Ajudando meu namorado a realizar o sonho de comer a irmãzinha

Autor

Olá, me chamo de Gabi Cristina, sou baixinha, cabelos castanhos escuros, magra e pele clara. Comecei a namorar um cara chamado Eduardo, ele era 3 anos mais velho do que eu, a gente se conheceu quando eu ainda tinha 16 anos e logo de cara eu me fiquei completamente apaixonada. Minha família super aceitou ele por ser um garoto estudioso, educado, “um partido perfeito”. Mas com o passar do tempo Eduardo começou a revelar seus segredos.
Comecei a descobrir essa parte secreto do meu namorado em um dia quando a gente estava conversando sobre nossa infância e eu acabei revelando da época quando criança que o amigo do meu pai me molestou, e como eu acabei gostando e passei um bom tempo tendo uma “relação íntima” com ele, mas que não chegou a ter penetração. Eduardo ao escutar essa história ficou totalmente atento e vi que ele estava com uma cara de curiosidade e excitação. Ele pediu para eu contar mais e dizer mais detalhes. Surpresa com sua empolgação continuei, falei sobre as vezes que o amigo do meu pai entrava no meu quarto escondido e fazia questão de tirar minha calcinha com a desculpa de fazer um carinho e de como eu pedia sempre para ele continua. Enquanto contava percebi que meu namorado estava ficando excitado e ficava ajeitando a calça.
Quando terminei de contar minha história Eduardo olhou para mim sério e disse que precisava contar algo para mim e era para eu ter total segredo sobre isso, que me fez jurar não contar nunca a ninguém. Eu prometi e ele falou
Edu: “ quando eu escutei essa história eu fiquei excitado pq eu gosto de crianças tendo relação sexuais”
Quando escutei sobre seu segredo fiquei surpresa pois não esperava isso dele, mas só disse que tudo bem.
Eduardo pegou seu computador e abriu uma pasta onde tinha varios vídeos de meninas e também de meninos fazendo sexo. Ele colocou para eu assistir e ficou esperando a minha reação. Quando assistamos uns 5 vídeos ele perguntou o que eu achei, e revelei de eu gostei bastante e até estava excitada.
A parte desse dia eu nossa relação ficou mais íntima e passamos a ter uma conexão maior por causa disso, íamos sempre ao seu quarto e lá víamos vídeos enquanto eu chupava seu pau. Praticamente não tínhamos segredos. Um dia quando fomos com sua família para a prai meu namorado revelou que tinha um desejo muito grande de pegar sua irmã. Ela se chamava Larissa e tinha 10 anos, eu e ela nos dávamos muito bem e nesse dia nos duas estávamos brincando na água e Eduardo ficou fantasiando nós duas juntas peladas.
No dia seguinte conversamos sobre o desejo dele com a irmã, ele revelou que faz tempo que ele quer pegar a irmã, mas nunca fez nada. Ele disse também que já foi algumas vezes no quarto da irmã a noite e tocou nela, como Larissa dormir só de calcinha ele muitas vezes já abaixo a calcinha e ficou mexendo na sua bucetinha, mas ele quase foi pego então não continuo. Eduardo percebeu que eu e Larissa nos dávamos muito bem então ele teve a ideia de eu o ajudar a ficar com ela. Eu sinceramente não sabia como fazer isso mas concordei em ajudar.
Tinha se passando uma semana dês dessa conversa, eu estava na farmácia comprando umas coisas de beleza quando vi um remédio que eu tomava quando criança que ajudava a comer, mas um efeito colateral é muito sono, eu lembrava que quando eu tomava desmaiava na hora, então comprei ele pq tive uma ideia. No sábado foi na casa do Eduardo e falai sobre minha ideia, dar o remédio para Larissa e então ele poderia bulinar ela enquanto dormia. Na quele dia os seus pais iram ficar até de noite fora de casa então coloquei um pouco do remédio no achocolatado nela e então 15 minutos depois ela já estava dormindo. A gente verificou se ela estava em sono profundo e percebeu q sim.
A gente começou a tirar suas roupas, quando ela já estava pelada a gente tbm começou a tirar as nossas. Eduardo já estava excitado e começou a chupar e mordiscar os peitinhos depois foi beijando até chegar na sua bucetinha onde lambia. Meu namorado virou a irmã e juntou as perninhas dela e começou a usas elas para se mastubar, ele esfregava o seu pau no meio das pernas dela e ao mesmo tempo apertava e mexia com o bumbum dela. Quando ele gozou, gozou em suas costas. Assim que terminou com ela Eduardo foi até mim e começamos a transar no lado da menina.

Entao vou terminar por aqui e talvez próxima semana eu continuo
Se vc gostou deixa seu contato

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,60 de 60 votos)
Loading...