O que devo fazer?

Autor

Meu nome é Gabriel e tenho 16 anos, está acontecendo umas coisas entre meu pai e eu, e não sei como devo agir nesse caso, leiam e comentem pf.

Semana passada minha mãe entrou de férias do emprego dela e foi visitar a família no nordeste e levou minha irmã mais nova. Eu acabei ficando com meu pai por causa do colégio e meu pai por causa do emprego dele. Ele sempre me dava um tapinha de leve na bunda, eu sempre levei na brincadeira, mas depois que ficamos sós em casa, as coisas mudaram.

Eu sou bi, já tive experiências com ambos os sexos e curti, na vez que fiquei com um cara eu fui passivo algumas vezes e curti. Ninguém da minha família sabe da minha condição bissexual. Voltando ao assunto, logo no primeiro dia que ficamos a sós em casa meu vai deixou as roupas de lado, e ficou desfilando pela casa só de cueca, ele dizia que estávamos entre homens e eu era filho dele e não tinha problema, e eu também deveria aproveitar já que a casa era só nossa por 1 mês inteiro. Meu pai não era disso, eu nunca havia o visto nú e em raras ocasiões o virá de cueca, mas ele estava fazendo questão de ficar a vontade em casa, e eu comecei a reparar em seu corpo e no volume da cueca, certa vez ele até me flagrou olhando pro seu pau, eu fiquei sem graça e tentei desfaçar , ele apenas sorrio. No terceiro dia eu já havia perdido as contas das punhetas que dediquei pra ele, sempre cheirando suas cuecas usadas no banheiro, aquele cheiro me fazia delirar, comecei a desejar meu pai ardentemente, e comecei a pesquisar contos eróticos sobre o assunto, até chegar aqui na cnn. Li vários contos que me encheram de tesão, e então decidir dar um passo na direção do incesto, se ele conseguiu despertar o desejo em mim ficando de cueca pela casa eu também usarei essa tática. Enquanto ele estava na cozinha comendo uma fruta, eu apareci só de cueca pra beber água, ele analisou meu corpo de cima abaixo e deu um sorriso "isso aí, assim que eu gosto de ver, já que estamos sozinhos não tem problema ficar a vontade em casa, deixa essa bunda tomar um ar! " ele disse isso e encheu a mão na minha nádega direita, senti ele pegar e apertar com vontade. Não expressei nenhuma reação que pudesse fazer ele recuar, dei um sorriso e sai dali antes que ficasse de pau duro com o toque dele. Antes de sair olhei de relance, o volume na cueca dele estava bem maior que o normal. Fui pro sofá e deitei e fiquei assistindo TV, não demorou muito até ele chegar na sala com uma senhora ereção dentro da cueca, fiquei nervoso e fingi não ver, eu estava de joelhos dobrados e ele se sentou no espaço vazio do sofá de 3 lugares, colocou uma almofada por cima de seu colo e puxou meu pé pra cima, começou a fazer uma massagem de leve e as vezes subir com a mão até a minha coxa. Meu coração estava quase saindo pela boca, quase não conseguia responder as perguntas que ele fazia sobre minha escola. Lá estava eu de pau duro com meu pai alisando minha coxa e escondendo uma ereção debaixo da almofada. Eu estava pensando o que faria a seguir, ele talvez estivesse esperando meu próximo passo. Tive medo, e se tudo isso fosse coisa da minha cabeça, e se a ereção dele fosse pra incentivar outra coisa como: assistir porno hetero juntos, quem sabe até uma punheta (cada um no seu pau)… não sei, não sabia o que ele queria. Acabei demorando demais e ele desistiu, foi dormir pra acordar cedo pro trabalho. Bati punheta a noite toda pensando no aperto que ele deu na minha bunda. Tô aqui escrevendo pra ver se alguém me dá um bom conselho ou uma dica pra ver qual a real intenção dele comigo. Apenas uma parede separa o meu pai de mim, quero que ele me possua como se eu fosse uma puta barata, meu cú está piscando só de pensar.

O que devo fazer?

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,67 de 30 votos)
Loading...