#

Esposa fiel, marido pede para meter com outros e vira puta profissional #3

683 palavras | 2 |4.30
Por

Andre que trabalhava com meu marido, acaba me comendo dentro do carro na garagem

Como Cesar voltou para Nova York, o esquema montado no Copacabana Palace foi desmontado, mas rês dos frequentadores alugaram uma pequena cobertura em Ipanema, que funcionou por seis meses, o que me levou a ficar transando só com os amigos e colegas do meu marido, que continuava a não perceber nada.
Certo dia, um rapaz que trabalhava com meu marido, apareceu em nossa casa, porque queria falar com ele. Expliquei que ele ainda não havia chegado e que ele poderia aguardar tomando uma cerveja e que eu faria compania. Ele, era um rapaz bonito, de 30 anos e eu continuava bem apetitosa nos meus 34 anos, num vestidinho azul, bem curtinho. Peguei a cerveja, ofereci a ele, que não tirava os olhos das minhas pernas, e sentei no sofá em frente à poltrona em que ele se sentou. Como ele não tirava os olhos das minhas pernas, ainda as abri um pouquinho, o que ele começar a ficar animado, levando ele a me fazer um convite para tomar um chopp no Leblon e depois voltarmos porque ele queria falar com meu marido. Topei e fomos no carro dele.
Fomos num barzinho, que ficava numa varanda com vista para o mar. Lá chegando, já tomando uma cerveja, ele coloca a mão entre minhas coxas, me surpreendendo, mas logo abri um pouco as pernas e ele colocou a mão na minha xaninha, tocando uma siririca, que me fez gozar ali mesmo, passei a mão por cima da calça dele e pude sentir que seu pau estava duro e parecia bem grande. Ele me deu um beijo na boca, quando falei para ele, que meu marido deveria estar chegando em casa e que voltássemos para encontrá-lo. Entramos no carro e logo que começou a se mover, ele tirou a pica para fora, era grande e grossa, e disse para eu dar uma chupadinha, porque ele estava doido para gozar. Não hesitei e comecei a chupar com muita vontade, lambendo a cabeça toda e o pau inteiro, colocando todo na boca. Ele começa a ficar ofegante, quando começa a gozar muito. Era muita porra, que engoli todinha.
Chegamos em casa, meu marido já havia chegado e estava no banho. Apareceu na sala, o Andre estava sozinho, abriu uma cerveja e beberam juntos, quando cheguei e meu marido, me convidou a ficar conversando com eles.. Algum tempo depois Andre se despede e fala para mim, que no dia seguinte, viria me pegar às 14 horas.
No dia seguinte, toda cheirozinha, desço e encontro o Andre na garagem, que me sapeca um beijo na boca, na frente de uns empregados do prédio. Quando falo para ele que este beijo poderia ser comentado entre os porteiros. Ele me diz, que joga bola na quadra do condomínio desde rapaz, que conhece todos os funcionários e que eles já comentam as minhas saídas há muito tempo. Para surpresa minha, ele estaciona numa vaga no final da garagem, desliga o motor, mete a mão nos meus peitinhos, começa a chupá-los, tira minha calcinha, inicia uma siririca, bolta a pica para fora, começo a chupar, fica durinha, ele me coloca por cima dele, sentando naquela piroca dura, que vai entrando na munha xaninha.Mete muito, me excitando bastante, até nós dois gozarmos muito. Em seguida, me faz chupar a rola de novo e quando fica bem durinha, me coloca de quatro e a encosta no meu cuzinho e começa a forçar para entrar e vai conseguindo, até eu sentir suas bolas na minha bundinha, quando ele pede para eu rebolar com aquela pica inteira no cuzinho. Começo a rebolar e ele a gozar e me diz: você é uma putinha muito gostosa. Me despeço dele, saio do carro, e da garagem me dirijo ao elevador, quando um funcionário abre a porta do elevador para eu entrar, com um sorriso maroto nos lábios. Acho que corre uma fama de vagaba entre os funcionários do prédio.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,30 de 10 votos)

Por #
Comente e avalie para incentivar o autor

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder @JcRecife ID:1dakcqp1s3g9

    Muito gostoso meter na gostosa na frente do corninho chama no telegram quem quiser bater um papo

  • Responder Giovanna ID:muirjdk0b

    Muito gostosa esta sua transa, começou com olhares, dele nas suas pernas e seu no volume que estava se formando na calça dele. O chopinho, ele te excitando no bar e a volta para casa, comum boquete numa pica robusta. O encontro dos dois na sua casa, depois do boquete, deve ter feito vc gozar. Depois no dia seguinte, na garagem do seu prédio, fizeram de tudo e gozaram muito, sem se importar com os funcionários do prédio, que devem ter assistido com discrição.