Meu vizinho vovozinho

Como relatei o seu Rubemir meu vivinho vovozinho me masturbava todas as noites na cerca q separava nossas casas e me dava um dinheirinho pra eu não contar pra ninguém.
Em uma noite lá fui eu me encontrar com o vovozinho na cerca e eu sempre dizendo q ia tomar banho, qdo cheguei seu Rubemir jà foi passando meio corpo pela cerca se abaixou e puxou meu short e calcinha até os joelhos e jà foi passando o dedo grosso na minha pequena xoxota pra ver se estava melada, como eu já estava ficando safadinha eu puxei a cabeça dele pra perto da minha xoxota e ele caiu de boca me chupando até chega no meu cu, ele mordiscava meu clitoris,massageava os meus peitinhos, e tentava introduzir o dedo meu cu, como disse o dedo dele era grosso e comeceia dar pinotes pq estava doendo então ele parou de tentar introduzir. Em um momento ele pediu pra passar a piroca na minha xoxota mais q ele ia levantar minha calcinha e passar so por cima, fiquei com medo e disse q não, então ele voltou a me chupar todinha, e tive um orgasmo imenso e fiquei toda molhinha, ele chupava e levava o meu gozo até meu cuzinho. O vovozinho resolveu passar todo o corpo pela cerca e já estava no meu quintal, ele tirou o short e a calcinha q estavam na altura no meu joelho e fiquei só com a blusinha ele me virou de costas e me carregou até a árvore q ficava atras do banheiro agora eu ja estava na altura dele. De onde estavamos dava pra ver quem vinha da minha casa em direção ao banheiro, no interior é assim, se estiverem assistindo novela pode acontecer qualquer coisa que ninguem ouve. O vovozinho meu vizinnho passava a mão em todo meu corpo e fungava no meu pescoço nem percebi q seu Rubemir ja tinha tirado o short dele, o pau dele começou a cutucar a minha xoxota e o meu cú, comecei a ficar nervosa e pedi pra ele me descer eu estava toda arreganhada no colo dele e imprensada na arvore, ele pediu pra eu ficar calma q eu ia conhecer as estrelas e ganhar um bom dinheirinho.
"Fica calminha minha netinha, o vovô não vai tirar a virgindade da sua xoxota, so vou brincar um poquinhk aqui no rabinho"
Eu ja estava nervosa e ele dedilhando a minha xoxota, comecei a relaxar e ele abriu mais um pouco a minha perna, levava minha secreção até a entrada do meu cuzinho e nisso passou a tentar introduzir o pau no meu rabinho, se o dedo já era grossi imagina o tamanho e grossura do pau do velho, ele cutucava tentando empurrar e eu trancava a bundinha ele pedia eu relaxar, meu buraquinho era muito pequeno pra todo aquele trambolho, elr foi empurrando e eu comecei a chorar, já estava ardendo e ainda nao tinha nem passado a cabeça, ja estava suando frio, como não queria entrar ele disse q ia fazer de uma unica vez, eu concordei esperando q aquilo acabasse mais rapido, ele colocoh a mão na minha boca eu nao entendia o pq, entao ele me ajeito direito e deu uma única estocada, vi estrelas na minha frente, gritei e se não fosse a mao na minha boca teria chamado a atenção dos vizinhos eu chorava e pedia pra ele tirar estava completamente empalada na vara do velho, elr só mr segura e ficava quietk, coloquei minha mão atras e percebi q nao tinha entrando nem metade ja entrei em desespero, ele so dizia.
"Fica calma minha "netinha" não queria rola, agora vc está tendo"
Comecei a espernear e tentar me soltar, meu cu parecia q tinha sido rasgado ao meio e tava ardendo como se tivesse pegando fogo, nessa minha tentativa de escapar comecei a ir para baixo e para cima, o velhote começou a ficar louco e enterrou o q ainda faltava do pau no meu cu, nesse momento ficou tudo preto na minha frente e ele começoj a socar com bastante força, entrava e saia aquela tora imensa no meu rabo e qdo saia tudo e enterrava de novo com força ele estava enlouquecido e dizia "cuzinho gostoso, apertadinho, vou comer muito ele, toma rola", eu so chorava. Ele me tirou da arvore e me colocou de joelho no chao e continuou me enrabando muito rapido, levou um bom tempo nisso até q ele gozou dentro do meu cu, ardeu q nem pimenta, as poucos ele foi amolecendo e saindo, nisso sinto algo escorrer na minha perna, era porra e sangue misturado, coloquei a mao.na minha bunda e percebi o rombo. tinha ficado o meu cu, ele levantou as calças , passou pela cerca , jogou o dinheirinho e disse "amanhã nos vemos", me levantei e fui até o banheiro, tomei um banho e.entrei em ksa, nao conseguia nem andar direito, fui direto pra minha rede dormir com o cu arrombado e toda ardida. Mais tarde conto o q aconteceu no dia seguintr.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 2 votos)
Loading...