# #

Mamãe massagista-parte 1

1501 palavras | 7 |4.52
Por

Oi pessoal, eu me chamo Guilherme, tenho 15 anos, sou loiro cabelos bem lisos estilo tijelinha, pele muito branquinha, corpo lisinho, já tenho pentelhos no pinto, não tanto como um adulto, e já gozo bastante também, tenho um bigodinho bem ralinho que da pra ver só de muito perto mesmo, sou filho único e moro somente com minha mãe que é divorciada, o meu pai tenho muito pouco contato com ele, ele e minha se separaram quando eu tinha por volta de uns 7 ou 8 anos por ai, o motivo foi traição por parte do meu pai, mas ele paga a pensão certinha no final do mês, desde esse dia minha mãe nunca mais quis um relacionamento serio com mais ninguém, era só ficar mesmo, acho que isso a abalou muito, o que fez ela ficar muito apegada a mim, não ao ponto de ficarmos muitos íntimos como nos ver nus ou de roupas intimas, mas temos bastante liberdades sobre abordar qualquer assunto. Eu nunca pensei na possibilidade de incesto com minha mãe, eu a olhava como uma heroína, minha deusa, e a única admiração que tenho por ela é como filho mesmo, mas pra falar a verdade eu já venho percebendo a algum tempo os comportamentos estranhos da minha mãe para cima de mim.

Minha mãe é uma mulher linda, ela me teve quando tinha 22 anos, hoje ela esta com 37 anos, mas aparenta ser bem mais jovem, ela é loira, cabelos longos lisinhos, acho que puxei isso dela, sua pele branquinha, seios fartos durinhos cintura fina e uma bunda de deixar as novinhas de queixo caído, ela tem um corpo de violão, e apesar de todas essa qualidades o que eu mais amo nela, que ela é muito paciente, voz suave, carinhosa, ela é tudo para mim, ela se chama Rosangela.
A minha mãe é formada em massagista, ela atende a domicilio, as vezes ela atende em casa mesmo, porem o seu publico alvo é voltado mais para as pessoas do sexo feminino, ainda bem né, eu odiaria minha mãe esfregando suas lindas mãos delicadas naqueles corpos peludos e nojentos, ela ganha um bom dinheiro fazendo isto, adoro quando aparece alguma mulher em casa para fazer massagem, eu a fico espiando de longe disfarçado vendo elas só de calcinha e sutiã, e como todo adolescente o meu pau fica duro que nem pedra e corro para o banheiro e bater uma, algumas vezes minha mãe já me flagrou espiando, ela olhava para mim e sorria, eu ficava sem graça e saia em direção ao banheiro kkk.
De um tempo pra cá minha mãe começou a insistir comigo pra deixar ela fazer massagem em mim, eu sempre negava, tinha muita vergonha, até que um dia ela começou a insistir muito falando quase com um tom autoritário, ai não teve jeito, eu tive que aceitar.

Mãe= vai filho, deixa eu fazer uma massagem relaxante em você?
Eu=não mãe, eu não quero.
Mãe= vamos filho, deixa a mamãe massagear esse corpinho.
Eu= há mãe, eu tenho vergonha.
Mãe= vem menino, é bom para a saúde e te deixa relaxado.
Eu=já falei que tenho vergonha mãe, não quero fazer estas coisas.
Mãe=vergonha do que?-até pouco tempo atrás eu te via correndo peladinho por todo canto da casa.
Eu=pouco tempo não mãe?! -isso já faz mais de três anos.
Mãe=pra mim não muda nada, só por que já esta com pelos lá em baixo pra mim é a mesma coisa.
Eu=MÃÃÃEEEEE, você falando assim eu fico com vergonha.
Mãe=pois não tem com o que se envergonhar, agora vem que você vai gostar, eu te garanto.
Eu=mas mãe!! Deixa isso pra lá.
Mãe=nada disto, tire esta camiseta e deita ai de costa logo, menino frescurento.
Eu=está bom, se não tem jeito mesmo.

Meu calção era um shorts grosso bem apertado que chegava quase ao meu joelho, e então fui me deitando naquele tapete da sala de massagem onde minha mãe já estava com aquele vidro de óleo nas mãos, eu estava tremendo de vergonha.

Mãe=até que enfim eu consegui te convencer, vamos começar.

Então minha mãe pingou o óleo nas minhas costas, passou em suas mãos esfregando ela, quando suas mãos tocaram minhas costas de até um choque em mim, minha pele se arrepiou inteira.

Mãe=tenta relaxar filho, a primeira vez é assim mesmo, com o tempo você se acostuma.
Eu=mas a gente vamos ter que fazer isto de-novo?
Mãe=claro filho, uma vez por dia, agora fique quieto e curte a massagem.
Eu=ta bom mãe-disse eu um pouco emburrado.

Então ela foi esfregando aquelas mãos em mim, ela pegava desde o pescoço e descia alisando minhas costas até a borda do meu calção enfiando um pouquinho dos seus dedos por dentro dele , e novamente subias sua mãos.
Com aquelas mãos me esfregando estava difícil, suas mãos percorria por toda as minhas costas, costelas, por baixo dos braços, pescoço, e descia chegando a borda do calção e depois de tanto ela massagear minhas costas ela passou para as minhas pernas, ela começou pelos meus pés, subindo até o joelho e voltando.

Mãe=esta gostosa a massagem filho?
Eu=tá mãe, está muito bom.

E o pior que a massagem estava gostosa mesmo, o toque daquelas mãos em mim e aquele óleo em minha pele estava bem quente, que delicia.
Então suas mãos delicadas subiram para a minha coxa, aqueles toques eram suaves mas firmes, suas mãos tentaram entrar pelo buraco das minhas coxas alcançando mais acima, mas o shorts não permitia, meu pau começou a reagir a aqueles toques, eu pensava mil coisas aleatória pra conseguir me controlar, até que eu estava resistindo, mas quando chegou na parte da barriga foi inevitável resistir.

Mãe=vai filho, vira de barriga para cima agora.

Sem escolhas eu tive que obedecer, ela pingou aquele óleo na minha barriga e então suas mãos foram a tocando, ela alisava meus mamilos, pescoço descendo alisando o meu abdomem bem próximo ao meu pinto, e pro meu desespero ele foi ficando duro aos poucos, seus dedos entraram pela borda do shorts tocando minha cueca, ela via o meu pinto subindo o tecido do shorts mas não falava nada, e eu disse:
Eu=acho que já está bom mãe, vamos parar.
Mãe=está tudo bem filho, sei o que você esta passando, não precisa ficar com vergonha, apenas feche os olhos, relaxe e curta a massagem, está quase acabando.
E ela continuava a massagear minha barriga, meu pau ficou duro de vez que nem aço, estufou bem o shorts, eu não sabia onde colocava a cara de tanta vergonha, eu tremia muito e estava muito tenso mas, ela fazia de conta que estava tudo bem e continuava a me massagear, ela alisava meu abdômen e seus dedos toda hora invadia a borda do meu calção, teve um momento que seu dedo tocou a cabeça do meu pinto bem de levinho, ela rapidamente afastou sua mão voltando a massagear minha barriga pescoço e abdômen, ela então passou para o meu rosto o massageando ele todo e até que ela disse:

Mãe= por hoje acabou filho, amanhã a gente continua, vou aproveitar enquanto você estiver na escola amanhã e vou comprar um calção mais curto, leve e bem folgado para você vestir quando eu for te fazer a massagem.

Eu=há, acho que eu não quero fazer isto mais não mãe -disse eu totalmente envergonhado de pau duro em frente minha mãe.
Mãe=vai fazer sim, querendo ou não, agora espere alguns minutos, depois vai tomar seu banho, e deixe o chuveiro desligado quando for fazer aquele negocio.
Eu=MÃÃÃÃ……..

Antes que eu pudesse terminar de falar ela saiu dando um sorriso de canto não me dando a chance de resposta, após alguns minutos eu fui tomar meu banho, eu tinha que bater uma punheta, toda esta situação por mais vergonhosa que foi me deu muito tesão, eu comecei a massagear meu pau que parecia que ia estourar de tão duro que estava, eu o movia para cima e para baixo me masturbando gostoso, não deu nem dois minutos e eu já gozei um monte acertando o box do banheiro, e ai que fui me dar conta…pela primeira vez na minha vida eu bati uma punheta pensando na minha mãe…continua

⏩ O melhor site de desenhos animados pornô do 🇧🇷, HQs eróticas🔥

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,52 de 31 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

7 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Matheus ID:6stw32bt0b

    Olá! Bom dia ? Sua história de vida com sua mãe é impressionante . Um relacionamento em família , de fato não é algo fácil de entender , mais como só mora vcs dois em casa e pelo jeito é algo que está surgindo de forma natural , principalmente vindo da parte de sua mãe , não vejo problema em vc aproveita o momento também . Não é todo filho que tem estes momentos com a própria mãe lembre-se disso , e demonstra também que ela se sente a vontade com vc é tem CONFIANÇA . Só não caia na besteira de sair falando para nenhum conhecido ou amigo .
    É um momento único e especial seu e de sua amada mãe , lembre-se disso . É melhor ela está com vc do que com um estranho que em algum momento pode maltratar ela .
    Hoje em dia tem todo tipo de anticoncepcional tem como vcs se prevenir bem , se chegar a ter sexo entre vcs claro …
    Só desejo felicidades a vcs e lembre-se , que o que acontece entre vcs deve ficar só entre vcs , para ela vc é o homem da casa e sempre respeite ela , porque a cima de tudo ela é sua MÃE … FELICIDADES A VCS … 👍👍👍

  • Responder Daddy ID:6stw2sbm9k

    Posta a continuação.
    Seu conto tá ótimo.

  • Responder leo ID:on937w98rj

    cade a continuação

  • Responder Luiz ID:g3jt9o6ib

    Continua

  • Responder @jomar63 ID:gqb0tai8l

    Muito excitante.

  • Responder R ID:19p2s96ib

    Adoro conto envolvendo a mãe.

  • Responder MorenoRJ ID:gsv3mjpqk

    Um bom conto. Se for verdade msm n sei. Mas que mãe perfeita kk