Comendo a tia, a irmã e a mãe

Autor

Meu nome é Enzo, tenho 15 anos de idade e toda vez que eu entro de ferias tenho o costume de passar uma semana na casa da minha avó junto com a minha mãe e tambem junto com a minha irmã. Tenho o costume de fazer isso desde os 8 anos de idade e lá aconteciam coisas normais numa casa de vó, mas desta vez as coisas começaram a ser diferente.
Minha mãe tem 37 anos de idade e é uma mulher bastante bonita. Cabelos curto ate os ombros, peitos e bunda grande, 1,73 de altura e pele clara. Seu nome é Daniella. Ela possui uma irmã que se chama Julia e é 10 anos mais nova do que ela. Ela tem 1,75 de altura, peitos e bundas grandes, pernas grossas, loira, cabelo ate a cintura e muito, muito bonita. A outra personagem da historia é a minha irmã que se chama Valeria. Valeria é a minha irmã gemea. Ela tem cabelos longos, 1,65 de altura, seios e bunda médio.
Minha tia sempre foi considerada a ovelha negra da familia. Desempregada, nao conseguiu terminar o curso da faculdade ainda. Vivia sempre trancada no quarto e tinha o costume de sair nos finais de semana. No fundo, dava para perceber que aquela vida que ela levava nao era para ela e que merecia algo melhor do que aquilo.
Ela cursa historia na universidade publica da cidade e pesquisa sobre os casos de incestos que aconteceram na historia da humanidade. Desde que ela começou a fazer essa pesquisa para a universidade, ela começou a agir de um modo estranho. Acho que ela se encantou muito com este tema.
Falando em tia, confesso que sempre achei ela muito bonita e gostosa. Desde as ferias passada, eu olho ela tomar banho. Mesmo sendo muito na dela, confesso que nos damos muito bem. Ela gosta muito dos sobrinhos, neste caso seria eu e a minha irmã Valeria.
Estava eu e a minha mãe na mesa de jantar, quando ela pediu para chamar a minha irmã e a minha tia para podermos almoçar. Subi as escadas e fui até o quarto procurar onde estava as duas, quando vi a porta do quarto da minha tia semi aberta, fui dar uma espionada quando vi ela e a minha irmã peladas
Elas estavam dando beijos calorosos de lingua, esfregando os seus peitos numa na outra. Minha tia beijava a minha irmã no pescoço, dando chupões enquanto passava a mão nos seus peitos e na masturbava aquela bucetinha que nao tinha nenhum pelinho. Quando eu vi aquela cena, fiquei com o pau duro e com enorme vontade de participar.
Então, a minha tia deitou a minha irmã na cama e começou a chupar os seus peitos, dando mordidas de leve neles. Ela beijou todo o corpo da minha jrmã, passando a lingua na sua barriga ate chegar na sua bucetinha. Quando chegou na bucetinha da minha irmã, minha tia lambeu aquele critoris da minha irmã de um jeito que fez com que ela se contorcesse todinha na cama.
Depois a minha tia deitou na cama e pediu para que a minha irmã fizesse a mesma coisa nela. Ela começou a chupar de vargazinho os peitos da minha tia. Vendo isso, minha tia empurrou a sua cabeça nos seus peitos e pediu para que ela chupasse com mais intensidade. Depois disso, a minha tia abriu as pernas e a minha irmã começou a chupar a sua bucetona. Ela lambia discretamente e a minha tia novamente empurrou a sua cabeça, mas desta vez foi nos sua buceta
Minha irmã estava incredula com o que tinha feito. Minha tia enquanto isso, fazia carinho nela enquanto masturbava minha irmã com os seus dedos. Ouvi o barulho de uma pessoa subindo, era a minha mãe. Fechei a porta para que nao prejudicar elas e disse que elas ja iriam. Minha mãe bateu na porta do quarto e disse que a comida iria esfriar.
Passado dois minutos as duas desceram. Minha mãe perguntou o que ela estava fazendo no quarto da tia dela, ela disse que estava aprendendo algumas coisas
Durante o jantar, as duas que estavam na cama agiram como não se fizesse absolutamente demais. Depois da janta, eu fui para o meu quarto ver um filme e de repente alguem bate na minha porta. Fui abrir e vi que era minha tia. Ela disse que tinha algo muito importante e um acordo para conversar comigo. Ela disse que transaria comigo, se eu nao contasse para ninguem o que ocorreu com a Valeria
Puxei ela pro quarto em que estava e ja fui logo abaixando as calças. Ela entendeu o recado e começou a chupar o meu penis enloquecidamente. Ela chupava e lambia de todas as formas. Depois disso, ela pegou o meu pinto e colocou nos seus seios fazendo uma espanhola até gozar nos seus peitos. Então ela pediu pra que eu deitasse e subiu em cima de mim. Fizemos o conhecido "meia nove" e fiz ela gozar
Ela limpou o gozo e deitou na cama. Comecei a pegar nos seus seios e tocar na sua buceta. Vi que o seu corpo estava pulsante. Subi em cima dela e comecei chupar aqueles peitões, lambendo aqueles mamilos. Beijei e apertei os peitos da minha tia inteirinho. Depois disso, fui beijando o seu corpo ate chegar na sua buceta. Lambi inteirinha, enquanto a minha tia me prendia com as pernas
Depois nao resisti, comecei a meter na sua buceta, enfiando o meu pau inteirinho e massageando com o dedo o seu critoris. Senti a minha tia se contorcendo na cama inteirinha, mal parava deitada. Ja estava com muito tesao e pedi para minha tia ficar de quatro. Ela ficou e com isso penetrei na sua bunda, enquanto ela rebolava como ela sabia muito bem fazer.
Minha tia saiu de mim e pediu para que eu nao contasse. Eu disse que concordaria com o trato e pedi para que ela convecesse a minha irmã Valeria transar com a gente. Ela disse que concordaria com a proposta. Planejamos amanha para fazer uma orgia bem gostosa entre nos tres. Dormi feliz, porque tinha transado e perdido a virginidade com uma baita mulher
Na noite seguinte que eu e a minha tia transamos, ela disse que queria assistir um filme comigo e com a minha irmã quando a minha mãe estava saindo para fazer compras no shopping. Ela colocou um filme de açao para assistirmos, mas como estava bem empolgado e nao era como o filme exatamemte.
Minha tia fez uma pipoca pra gente e esperou o meio do filme para masturbar a gente. Com uma mão, ela me masturbava e com a outra ela masturbava a minha irmã. Minha irmã tampou a vagina dela com as mãos, meio envergonhada, mas a nossa tia logo acalmou ela e então minha irmã aceitou a participar da brincadeira com a gente
Minha tia deitou na cama e eu comecei a chupar um seio dela, enquanto a minha irmã estava chupando o outro seio. Eu lambia aquele peito inteirinho, enquanto a minha irmã continuou a beijar o outro peito da tia. Enquanto a minha irmã continuava a chupar os peitos da nossa tia, eu beijava o seu corpo ate chegar na buceta dela. Percebendo que eu estava na parte debaixo da nossa tia, minha irmã agaixou tambem e disse que iria repartir aquela buceta comigo. Então ficamos nos dois, chupando a buceta da nossa tia enquanto ela se contorcia na cama loucamente.
Depois foi a vez da minha irmã. Ela deitou na cama e eu comecei a chupar os peitos dela, enquanto a nossa tia começou a chupar a sua bucetinha. Minha irmã tinha uma sensibilidade muito grande no corpo e começou a gemer. Minha tia começou a beijar o seu corpo, enquanto eu comecei a chupar a sua bucetinha. Massagiei com a lingua o critoris e beijei cada parte da sua buceta, enquanto a nossa tia dava beijos de lingua nela.
Levantei da cama e as duas se ajoelharam para começar a chupar o meu pau, enquanto a minha tia colocava ele todo na boca, chupando com a enorme vontade do mundo, minha irmã chupava discretamente. Querendo colocar lenha na fogueira, minha tia empurrou a cabeça da minha irmã no meu pinto fazendo eu gozar na garganta dela .
Depois disso, a minha tia ficou de quatro e eu penetrei nela; como na outra vez; ela começou a rebolar, esfregando a sua imensa bunda gostosa em mim. Quando penetrei na minha irmã, ela gemeu alto se segurando na cama. Minha tia vendo aquela cena, começou dar tapas na bunda da minha irmã enquanto eu metia nela. Foi então que a minha tia deitou, abriu as pernas para mim e pediu para que eu metesse na sua buceta. Enfiei o meu pau todo la dentro, penetrando intensamente enquanto a minha irmã ficava chupando os seus peitos. Depois de penetrar na buceta da minha tia, foi a vez de fazer isso com a minha irmã. Quando fiz isso, minha irmã tremeu toda e gemeu muito.
Percebemos que tinha alguem que havia chegado na casa da minha avó. Era minha mãe e a minha avó que tinha saido para fazer algumas comprinhas para a casa
Passou dois dias em que eu, minha irmã e a minha tia transamos. Tudo parecia normal, minha avó fazia bolo para gente, meu avó ensinava a fazer carrinho de roleman e avião de papel para a gente. Enquanto a gente curtia a casa da minha avó, minha mãe no fundo sabia que eu, minha tia e a minha irmã tivemos uma relação sexual.
Se você achou que ela estava brava com isso, por incrivel que pareça estava bastante com ciumes. Então ela chamou nos tres no quarto e disse que queria uma ter uma conversa bastante seria com a gente. Disse que somos uma familia, que jamais podemos fazer este tipo de coisa e que havia uma condiçao para que ela contasse para minha avó sobre o que esta ocorrendo na sua casa. Se ela participasse de uma transa nossa
Depois que teve eu e Vanessa, minha mãe largou do meu pai e nunca mais conseguiu arranjar um namorado. O sonho dela era envolver em alguma aventura diferente, onde que ela pudesse ter prazer que fazia tempo que ela nao sabia que era sentir isso. Minha tia que sempre foi muito ativa sexual, ela sempre jogava um verde na minha mãe.
Depois da janta, esperamos a nossa avó dormir e fomos nos quatro para o quarto da minha tia. Chegando la, minha tia e a minha mãe começaram a se beijar esfregando os seus peitos numa na outra, enquanto eu estava sentado na cama masturbando a minha irmã e a minha irmã estava me masturbando. Entao as duas deram uma risadinha e chamaram a gente.
Então a minha tia e minha mãe tiraram a roupa da minha irmã e pediram para ela deitar na cama. Então, a minha mãe e a minha tia começaram a chupar cada um dos peitos da minha irmã, enquanto eu comecei a se lamber aquela bucetinha dela. Minha mãe e minha tia começaram a dar chupões nos mamilos da minha irmã, enquanto passavam empurrava a minha cabeça para lamber mais a buceta. Minha tia e a minha irmã ao verem aquela bucetinha da minha irma molhadinha, elas começaram a se revezar nela, enquanto eu comecei a chupar os seus peitos. Enquanto continua dar os chupões que a minha tia e a minha mãe estavam fazendo, além de beijar todo o peito da minha irmã, minha tia e a minha mãe lambiam junto aquela bucetinha.
Depois foi a vez da minha mãe deitar. Não aguentei ver aqueles dois peitos expostos da minha mãe e comecei a chupar intensamente eles. Minha irmã e a minha tia se revezavam em chupar a buceta dela, cada um enfiando a linga deixando a minha mãe bastante molhadinha e se cotorcendo na cama. Minha tia pediu para que eu saisse dos peitos da minha mãe e passou a chupar eles junto com a minha irmã, enquanto eu começei a chupar a sua buceta. Enquanto a minha tia mordia levemente os mamilos da minha mãe e a minha irmã beijava o outro peito, eu metia a lingua em sem dó no seu critoris fazendo ela gozar. A sensaçao de fazer a minha mãe gozar é inesquecivel
Após da minha mãe e a minha irmã deitarem na cama, foi a vez da minha tia deitar. Minha mãe e minha irmã ficaram em cada um dos peitos e começaram a chupar eles todinho, enquanto eu estava chupando alucinadamente o critoris da minha tia ate fazer com que ela tremesse na cama e gozasse. Depois disso, foi a vez da minha irmã e minha mãe fizeram uma competiçao em quem ia lamber e beijar mais a buceta da minha tia, enquanto eu metia lingua naqueles peitos deliciosos e chupava aqueles mamilos ate deixar marca
Chegou a vez da minha irmã, mãe e tia sentarem na cama. Levantei e elas começaram a se revezar em quem ia mamar no meu pau. Minha tia colocavam o meu pau inteiro na boca, enquanto a minha tinha aquela chupada que me deixou alucinado. Ja minha irmã ainda era timida para fazer boquete, entao ela chupou lentamente. Quando foi a vez da minha mãe não aguentei, gozei dentro da boca dela e ela engoliu todo o gozo que eu soltei
Depois disso, a minha tia e a minha mãe começaram a se beijar, esfregando os seus peitos num no outro enquanto a minha irmã ficou de quatro. Nao aguentei aquele cuzinho pulsante e penetrei todo o meu penis dentro dela, segurando os seus peitos. Depois disso, minha irmã deitou na cama e abriu as pernas. Penetrei naquela buceta apertadinha loucamente, enquanto a minha mãe e a minha tia novamente chupavam um de seus peitos
Minha irmã levantou da cama e foi ao canto do quarto junto com a minha mãe. Minha mãe por sua vez agaixou e começou a chupar a buceta da minha irmã. Enquanto isso, eu sentei na cama e a minha tia sentou no meu colo, fazendo com que o meu penis encaixasse inteirinho na sua bunda e começou a rebolar no meu colo. Vendo aquela cena, minha irmã e a minha mãe se levantaram e começaram a puxar de leve os mamilos da minha tia. Minha tia muito excitada, abriu as pernas e eu penetrei naquela buceta, enquanto a minha mãe e irmã lambiam os seus peitos.
Minha tia levantou do quarto e disse para minha irmã que tinha uma surpresa para ela. Pegou um vibrador em formato de pinto e enfiou dentro da buceta dela. Enquanto, ela enfiava os dedos naquele cuzinho que tinha acabado de ser penetrado. Enquanto isso, a minha mãe pediu para que eu deitasse na cama e sentou com a sua bunda em cima do meu pinto e começou a levantar para cima e para baixo. Depois disso ela abriu as pernas e eu penetrei dentro da sua buceta e fiquei la metendo. Enquanto isso, a minha tia dava mordidinhas nos peitos da minha mãe e minha irmã ficava chupando um dos mamilos dela. Nesta brincadeira toda, acabei gozando dentro da minha mãe
Acabamos, saimos e fomos para o quarto. Minha mãe colocou um toalhão e me deu um beijo na bochecha de boa noite. Já a minha tia ficou deitada na sua cama pelada mesmo. E a minha irmã colocou a sua calcinha e foi para o quarto dormir.
Desde pequeno, a minha avó sempre procurou fazer de tudo para agradar a mim e tambem a minha irmã. Ela sabia cozinhar muito bem, contava varios contos classicos, deixava a gente brincar nos barrancos que ficava perto da casa dela. Minha mãe sempre ficava muito maluca com isso, pois ela mimava demais a gente.
Meu avô morreu quando eu e a minha irmã Valeria tinhamos 2 anos de idade. Minha mãe e a minha avó sempre contaram que o meu avô na verdadde era o seu primo. Não tenho muitas lembranças dele, mas quando tinha 6 anos de idade, o meu avô deu uma correntinha com um relogio na qual eu guardo ate hoje.
Neste tempo que eu fiquei na casa da minha avó, ajudei ela com as compras, ajudava ela tratar dos cachorros e dos outros bichos que tinha lá, limpar as casa e rastelar lá. Sempre fui muito proximo a minha avó, ela sempre buscava dar melhores conselhos para mim, me incentiva a ir bem na escola e me dava sempre belos presentes no final do ano.
Quando eu vou lá, eu costumo ver meus filmes durante a noite e de manhã fico geralmente na piscina ou brincando com os cachorros que existem lá. Também levo meu video game para quando não quiser sair de casa ter algo pra fazer e meu computador, pra acessar a internet e ficar com meus jogos online.
Ja a minha irmã, quando ela vai para lá costuma fazer doces e bolo com a minha avó, além de ajudar outras coisas na cozinha. Fora isso, a minha irmã sempre ficava muito na dela assistindo as suas series que costuma passar sempre no Netflix. Mesmo ela não sendo muito pro ativa, ela sempre pede para minha mãe passar os dias la na casa da minha avó
Já a minha mãe gosta de ficar arrumando a casa, pois ela acha que a minha avó nao tem condições para cuidar. Ela costuma arrumar as gavetas, arrumar os armarios, os copos que ficam na sala e os quartos. Minha avó fica muito brava com isso, pois nao gosta que ninguem olhe para ela como incapaz.
As pessoas tem muito preconceito com as familias que cometem incesto, mas na verdade elas nutrem um amor entre si que na verdade é bem maior do que as familias que não fazem incesto entre si.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,73 de 15 votos)
Loading...