Desafio da Rola

Oi, meu nome é Renato, tenho 17 anos e vou contar o desafio que eu fiz pra minha irmã e suas amigas. O DESAFIO DA ROLA

Eu sou um cara, modéstia a parte, muito gato. As meninas vivem querendo ficar e transar comigo, e não dou moleza, vacilou na minha mão, leva rola.

Minha irmã tem 15 anos, e é cheia de amigas, não porque ela seja legal, mas porque como sou super apegado à minha irmãzinha, as meninas ficam amigas dela pra poder ficar comigo, sou seja, SOU FODA.

Certo final de semana, estavam eu, minha irmã e mais 3 amigas delas na piscina em casa, e eu sentado na espreguiçadeira só olhando aquelas menininhas se divertindo. Meus pais tinham saído e só voltariam no começo da noite, então estava de “baba” das meninas.

As três meninas toda hora vinham tirar uma casquinha de mim, e eu não tava nem ai, chegava perto eu metia a mão na bunda, nos peitos, e elas ficavam toda assanhadas. Uma das meninas começou a agitar de fazer o desafio da piscina, e eu tinha visto no youtube como era essa brincadeira, e elas toparam fazer e queriam que eu fizesse as perguntas, mas numa sacada genial, inventei uma outra brincadeira, muito melhor, que era o desafio da rola.

Todas ficaram curiosas o que queria este desafio, e fiz as seguintes regras:

Eu faria as perguntas, e quem levantasse a primeiro e acertasse a pergunta, seguiriam as seguintes etapas

1 – Tirar a parte de cima do biquíni
2 – Tirar a parte de baixo do biquíni
3 – Deixar eu chupar os peitos
4 – Deixar eu chupar a buceta
5 – Fazer um boquete delicioso

E a sexta etapa ganharia uma metida completa (Cu e buceta)

As meninas ficaram com cara de espanto e de boca aberta. Minha irmã já gritou “Eu não vou dar pra você não”, então eu pedi pra ela então errar todas as perguntas, e só uma delas perguntou se deveria dar o Cu, e eu falei que sim, eram todas as etapas. Conversaram entre elas e as três toparam, menos minha irmã que tava fazendo cu-doce, mas eu sabia que ela iria participar, porque ela é muito competitiva.

Pedi pras quatro ficarem em linha na minha frente:

1 – Minha irmã (Livia), puxou o irmão (linda e gostosa)
2 – Giovana, 15 anos, loirinha de cabelos cacheados, linda de rosto e de corpo
3 – Rafaela, 16 anos, cabelos escuros lisos, não era tão linda, mas tinha uns peitos…
4 – Mariana, 15, a mais feinha de todas, mas tinha um corpinho delicioso.

– Prontas? ” – gritei pra todas, e todas responderam com um sonoro “SIM”

Pra apimentar mais as coisas, me levantei, tirei minha bermuda, ficando pelado pra elas e me sentei. Tirando a minha irmã que faz cara de desprezo, todas as outras não tiravam o olho do meu pinto.

Fiz a primeira pergunta, Giovana levantou a mão e acertou, então pedi pra ela tirar a parte de cima do biquíni. Seus peitos eram pequenos mas muito lindos. Pedi inclusive que ela se aproximasse e dei uma chupadinha neles. Ela voltou pra linha toda feliz e envergonhada.

Segunda pergunta, e quem acertou foi minha irmã. Numa cara de deboche, ela tirou a parte e ficou girando entre os dedos. Pedi pra ela se aproximar pra dar uma chupadinha, se recusando, mas as outras meninas forçaram ela, que acabou cedendo. Dei uma chupadinha e ganhei um beliscão na perna.

Terceira Pergunta, e Giovanna acerta novamente e ficou constrangida em tirar a parte de baixo do biquíni, mas fiz questão de pedir que ela se aproximasse e puxei o nó lateral, e o biquíni caiu. Ainda antes dela voltar pra linha, deu uma pela passada de mão na bundinha dela.

Quarta pergunta, e Mariana ganhou, já foi tirando e correndo pra ganhar a chupadinha. Tava toda feliz

Quinta pergunta, e a Giovanna ganhou novamente. Ela tava peladinha, me levantei e pedi pra ela deitar na espreguiçadeira, e enquanto chupava seus peitinhos, fazia uns carinhos na bucetinha dela. Ela gemia feito uma puta, e quando terminei, ela me pediu um beijo, e acabei cedendo. A safada voltou pra linha até meio bamba, totalmente satisfeita.

Sexta Pergunta, minha irmã acertou, e tirou a parte de baixo, colocou a mão na buceta e fez aquele gesto do tipo “chupa aki”

Rafaela, coitada, estava desolada, não tinha acertado uma, ainda estava com todo o biquíni.

Sétima pergunta, e minha irmã acerta. Ela chega perto de mim, me empurrando e deitando, eu não perdi tempo, cai de boca nos peitos na minha irmã. Olha, deveria ter chupado ela a muito tempo, eram muitos gostosos. Quando comecei a acariciar a buceta da Lívia, estava ensopada, e antes dela levantar, perguntei bem baixinho no ouvido dela: “Tá excitada pelo maninho?” Levou outro empurrão, um “vai se fuder” e ainda poder ver a bundinha peladinha da minha irmã

Oitava pergunta, e finalmente, Rafaela acertou. A felicidade era tanta que ela veio arrancando a parte de cima e já enfiando os peitões na minha cara.

Nona pergunta, e Mariana ganha, e tirou o biquíni aonde estava, pois estava muito envergonhada

Decima pergunta, e Rafaela ganhou. Acho que era a que mais queria trepar comigo, pois cada vez que ganhava, era uma festa. Pediu pra eu tirar e ainda ganhou um beliscão na bunda.

Decima-primeira pergunta, e Giovana ganhou. Ela estava muito envergonhada, mas veio em minha direção e se deitou nos pés da espreguiçadeira, e por uns 3 minutos, eu chupei gostoso aquela bucetinha deliciosa e linda que ela tinha. A menina gemia alto, pedia pra não parar e acabou gozando na minha boca. Ela se levantou tão envergonhada que acabei ficando com dó dela.

Decima-segunda pergunta, e Giovanna ganhou novamente. Me levantei e fiquei de lado para as meninas, e a Giovana, ajoelhada na minha frente, começou a fazer um delicioso boquete, me juro que me esforcei pra não gozar na boca dela. tive que pedir pra menina parar porque ela tava adorando me chupar.

Decima-terceira pergunta, e a Rafaela ganhou, e toda alegre, já foi deitando e forçando minha cabeça sobre os peitos dela, e olha que ela tinha uns peitos enormes, muito grandes pra idade dela, e por isso, me deliciei neles. A bucetinha foi dedada também, e antes de voltar, pediu o beijo de língua, e cochichou no meu ouvido: “To louca pra dar pra você”, e deu um beijo na cabeça do meu pinto.

Decima-quarta pergunta, e minha irmã ganhou. Ela já veio mais calma, meio desconfiada, deitou e se arreganhou. Eu nunca tinha visto minha irmã pelada, e não sabia que ela era tão deliciosa. Quando comecei a chupar, ela segurava minha cabeça, e dizia coisas como “Vai safado, chupa sua maninha… vai… gostoso… enfia essa língua toda dentro de mim… hummmmm”. Aquilo tava me deixando super excitado, e enquanto chupava minha irmã, comecei a me masturbar, mas me segurei pra não gozar e liberei minha irmã. A safada voltou pra linha, dessa vez rebolando aquela bunda deliciosa.

Decima-quinta pergunta, e Rafaela ganha, e já veio correndo, se deita, arreganha as pernas e pede pra eu fuder ela com a língua. Não deixei a menina na mão, deixei a língua a mais dura possível o tempo todo, e foi a me mais gemeu de todas. Também gozou na minha boca, e voltou pra linha rebolando igual minha irmã.

Decima-Sexta Pergunta, e Giovanna ganha, as outras começam a gritar de bater palmas, e Giovanna ficou extremamente envergonhada. Todas as meninas vieram junto dela pra perto de mim, e fiz duas perguntas:

– Você é virgem? – Sim, respondeu ela
– Quer transar aqui ou no meu quarto? – As outras incentivaram ela a ir pro quarto, e ela topou.

Peguei ela no colo e levei ela pro meu quarto, e as outras três vieram atrás. Ao chegar no quarto, deitei ela na cama, subi em cima dela, e antes de começar a meter, dei um delicioso beijo de língua naquela gatinha gostosa, e durante o beijo, comecei a meter na bucetinha dela. A putinha se retorcia toda, reclamando inicialmente de dor, mas depois de um tempo, ela só gemidos, e as bombadas na buceta dela estavam mais fortes e rápidas. Coloquei ela de quatro, e continuei a meter na buceta, enquanto já enfiava o dedão no cu da loirinha, depois dois dedos, três dedos, e quando percebi que o anelzinho já estava largo, a deitei de bruços e comecei a meter no cuzinho apertado dela. A menina gemia alto, pedia pra meter mais, pra não parar, e com isso continuei a meter forte naquele cuzinho, até que não estava aguentando mais, e perguntei:

– Você quer que eu goze na sua bunda, na sua buceta, na sua boca, na sua cara ou na sua barriga?
– Aonde você quiser

já que ela deixou comigo, a virei de barriga pra cima, enfiei na buceta dela e segundos depois, enchi aquela buceta de porra. Quando terminamos, a torcida estava gritando de alegria, dando os parabéns para Giovanna, que agora já era uma mulher. Enquanto elas comemoravam, fui ao banheiro pra me limpar e quando voltei, minha irmã disse:

– Vamos lá continuar
– Continuar?
– Sim, continuar, tem mais três meninas ainda competindo.
– Quem ganhasse as seis etapas, ganharia
– Não, você disse que quem fizesse as seis etapas, ganharia a trepada, e não o jogo inteiro. A Giovana foi a primeira, vamos ver quem será a segunda, a terceira, e quarta.

Ufa, la vou eu novamente, mas dessa, eu conto depois.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...