A cunhadinha do meu filho

Meu filho teve um namoro com uma menina de 17 anos, linda. Durante este namoro obviamente conhecemos a sogra dele e a sua cunhadinha. A sogra, recém separada do marido e a cunhadinha, uma menininha de 08 aninhos, ambas lindas também. Fato é que a sogra dele precisava de ajuda para se mudar de casa, uma vez que estava separada do marido mas ainda não tinha saído de casa. Fiz contato com amigos e consegui uma casa numa vila. Ajudei na mudança, na arrumação e em alguns serviços na casa. Bem instalada, e querendo me agradecer, começou a me dar muito mole. Começamos a ter um caso e comi muito aquela buceta. Mas o caso que vou contar foi com essa menininha, sua filha caçula. Estava fazendo um serviço lá na casa dela e por instante de folga, fui brincar com a garotinha e ela abriu a bica da área e começou a me molhar nessa brincadeira. Sua mãe tinha ido ao mercado e ficamos ali brincando de molhar um ao outro (muito calor). Até que ela vem correndo e pula no meu colo e fica brincando de prender meus braços e eu começo e fingir uma luta, até que ela sem querer esbarra na minha pica e acho que gostou pois agora esbarrava sempre e olhava pra mim e pro meu pau. O pau endureceu e ela agora esbarrava mais ainda. Fiquei com maus pensamentos e comecei a esbarra nela também de pau duro. Como estava de short, a cada vez mais ela sentia o volume e a brincadeira foi ficando séria. Ela já não ria tanto e sim olhava mais assustada pro volume no meu short. Comecei a fazer movimentos de forma que o pau mostrasse a cabeça pela perna do short. Ela via e esbarrava. Daí eu num movimento proposital, segurei o bracinho dela e fiz sua mão segurar meu pau, e ela apenas apertou. Depois ela mesma passou a segurar e ficava apertando. Botei o pau todo pra fora e deixei ela ver e segurar. E segurei a mãozinha dela por cima e comecei a bater uma punhetinha com a mãozinha dela segurando meu pau. Nessa brincadeira eu gozei e melei a mãozinha dela. Fiz ela prometer que não contaria nada e lavei a mãozinha dela. Bem, daí em diante sempre que a gente ficava só ela segurava meu pau e batia uma pra mim. Depois, aos poucos, fui ensinando ela a chupar. Meu filho desmanchou o namoro com a menina e eu já não tinha muitos motivos pra ir até lá. E não comia mais a sogra dele com frequência e nem a cunhadinha dele batia mais uma punhetinha pra mim. Hoje em dia, vejo a menininha crescendo e ficando cada dia mais gostosinha.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,71 de 7 votos)
Loading...