# #

Érika Parte 2 – Pau no meu cuzinho, na minha bucetinha e ainda engasgada com um pau na boca

723 palavras | 2 |3.53
Por

Oiiii olha eu de novo, vamos continuar o conto passado.
Estava contando como foi que me tornei putinha, aos meus 11 anos, finalizei o conto relatando que dois amigos do meu avô me comeram muito, como eu era muito novinha, eu não queria que comessem a bucetinha pra não me complicar, mas logo arrumei um namoradinho, ele tinha 13 anos, então dei pra ele. Não teve prazer algum, até porque eu já tinha tesão em putarias maiores, com 12 anos eu já tinha dado pra dois comendo meu cuzinho, amo tomar porra na cara, ser tratada como puta mesmo, desde de novinha. Meus pais se mudaram de onde eu morava, e fiquei mais longe do meu avô, consequentemente os amigos dele não me comiam mais, então sobrava tudo pro meu namoradinho, mais com 13 anos ele não sabia nem chupar direito os meus peitinhos, então eu estava loka pra sentir um macho arrombando meu cuzinho gostoso, me fazendo engolir o pau dele, foi nessa que falei com meus pais para visitar meu avô, e adivinha, eu queria dar muito pra queles coroas. Eu já estava com 12 anos, tinha mais bunda, mais peitinhos, coxas mais grossas, e qua do cheguei, não demorou 1h o coroa que me formou putinha estava no portão, meu avô não estava em casa, somente chegaria a noite, então em pleno 12:00 minha bucetinha já estava pulsando quando eu vi ele, só que havia uma surpresa, ele não estava sozinho, ele estava com mais dois coroas que me bolinava então meu coração gelou. Abri o portão eles entraram, e a mão de um já pegou na minha bunda, outro começou a chupar meu pescoço, o outro já tirou meus peitinhos pra fora, que loucura, 3 coroas me chupando, minha bucetinha pulsava, ela nunca tinha sentido uma rola de macho de verdade.
Tiraram minha roupa, e os três sentaram de pau pra fora, punhetando dois, e chupando um, assim eu fiquei de pau em pau, de repente um se levantou, foi pra trás de mim, e começou a chupar minha bucetinha, por baixo ele me fez sentar em cima daquela pika durassa, minha bucetinha, ia se abrindo, como se eu estivesse perdendo o cabacinho, ele dava tapas na minha bunda, e a cabeça do pau dele na minha bucetinha pulsava, ele com a mão na minha cintura me fazia subir e descer, enquanto minha mão batia uma punheta e o outro dia minha boca como se fosse um buceta, meus olhos lacrimejavam, mau conseguia respirar de tanto tesão e pau, então outro foi pra traz de mim, senti ele abrindo minha bundinha, e então a cabeça do pau dele começou a penetrar meu cuzinho, AAHHHHH que tesão, só de lembrar minha buceta fica molhada, aquele velhos filhas da puta começaram a bombar tanto, que meus olhos viravam eu não conseguia gemer porque a rola do outro enchia minha boca, e assim foi durante 30 minutos, depois de vários revezamentos, todos pediram pra eu ficar de joelho, então fui mamando um a um, até que eles ficassem na minha boca, tomei tanto leite aquele dia, mas tantos, eles chegaram era 12:00 e saíram 17:00 da tarde, minha bucetinha ardia, meu cuzinho pulsava, mas a sensação que eu tinha, era que eu queria mais…. Por mim, eles poderiam me arrombar o dia inteiro.
Fiquei no meu avô, 2 dias, e durante os dois dias pude tirar o atraso, voltei pra casa dos meus pais, Arrombadinha, meu namorado quando cheguei quiz transar, mau sentia o pau dele, coitadinho, mas a namoradinha dele precisava de macho de verdade.
O tempo foi passando, e eu não conseguia ficar sem que algum homem de verdade me comece, até que então decidi mudar, com 19 anos fui pra igreja, aos 22 anos casei, sempre foi uma tentação, meu marido crente não me satisfaz, 2 anos casadas, e eu não sabia o que era gozar com ele, sempre gozava assistindo porno, sentia uma vontade de sentir um homem me chupando, comendo meu cuzinho, dando tapa na minha cara, gozando na minha cara, foi então, que conheci um amigo do meu marido….
Essa história deixo pra parte final.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,53 de 30 votos)

Por # #

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Will

    Deliciso seus contos adorei vc ser uma putinha desde cedo e dar com muita vontade tanto o cu quanto a bucetinha, que maravilha de putinha vc é e agora crente vai ser mais putinha ainda
    Telegram: @silva_silva_silva
    Meninas podem chamar e adoro falar de muita putaria e fantasias e uma vrente seria a primeira vez

  • Responder Pachecao

    Me convida para fuder a sua Bucetinha e o seu cuzinho gostoso.