# #

Como me tornei Putinha II

918 palavras | 3 |2.93
Por

Continuação de Como me tornei Putinha… Desde os 7 anos meu tio abusava de mim mas so aos 9 anos tirou meu cabaço e minha inocência.

Olá, voltei para continuar minha história, espero que gostem.
Depois da minha festinha de nove anos onde meu tio finalmente estourou meu cabacinho, passei a ter mais curiosidade sobre o q fizemos e descobri o que é sexo, mamãe me ajudou bastante com isso pois ela sempre tinha um macho na cama dela e eles não eram exatamente discretos então sempre q eu podia ia assistir ela trepando, alguns dos machos dela iam ate o meu quarto tbm durante a noite eu fingia dormir enquanto eles passavam a mão em mim nenhum dele passou disso ate mamãe arrumar um namorado fixo o nome dele era Mauro, ele era um coroa muito bonito e tarado, eu amava ver eles dois fodendo, o titio me deixou viciada em putaria mas ele não dava conta de apagar o fogo da minha bucetinha gulosa ja mauro era insaciável e nao dava moleza a mamãe ele metia nela com força, suas mãos e pau eram enormes lembro de ficar muito molhada vendo os dois e desejando ser ela. Em um fim-de-semana mamãe e mauro foram em uma festa no trabalho do mauro, eu fiquei na casa da vovó ate eles voltarem quando chegaram me pegaram na casa da vovo e eu percebi q eles dois estavam brigando o clima não estava bom e mamãe estava muito bebada fui para cama e eles foram para o quarto deles, nao demorou muito para eu começar a ouvir barulhos estranhos vindo do quarto deles, os barulhos dessa vez eram diferentes e mamãe não gemia como sempre, eu corri para ver o q estava acontecendo, ao chegar lá vi mamãe completamente nua dormindo profundamente enquanto mauro a comia de ladinho com toda selvageria que conseguia, eu ouvia os gemidos masculos, os tapas q ele dava nela e o barulho alto das investidas dele, acho q mauro viu minha sombra na porta ou devo ter me empolgado com o show e me descuidei o q sei é q ele me notou la e veio diretamente para cima de mim, tentei correr mas não fui longe, ele me pegou pelo cabelo e me imprensou na parede, disse no meu ouvido que sabia que eu era uma putinha suja como a minha mãezinha e q eu ia substituir ela essa noite, eu tentei me soltar e comecei a chorar pq apesar de todo tesao em mim eu pensava que pertencia apenas ao tio carlos e tbm nao queria magoar a mamãe roubando o macho dela pois ela claramente estava apaixonada por mauro. Mauro me segurava forte com uma mão e com a outra ele rasgava meu pijava preferido na minie, não estava usando calcinha e ele teve acesso a minha bucetinha inchada logo ele percebeu que eu nao era mais virgem isso fez ele perder a cabeça e começou a me dar tapas na cara, na bunda e na buceta dizendo q eu era uma vagabunda, trepadeira e que ia estourar minhas preguinhas do rabo, eu tentava me soltar mas ele era bem grande e forte, depois q me deixou nua, me fez ajoelhar e colocou o pau na minha boca, ele não era como o titio e me pedia para chupar como picolé ele era bruto e mandava q eu ficasse com a boca aberta enquanto ele metia o pau ate o fundo da minha garganta, eu ficava sem ar e saiam lágrimas dos meus olhos as vezes eu engasgava e tinha ânsia de vômito mas ele dizia para eu respirar pelo nariz e aguentar, ele cuspia na minha boca e mandava eu babar bastante no pau dele, ficamos nisso por alguns minutos e ele disse q ia gozar e que eu não podia desperdiçar nenhuma gota, então encheu minha boca com a porrah quente dele, engoli tudo q pude mas minha boquinha era pequena para quantidade de gala que ele soltou então algumas gotas caíram no chão ele me pegou pelo cabelos e arrastou minha cara na porrah no chão, mandeu eu lamber tudo assim eu fiz, sempre fui uma anjinha obediente! Quando ficou satisfeito com a limpeza do chão ele me arrastou ate o banheiro, me banhou. Depois do banho ele me colocou na minha cama sacou o celular e tirou várias fotos minhas sem roupa, passava a mão pelo corpo e gravava tudo o q fazia, minha xaninha estava meladinha e ele enfiava o dedo nela, cuspia, e enfiava dois dedos dizia que eu era uma putinha experiente e gostosa q eu tinha puxado o gene de rapariga ruim da mamãe e que ele ia judiar muito da minha buceta, nisso ele começou a me chupar, alternava as chupadas com as dedadas e enquanto gravava me mandava fazer pose para câmera e pedir para ele me arrombar, ele pegou minha escova de cabelo e começou a socar o cabo em mim, eu estava toda me tremendo, acho q fizemos muito barulho para mamãe acordou e ouvimos ela chamando por ele, ele mandou eu ficar quieta e parou a gravação. Antes de sair correndo do quarto disse q se contasse algo ai me arrepender e mandou eu arrumar o quarto para ninguém perceber nada. depois de arrumar tudo e vestir outro pijama cai num sono profundo.

Então por hoje é so. Ate mais! Beijos

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,93 de 15 votos)

Por # #

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Will

    Que delicia essa continuação e cada vez mais empolgante sempre deswhando saber mais e mais, continue…
    Telegram: @silva_silva_silva
    Podem chamar.

  • Responder Will

    Que delicia essa continuação e cada vez mais empolgante sempre deswhando saber mais e mais, continue…
    Telegram: @silva_silva_silva
    Podem chamar

  • Responder Rafaella

    Legal Melanie… continue.. Beijos