Encoxada e abusada na condução

Autor

Não vou dizer o meu nome verdadeiro para preservar a minha imagem, aqui vou ser Lana, tenho 17 anos, parda, 1,61.
Eu tinha saído com as minhas amigas, e na volta acabei brincando com elas, então resolvir voltar de ônibus.
O ônibus estava bem lotado, eu estava com uma mine saia, um croppet sem sutiã, uma calcinha de renda que entra nas minhas nádegas. Quando eu entrei no ônibus, fui para o fundo, logo vim para dois cara que estavam na pequena festa que eu estava. Daniel, meio loiro, olhos azuis, 1,85 e Nicholas moreno 1,77.
Logo o ônibus ficou cada vez mais lotado, Daniel começo a encoxar em mim e logo abraçou a minha cintura e falou.
– Putinha eu queria te comer na festa. Agora que tá sozinha eu vou te comer aqui mesmo.
Nessa hora eu fiquei com medo e olho para o Nicholas, achei que ele ia me ajudar, mas me enganei, comecei a entrar em pânico e tento sair dali, a gente estava em uma espécie de sanduíche humanos, os dois estavam com os pais duros e se esfregavam em mim.
– Por favor, para gente…eu sou virgem
Daniel sorrio e apalpou os meus seios.
– Melhor ainda gracinha, você vai experimentar o meu pau e não vai querer outro.
– Porra deve ser apertadinha
Nicholas fala e passa a mão na minha intimidade, isso faz com que eu fique mais tensa, mais não tinha como eu sair dali.
– Putinha ficar quieta, ninguém precisa saber que a gente vai te fuder. (Daniel falou)
Eu não falei nada, apenas sentia os beijos dele no meu pescoço e sinto o Nicholas rasgar a minha calcinha e colocar no bolso dele.
– Ficar quietinha!
Engulo seco e olho para ele com os olhos cheio de água.
– Por favor… Nicholas me ajudar!
Logo sinto ele estimulando o meu clitóris e ele não diz nada, começa a beijar a minha boca, eu apenas retribuía por medo deles fazem algo pior.
No meio do caminho teve um acidente, com isso ficou um engarrafamento horrível, Daniel não perdeu tempo e logo começou a ser mais ousado, quando de repente sinto ele me penetrar, sinto uma dor horrível e paro de beijar o Nicholas, mordo o lábio inferior dele para não gemer e abraço o mesmo, ele se aproveitar disso é aperta os meus seios.
– Tá doendo muito…faz ele para!
– Não anjo, ele não vai para e aguentar porque ele é menor que eu!
Suspiro e mesmo não querendo o meu corpo estava gostando daqui, assim que o Daniel percebeu ele, começou a estocar cada vez mais rápido e beijar, chupa o meu pescoço.
– Awn
Acabo dando um gemido baixo e ele me vira para ele.
– isso putinha, sabia que ia gosta
Eu não conseguia dizer nada, apenas gemer, logo sinto o Nicholas começa a tentar penetrar o meu ânus.
– Não! Vai doer
– Não vai não, vai ser gostoso!
Depois ele consegue me penetrar e ficar completamente parado.
– pronto Putinha agora não é mais virgem em nenhum lugar
O Nicholas deu acho que no máximo 5 estocadas e gozou.
Eu gozei juntos com o Daniel e estava super cansada daquilo, quando acaba o Nicholas sair de dentro de mim e se afastar é o Daniel ficar abraçado comigo, mesmo eu tentando me soltar.
– Agora você vai ser minha Putinha e eu vou te comer onde é quando quiser.
Eu fiquei sem nada para dizer, tento empurrar ele mas ele mim puxava e se esfregava em mim.
– para Putinha, eu sou seu dono e vou gozar em você.
– Para eu tenho que ir, esse é o meu ponto.
Quando eu digo isso, ele puxa a cordinha e sair comigo do ônibus.
– o que você tá fazendo? (Perguntei confusa)
– Deixando a minha Putinha em casa.

Ele anda comigo até a minha casa, chegando lá o folgado entra comigo e eu tento tira ele.
– para os meus pais estão dormindo!
– Então é bom você gemer baixo!
Ele me pegar pelo braço e leva para o meu quarto, tira toda a minha roupa e deita comigo na cama.
– agora dormir quietinha.

****
Gente e foi assim a minha primeira vez, e não foi por ai. Ainda tem mais história, se quiserem mais eu conto

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,24 de 21 votos)
Loading...