# # #

Tirei a virgindade de um garoto de 15 anos!

1759 palavras | 1 |4.42
Por

Depois que eu meu pai e meus irmão gravamos nosso filminho pornô, rsrs, eu fui pro quarto do meu irmão e me deitei com ele, eu fiquei um tempão olhando pra ele e sorrindo, aí ele falou – Quer mais, rsrs?. Eu – Não!… Só quero um pouquinho de carinho, rsrs.

Ele então começou a me fazer carinho, vez ou outra me beijava (selinho), aí falou – O que te aconceteu irmã… Por que tá tristinha?. Eu – É o papai!. Ele – O que houve?. Eu – Ele tá estranho… Não olha pra mim do mesmo jeito. Ele – É normal irmã… Ele olha pra ti sim… Olha do mesmo jeito que eu olho, rsrs. Eu – É normal nada… E você olha pra mim do mesmo jeito que olhava antes de tudo isso entre nós 2 começar.

Aí ele me abraçou forte e falou no meu ouvido – Só dá um tempinho pra ele. Depois olhou nos meus olhos e falou – E outra… No começo eu evitava olhar nos seus olhos também, rsrs. Eu – Sério irmão?. Ele – Sério! Não fica chateada tá. Eu – Tudo bem irmão, não tô chateada contigo não.

Aí eu fui me ajeitar pra o abraço dele ficar melhor, e sem querer dei uma reboladinha no pau dele, que logo ficou duro, e isso me deixou excitada. Aí eu comecei a rebolar no pau do meu irmão, que falou – Sabia que tu queria isso, rsrs. Eu – Eu não queria irmão, juro, rsrs… Mas agora eu tô querendo, rsrs.

Aí ele desceu o shortinho que eu tava vestindo, em seguida desceu minha calcinha e ficou me masturbando, depois enfiou seu pau na minha buceta e iniciou o vai-e-vem com estocadas lentas e fortes. Ficou me comendo por 5 minutos, até gozar, mas antes tirou, enfiou seu pau no meu cu e gozou nele, em seguida ele foi se levantar, mas eu o segurei pelo braço e falei – Vamos ficar abraçados mais um pouquinho, rsrs. Ele – Tá bom, rsrs… Você tá carente hoje hein, rsrs. Aí eu peguei a mão dele e fiz ele me abraçar e aí falei – Tô sim, rsrs.

Ficamos uns 20 minutos abraçados, depois eu fui pro banheiro e tomei outro banho, em seguida fui pro quarto do meu irmão e falei – Irmão… Tem como você mandar o nosso vídeo pro meu celular, rsrs?. Ele – Pro celular não vai dar, só pro meu notebook. Eu – Então deixa ele comigo por uns dias, rsrs. Ele – Tá bom, mas não mostra o vídeo pra ninguém. Eu – Só pra minha amiga… Tudo bem?. Ele – Tá bom.

Aí eu fui pro meu quarto, peguei meu celular e mandei uma mensagem pra minha amiga dizendo “Preciso te falar uma coisa”, ela respondeu na mesma hora “O que foi que tu fez, rsrs?”. Eu “Preciso te mostrar um vídeo”. Ela “Quê vídeo?”. Eu “Um vídeo pornô meu com meus irmão e com meu pai”. Ela “COM SEU PAI?”. Eu “Aham!… Ah e ele tá querendo te “conhecer”, rsrs”. (Mentira). Ela ficou um tempo sem falar nada, aí falou “Mentira”. Eu “É sério, rsrs… Vem aqui”. Ela “Pra “conhecer” teu pai?”. Eu “Não sua boba… Pra ver o vídeo”. Ela “Hoje não vai dar… Vou passar aí amanhã”. Eu “Tá bom”.

No dia seguinte, eu acordo na cama do meu irmão, com ele abraçadinho em mim, rsrs, isso porque eu tinha ido dormir com ele de noite. Aí eu levantei devagarinho pra não acordar ele e fui pro meu quarto, chegando lá eu deitei na minha cama e comecei a ver o nosso filminho, rsrs. Logo eu comecei a me masturbar, vendo meus irmãos me fodendo ao mesmo tempo, enquanto eu chupava meu pai, rsrs, fiquei a manhã toda trancada no quarto me masturbando.

Na tarde daquele dia, eu tava deitada na rede esperando a minha amiga, logo minha buceta tava com fogo de novo, mas eu tava completamente sozinha em casa. Aí fui pra rua e não vi meu irmão, então chamei o irmão do amigo do meu irmão, que tinha 15 anos, e perguntei pelo meu irmão, e ele disse que ele foi passear com o irmão e a mão dele, aí eu falei – Quer entrar ali comigo rapidinho?.

Nós entramos aí fomos pro meu quarto, sentamos em minha cama, aí eu coloquei minha mão na perna dele que olhou pra mim, aí eu falei – Me beija, rsrs. Ele então me beijou, o que me deixou ainda mais fogosa, pois o beijo foi muito bom, aí eu enfiei minha mão dentro do short dele, tirei seu pau pra fora e fiquei masturbando ele, que ficou olhando pra mim, mas sem falar nada.

Um tempo depois ele colocou sua mão envolta da minha e falou – O que você tá fazendo Anninha?. Eu – Você não sabe nada sobre mim?. Ele – Sobre o que?. Ali eu tive certeza que ele não sabia da minha fama de putinha, aí eu me levantei desci meu shortinho e minha calcinha até o joelho, ele logo sacou o que eu queira e começou a se masturbar. Aí eu peguei meu celular e comecei a gravar ele se masturbando, rsrs, ele ficou meio envergonhado e falou – Você tá filmando?. Eu – Tô sim! Por que? Tá com vergonha?.

Ele ficou meio vermelho e disse que não, aí eu coloquei meu celular ainda gravando na cama, em seguida eu mesma me coloquei contra a parede e empinei minha bunda pra ele, que se levantou, ficou de pé atrás de mim e enfiou seu pau na minha buceta.

Depois de uns 5 minutos me comendo, eu falei pra ele deitar na cama e ficar com meu celular apontando pra mim, ele deitou e ficou me filmando, aí eu montei nele, encaixei seu pau na minha buceta, aí falei – Aponta o celular pro teu pau. No que ele apontou, eu desci e comecei a cavalgar nele, que tava de olhos fechados e bastante ofegante já, aí eu falei – Já vai gozar Bruno?. Ele – Não sei… Acho que sim… Melhor tirar ele.

Aí eu continuei cavalgando até que ele gozou, eu gozei juntinho com ele, que tava com um sorriso enorme no rosto, aí eu falei – Tu era virgem Bruno?. Ele meio envergonhado disse – Sim!. Eu – Sério? Não tá mentindo né?. Ele – Não tô não, rsrs. Eu – Gostou?. Ele – Aham, muito, rsrs. Eu – Que bom, rsrs… Agora vai pra casa, que a minha amiga já deve estar chegando. Ele – A gente pode fazer isso de novo?. Eu – Agora?. Ele- Não… De noite ou outro dia sei lá. Eu – Talvez, rsrs… Agora vai.

Aí eu beijei ele (de língua), e ele beijou muito bem, rsrs, ele sorriu e ficou vermelho de vergonha, (ele era um garoto bem tímido rsrs), aí ele foi embora, em seguida eu fui tomar banho pra receber minha amiga, rsrs. Depois do banho fui pra varanda, me deitei na rede e fiquei esperando minha amiga, que tava demorando muito pra chegar, então eu fui até o mercadinho aqui perto pra comprar umas coisas que minha mãe tinha me pedido pra comprar.

No caminho eu encontro um homem bem bonito, cabelo grisalho e era alto, eu logo tava excitadinha de novo e pesquei pra ele, aí olhei ao redor, vi que a rua onde estávamos tava vazia, eu levantei minha saia e mostrei minha buceta pra ele, pois tava sem calcinha.

O homem veio até mim, em seguida me levou pra um beco que tinha ali perto, aí ele me colocou contra a parede e começou a apertar meus peitos ao mesmo tempo alisava minhas coxas, depois foi subindo a mão e tirou minha calcinha. Aí ele se ajoelhou na minha frente e começou a lamber minha buceta, ao mesmo tempo dedava meu cuzinho, em seguida ele enfiou um dedo na minha buceta, no que entrou de uma vez ele olhou pra mim e falou – É virgem?. Eu sorri e falei – Claro que não, rsrs.

Aí ele se levantou e me ajoelhou na sua frente, em seguida tirou seu pau pra fora e mandou eu chupar, eu abocanhei aquele pau que ainda tava mole e comecei a chupar. Foi um pouquinho esquisito no começo, mas eu gostei muito de chupar aquele pau mole, era gostoso demais rsrs, ele foi crescendo dentro da minha boca e logo tava todo duro.

Depois ele tirou seu pau da minha boca, em seguida me ergueu e me colocou contra a parede, aí ele enfiou seu pau em minha buceta e começou a me foder. Aí ele colocou a mão no meu pescoço e ficou apertando, e enquanto me fodia com força, ele me chamava de putinha e dizia que ia me foder todos os dias, e que eu viraria a putinha dele.

Em pouco tempo eu gozei no pau dele, que ficou agressivo, batia no meu rosto com força e mordia meu pescoço, depois ele me jogou no chão e me fez ficar de joelhos. Aí ele enfiou seu pau na minha boca e ficou alguns segundos fodendo minha boca, depois ele tirou o pau ficou se masturbando até gozar, ele mandou vários esporros do seu gozo no meu rosto.

Eu que tava com a boca aberta engoli os 2 jatos que foram pra dentro da minha boca, ele ficou sorrido e falou – Você é uma putinha muito gostosa menina. Eu sorri e falei – Vai na minha casa um outro dia pra me foder de novo. Ele – Vou sim… Só dizer onde tu mora. Eu dei meu número pra ele e falei – Vou te ligar quando tiver sozinha, rsrs.

Aí ele foi embora, enquanto isso eu tirei blusa que eu tava usando e limpei o meu rosto que tava todo gozado, em seguida me vesti e fui pro mercado. No caminho sentia meu gozo quentinho escorrendo pelas minhas pernas, eu comprei o que minha mãe tinha pedido e voltei pra casa.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,42 de 12 votos)

Por # # #

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Rafaella

    Bem contado… somente a parte da calcinha que ficou ruim… Mas faz parte..
    Beijos