O inesperado acontece

Autor

No certo dia eu, meu filho, Sandro e Valéria formos para o shopping nos divertimos muito, assistirmos filme no cinema, tenho vontade de transar no cinema mas infelizmente está mto cheio, então só deu pra namora com Sandro, as pessoas olhavam pra gente acho que isso é tudo inveja kk, eu e Valéria entramos no banheiro feminino, Valéria perguntou pra mim.
– você amar meu irmão ne?
– sim demais.
Nos duas ficarmos em silêncio por alguns minutos e disse.
– sabia que deu vontade de transar dentro da sala do cinema kkk.
Nos duas rirmos e Valéria falou.
– eu também, mas que perna que estava super cheio.
– é que pena mesmo.
Depois que sairmos do banheiro, descemos indo para a garagem do shopping para pega o carros e irmos embora, eu fui como.motorista, Valéria e meu filho ficaram atrás, eu e o sandro ficarmos na frente, os dois que ficaram atrás, começaram a namora, Sandro vendo aquilo ficou com tesão, tesão começou a mexer mas minhas coxas, Valéria tira a calça jeans e depois a calcinha mostrando a bucetinha dela, e o Sandro olhando a buceta da irmã ficou louco e tesão, ricardo começou começou brinca com a buceta da Valéria, e o Sandro mexendo na minha, eu já estava louca de tesão mas não podia ceder pois eu estava dirigindo, olhei pra ele e disse.
– amor vai brinca com a buceta da irmã, eu estou dirigindo.
– vem mano, bem brinca cmg. Disse Valéria.
Sandro pulou para o banco de trás e começou a bronca também com a buceta da irma, e começou a putaria.
Ricardo e Sandro colocam os paus pra fora, primeiro Valéria senta no pau do Ricardo e eu só de vez emquando vendo no retrovisor, e numa outro momento ela sentava na rola do Sandro, ela tava com o.pau atolado dentro do cu dela, com o movimento do carro tava ajudando a Valéria rebola, até que minutos depois Sandro goza dentro do cu da irmã, quando ela ia senta no pau do Ricardo, falei pra eles.
– gente olha a blitz ai, se vistam e se comportam.
– que nessa bem na minha vez. Disse meu filho braço.
Eles a vistiram, abri a janela do carro pra entra ar, ao chega perto do policial ( nossa em que policial gente, forte, moreno dos olhos azuis, sorriso lindo, fiquei de piriquita molhada), depois sguirmos viagem rumo a casa do Sandro e da Valéria, chegarmos la deixamos os dois la, eu beijei a boca do Sandro e o Ricardo da Valéria, agora partimos rumo a nossa casa.
Ao chegamos em casa estavam o meu marido e minha filha assistindo TV, subi pro quarto coloquei uma roupa bem leve, e fui pra cozinha pra jantar junto com meu filho, meu filho mim vendo de roupa curta sem calcinha veio até mim e começou a mim beijar, fazendo carícias em mim, apertando a minha bunda e passando a mão na minha buceta.
– para Ricardo agora não, a Sabrina está aí, deixar ela dormi que vamos transar.
– ta bom mãe.
Estava com medo da Sabrina ver tudo isso, pois eu não ia sabe como ela iria reagir de ver o irmão dela pegando a mãe dela, seria meio co fuso na mente dela, terminamos de comer formos para sala.
Já era tarde e a Sabrina ja estava dormindo no sofá, Roney pegou ela e foi leva para o quarto dela, enquanto isso avancei em cima do meu filho, tirei a bermuda dele e a cueca deixando ele todo pelado, agachei perto dele e comecei a mamar naquela rola deliciosa, fiz garganta profunda e ele pegava no meu cabelo e empurrava minha cabeça contra seu pau, em seguinda veio meu marido.
– opa bem mim espera ne.
Roney começou a tira a roupa, veio atrás de mim e começou a lamber minha buceta e o meu cu, comecei a geme e o meu filho também que delicia, parei de chupa o Ricardo e agora foi a vez do Roney chupa o.próprio filho, chupava como uma puta a rola do filho e eu beijei mto a boca deliciosa do.Meu filho, minutos depois Roney parou de chupa subiu em cima dele de frente pegou na rola do filho, colocou bem na entrada do cu, e sentou gostosamente naquela rola gostosa, Roney começou a pula na rola e o Ricardo dava tapas na bunda dele e apertava, pedir para o Roney deita no chão que agente.iria uma dp deliciosa, Roney deitou e eu coloquei a rola dele na minha buceta enquanto isso Ricardo foi atrás de mim e colocou o.pau dele no meu cu, começaram a mim comer nossa que delicia de dp, pau e filho mim comendo bem gostoso, comecei a geme e tesão sentindo aquelas duas solas mim sastifazendo huuummm, ricardo batia na Minha bunda, puxava meu cabelo com força e tesão , estava mim deliciando com aqueles dois paus deliciosos, ricardo tirou o pau dele no meu cu e colocou na boca do.pau dele, que faz garganta profunda, está dando uma transar do jeito que eu sonhei que delicia.
Minutos depois foi a vez do Ricardo deita no chão, Roney se agachou pegou no pau do Ricardo e sentou gostoso, começou começou pula e eu sentei na cara do Ricardo, ele começou a chupa minha buceta, que delicia foi aquela chupada, ouvia a bunda do.Meu marido batendo nas coxas do meu filho, que delicia galera como é bom um incesto, se eu soubesse que seria tão bom eu já teria feito a muito tempo, ainda mas sem segredo tudo livre melhor ainda, mas dando para o filho, filho comendo mãe, filho comendo pai também, tudo junto a misturado que delicia, por isso eu falo EU ADORO INCESTO…
Com o.passar do tempo, meu marido estava sentado na rola do Ricardo e eu chupando a rola do meu marido, quando o Roney cutuca a minha cabeça e falar.
– amor, olha quem acordou.
Quando olhei para o lado estava lá minha filha olhando o irmão comendo o cu do pai dela e eu chupando o pau do meu marido, ela ficou com os olhos arregalados olhando pra gente tipo querendo entender o que estava acontecendo, meu.marido a levantou e vir no rosto dele a vergonha pois a filha tinha visto demais, fui em direção a minha filha.
– calma amor deixar que eu falo pra ela. Eu disse para o meu marido.
Peguei na mão dela e puxei ela para entra no meu quarto, coloquei ela pra senta na cama junto comigo, olhei nos olhos dela e disse:
– olha filha eu, o seu pai e o seu irmão fazermos essas coisas pois nós gostamos de fazer.
– sério mãe, mas é normal?
– sim filha é normal, mas tudo em segredo, pois as pessoas la fora sao ruins.
Ela ficou sem entende nada, aí falei mas.
– tudo isso é normal, seu irmão adora, seu pai também gosta e eu também, faz parte da nossa vida agora.
Peguei na mão dela e levei ela até a sala, aonde meu marido estava de cueca e meu filho nu, perdi pra ela ficar aí parada e fui em direção a eles e perguntei se seria bom se ela participasse, meu filho adorou a ideia agora meu marido ficou com cara de Bravo, falar que ela é pequena e que não iria aguenta e que pra ela seria incopreensivel, ai eu falei.
– veja a família da Beatriz desde de cedo eles fazem isso, é só uma questão de molda ela, e explica tudo pra ela.
Meu filho apoiou a ideia e eu disse mas.
– com ela não vai ter penetração, mas só vou colocar ela pra chupa, só isso.
Mas mesmo assim meu marido tava relutante, mas com muito papo ele aceitou, chamei ela é disse.
– Sabrina quer chupa a rola do papai.
– o.que é rola mãe?
– vou te mostra.
Abaixei a cueca e mostrei pra ela o que é uma rola, comecei a chupa o.pau do Roney, parei de chupa e disse pra Sabrina.
– agora sua vez filha.
Roney se sentou, Sabrina veio e pegou na rola do papai, faz cara de nojo kkkkk, mas é coisa de criança, ai falei pra ela.
– colocar dentro da boca e lamber igual sorvete filha.
Ela começou a lamber mas com uma cara de nojo, expliquei pra ela que tudo isso é normal e que ela ja é mocinha e que poderia fazer com papai e com o irmão dela mas só com eles dois e mas ninguém, ela entendeu direitinho e fez, enquanto isso Ricardo batia punheta do outro lado do sofá, fui pra cima dele e sentei gostoso na rola dele, comecei a calvaga gostoso, geme e ele batia na minha bunda, vir a cara do Roney se transformando gemeu ao sentir a lambinda da sua filha no seu pai, e colocou na boca Sabrina olhou pra mim e disse.
– e agora mamãe?
– agora Sabrina colocar dentro da boca e faz como se você chupava igual pirulito.
Roney ajudou a Sabrina e ela fez igualzinho, começou a chupa aquela rola gostosa, e eu calvagando em cima da rola do Ricardo, e o meu marido se deliciando com a chupada da sua filha, parei de calvaga em cima do Ricardo, perdi para que Sabrina tirasse a roupa, ela ficou tímida e com aquela voz doce ela falou.
– mas eles vão ver meu pitite mamãe.
– deixar eles verem filha, São seu irmão e seu pai, vai tira Sabrina.
Fui em direção direção ela é ajudei a tira ficando toda nua, pedir para ela deita no chão e ela deitou, eu abri as pernas dela e deixei a bucetinha dela toda arreganhanda, pedir para o Roney chupa a buceta dela, ela veio e chupou gostoso e o Ricardo colocou a rola dele na boca dela, e ela tava dando chupada e chupando o seu irmão, que delicia de vista minha família numa suruba gostosa, e agora a minha filha faz parte disso.
Depois foi a vez do Ricardo chupa a irma, ele chupava aquela buceta e a Sabrina gemia, eu nao queria ficar de fora disso, fiquei em cima da cara dela e sentei mas foi de leve pra não machuca ela, gente é sério nunca imaginei isso fiz a minha própria filha chupa a minha buceta, ela achou nojento, Estava no momento lesbico com a minha filha, levantei da carinha dela e vir que ela estava confusa, olhei pra baixo e falei:
– filha é normal amor, faz isso pra mamãe, como eu te ensinei ta.
Ela sp balançou a cabeça e eu fiquei agachada, meu marido e meu filho não acreditava no que estava vendo, eu colocando a minha filha pra mim chupa, gente sentir aquela língua deliciosa na minha buceta nossa fui nas nuvens que delicia, fiquei louca de tesão.
Ricardo parou de chupa ela e o Roney no sofá abriu as pernas e chamou o Ricardo para comer o cu dela, Ricardo foi a socou a rola no cu do pai dele, pegou mas duas pernas do meu marido e ficou segurando, e eu levantei fui em direção ao sofá, fiquei de 4 e chamei a Sabrina pra mim chupa, ela não queria mas fazer, chamei ela com uma voz doce e pra ela que eu iria leva ela ao cinema pra assistir o filme e comer mc Donald, ela toda feliz disse:
– sério mãe a senhora mim leva mesmo.
– sim filha agora vem chupa a mamãe vem.
Ela veio e começou a chupa a minha buceta que linguinha ela tem, depois com as minhas duas mãos abri a minha bunda mostrei meu cu pra ela e disse:
– aqui filha vai amor.
– eca mamãe que nojo, ai não.
– não filha faz pra mamãe, ai levarei você ao mc Donald.
Ela ficou super feliz e começou a lamber do jeito que eu ensinei, depois de alguns minutos Meu filho anunciou que iria goza, falei.pra ele goza na cara da sua irmã, ele veio correndo, coloquei a Sabrina sentada com a cabeça pra cima mandei ela abri a boca e fecha os olhos e o Ricardo gozou na cara dela, ela fez cara de nojo a sentiu o gozo do irmão, e cuspiu fora tudo em seguida foi a vez do meu marido, gozou na boquinha dela , Sabrina jogou tudo fora e fez cara de nojo e que queria limpa tudo aquilo, peguei o.pano do sofá e limpei ela.
Eu levei a Sabrina para o.banheiro e nos duas começarmos a tomar banho e conversa sobre o que aconteceu, falei pra ela que tudo isso era normal, e tive que mentir pra prova isso que o meu tio fazia isso comigo quando eu tinha a sua idade, ela ficou espantada e falei pra ela que tudo isso é segredo e que não é pra fazer com ninguém so com agente, ela entendeu todinho.
Depois da conversa formos.dormi, quer dizer so eu que dormi pois meu marido ficou super preocupado com tudo isso é falou se agente não está indo.longe de mais, eu fiquei calada e pensativa também pois tenho medo da menina falar ou ao crescer ela ficar com problemas mentais mas pra frente, mas tem aquele dilema o que tá feito esta feito, iremos educar a minha filha.
Espero que tenham gostado…
Bjss deliciosos

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,29 de 21 votos)
Loading...