lidar com isso e muito menos a mídia. –

– Sim, só de imaginar esses dois fazendo coisas ainda mais pervertidas me deixa muito mais molhada do que já estou. – Comentou a patroa. –

– Eu acho o mesmo madame,a minha buceta não para de tremer de excitação. Esses dois serão verdadeiras estrelas da indústria. –

Enquanto a madame e suas empregadas conversavam enquanto filmavam e fotografavam, eu estava com o lugar mais sagrado de minha mãe. Sua buceta sem qualquer esforço soltava seu líquido gosmento e lubrificante, meus olhos tremiam em uma emoção sem palavras para descrever. No máximo eu e minha mãe só nos beijávamos, mas nunca chegamos ao ponto de eu poder penetrar sua buceta maravilhosa. Meu pênis latejava de emoção querendo de uma vez por todas a penetrar ela.

– Não olhe muito, é uma buceta de uma mulher velha. – Minha mãe disse com vergonha. –

– Nada disso, a senhora sabe que tem uma beleza especial que as novinhas não possuem. –

– Aí meu filho, suas palavras são tão doces. – Disse minha mãe emocionada. –

– Madame olha esse desenvolvimento romântico, parece que está saindo de algum conto erótico. – Disse uma empregada. –

– É mesmo, estou emocionada aqui, e pensar que um jovem como ele sinta atração por sua mãe que é uma mulher madura e velha……será que ele me aceitaria também ? – A patroa disse com um pouquinho de inveja. –

– Tenho certeza que ele vai te aceitar senhora, o patrão passa muito tempo com suas amantes no trabalho, nada mais justo que a senhora tomar esse jovem para a senhora e desafogar as magoas. – Falou a empregada com empolgação. –

– Obrigada querida, mais tarde depois que esses dois acabarem, eu serei a próxima. – Falou a patroa com confiança. –

– Olha madame, vai começar a penetração. – Avisou uma outra empregada.

Eu ouvia toda a conversa da patroa com suas empregadas, mas eu tinha como meu único foco de atenção, minha gostosa mãe na qual eu comecei lentamente penetrar lentamente meu pênis dentro dela. Meu pênis adentrando em seu interior sentia o molhado gosmento da buceta da minha mãe como nunca, meus sentidos estavam mais que aguçados. Uma buceta como da minha mãe era muito diferente das bucetas das novinhas da faculdade e essa buceta me excitava e me dizia cada vez mais para enfiar meu pênis dentro dela.

Minha mãe tremia e soltava espasmos de emoção e prazer, seu corpo tremia com cada pequena força com que eu aplicava dentro dela. Seus gemidos se quer eram contidos por ela e ela os deixava fluir constantemente de sua boca onde meus ouvidos se deliciavam como se estivesse ouvindo uma música. Meus olhos focavam diretamente no belo rosto da minha mãe que fazia muitas expressões, meu coração palpitava vendo como ela deliciava com minha penetração em sua buceta.

– Meu filho, metendo na buceta da mamãe….minha nossa…estou sentindo seu pênis entrar dentro de mim………meus céus…..o pênis do meu filho é tão poderoso…haaaa…que gostoso demais……meu maior trabalho…….como não senti isso antes ? –

As palavras da minha mãe eram mais que eróticas, eram declarações de uma mulher me dizendo que devia ter me fodido muito antes não ficando só no beijo. Por fim minha virilha fez contato com a virilha dela e eu estava pronto para mover meu pênis dentro dela.

– Mãe, irei me mexer. –

– Pode vir meu filho. –

Com essas palavras, eu comecei a mexer minha cintura colocando minha força na minha bunda para meter mais fundo nela, quando meto nela com tudo que tenho, minha mãe dava uns saltinhos sentindo a força da minha penetração. A cara da minha mãe mudava em várias caretas que eram divertidas de apreciar, eu estou feliz de ver que minha penetração de alguma forma conseguia dar prazer a ela. Para falar a verdade esta era a minha primeira vez fodendo uma mulher, e sentir uma buceta de uma mulher e sendo ela minha mãe fazia o sangue circular em meu pênis com mais velocidade.

– Vem meu filho, mete na buceta da mamãe…..isso……assim…….mantenha esse ritimo devagar e gosto….aiiiinnnn…….na bucetinha da mamãe…….gostoso assim……….rapaz bom de foda……mamãe tá orgulhosa……hmmmmmmmm…….está me deixando a mamãe maluca de pedra……….que jovem cheio de vigor……..pode……pode….aumentar a velocidade… –

– Assim mamãe….? Desse jeitinho mesmo…….? –

– Sim….essa velocidade está mais que boa……huuuuuu…….mamãe está perdendo o fôlego…….mmmmm……nem seu pai me faz ficar desse jeito……mamãe devia ter pego você para mim desde muito antes…..hmmmmmm…..

– Realmente…….mmmmmm…..meu pênis está pulsando dentro da senhora……haaaaa….a buceta da senhora está fantástica……..que buceta foda………é melhor que ficar imaginando uma durante a masturbação……..que gostoso……..sinto que estou gozando….posso gozar dentro da senhora ?……posso pedir um irmão ? –

– Pode meu querido….meta essa gozo branco e quente dentro de mim……..pode meter a vontade que eu estou quase gozando também…….isso…..manda tudo dentro da minha velha buceta….manda na buceta da sua mãe…….vai…..hmmmmm….vem…….goze e mande um filho dentro dentro de mim…..isssssooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! –

– Estou gozandooooooooooooo……………haaaaaa……haaaaaaaa…..haaaaaaa………estu meio cansado……. –

– Descanse nas tetas da sua mãe, pode descansar. –

-NEGATIVO ! –

Meus olhos se abriram quando estavam quase se fechando, olhei para onde eu ouvi a voz e era da patroa da minha mãe completamente nua, na mão de uma das empregadas dela, carregava um energético super famoso no meio dos praticamente de academia.

– Só vocês se divertiram, agora é a minha vez de me divertir também ! – A patroa declarou com animação. –

– Tô fodido. – Falei comigo mesmo. –

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 24 votos)

Por #

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Anônimo

    Sem graça….

  • Responder athos

    ruim muito ruim

  • Responder ER

    Tenho 16 anos, queria uma mulher mais velha.
    [email protected]

  • Responder Minhatiaminhanamorada

    Continua adoro incesto inclusive eu e minha tia namoramos e meu desejo é fazer um filho nela