Loucuras de uma bebada

Autor

Oii, meu nome é lohanie, atualmente tenho 17 anos, 1,65 de altura, quadril largo e cintura fina, peitos médios é um imenso bundão, famigerado corpo violão, desde cedo sou muito putinha e adoro todos os tipos de safadeza, já aos 14 anos tinha perdido a minha virgindade, e o conto de hoje é sobre um dia nada sóbrio, pra dizer o mínimo.

Era só mais um dia na minha vida, tinha acordado tomado banho e saído correndo para ir à escola, já que eu tinha que fazer uma prova que tinha perdido quando estava doente.

Após terminar a prova estava andando pelo shopping com o intuito de voltar para casa, quando um dos caras que eu ficava me ligou convidando pra uma resenha a uns dois quarteirões de onde eu estava.

Eu não tinha nada melhor pra fazer então fui a tal resenha, já no caminho tinha visto uma das minhas amigas segurando o cabelo de uma mina que tinha dado pt. Já tinha percebido que esse role ia ser no mínimo muito louco.

Cheguei lá e logo encontrei o cara q eu ficava e ele me deu um copo de sucão (vodka com suco tanh) e eu mandei pra dentro no ato, e fiz o mesmo com os próximos 3 copos.

A amiga minha que eu tinha visto segurando o cabelo da outra voltou para a casa e logo sentou no meu colo, já tínhamos ficado antes (eu sou bi).

E então o cara com quem eu ficava, vamos chamá-lo de thiago, saiu com o seu amigo, que era o dono da casa pra comprar mais carvão pros narguiles.

Nesse momento eu já tava beeem felizinha e um dos caras que tava na resenha sentou do meu lado e começou a passar a mao na minha perna, apenas caguei pra isso é pedi pra ele me falar onde tinha um banheiro e ele fez questão de me levar lá, chegando lá ele entrou comigo e me fez beija-ló e colocou a mão por dentro da minha calça, puxando minha calcinha pro lado e fazendo movimentos circulares no meu clitóris, dedadas são de fato meu ponto fraco, adoro receber uma boa dedada, já estava gemendo quando ele tirou o pau pra fora na esperança de me comer, bom, não rolou, subi minha calça e sai rapidamente daquele banheiro.

O Thiago ainda não havia voltado e geral estava com fome, chamei uma amiga minha pra ir comigo até a minha casa, a uns 2 quarteirões dali, pra buscar umas lasanhas congeladas praquele povo laricar.

Cheguei em casa e fui colocar uma blusa mais decotada que deixava meus peitos bem expostos assim como a minha barriga e peguei um moletom de zíper pra por por cima, coloquei algumas lasanhas congeladas em uma sacola e levei pra lá.

Chegando lá os meninos ainda não tinham voltado e minha amiga me arrastou pra um dos quartos, começamos a ficar, ela estava chupando o meu peito e eu estava massageando o clitoris dela e então fui descendo beijos pela sua barriga até chegar na sua buceta e comecei a chupar, dando leves chupadas em seu clitóris, e roçando a ponta dos meus dedos na entrada da buceta dela, coloquei um dedo e continuei chupando seu clitóris calmamente, ela gemia muito, logo coloquei o segundo e comecei a me movimentar em sua buceta, levando ela a loucura, bateram na porta do quarto, o Thiago havia chego.

Me arrumei e saímos de lá como se nada tivesse acontecido, fui até a cozinha ver que merda estavam fazendo com as lasanhas e logo desisti de ajudar, tomei mais 3 copos de sucão e fui sentar com o Thiago, que estava fumando narguilé.

Beijei ele e ele me retribuiu, merda eu tava com gosto de buceta na boca, bom, pra não azedar o meu lado, eu disse que ELE estava com gosto de buceta na boca e comecei a fazer um mini escândalo, e ele me pegou pelo braço e me levou até o quarto para conversarmos, claramente ele negava até a morte a acusação que eu havia feito, e não era pra menos, fingi que concordei com a desculpa dele que ele nem deveria dar e começamos a ficar.

Nos beijávamos com muito tesao e logo minha calça estava jogada em algum lugar do quarto, ele descia as mãos pelas minhas coxas, para subir e apalpar a minha bunda e depositar lá um tapa, paramos de nos beijar e ele me disse “você está um tesao com essa blusa, mas aposto que ficaria melhor sem” sorri mordendo os lábios pra ele e tirei bem devagar a blusa que estava usando, bem como o meu sutiã, não demorou muito ele passou a atacar meus peitos, sugava, chupava e mordia feito um tarado, me arrancando suspiros, ele definitivamente sabia o que estava fazendo.

Ele me pediu pra ficar de pé um instante e tirou a roupa, se deitando na cama com o pau estralado, não pude deixar de comentar sobre o quanto o pau dele estava duro sem eu nem encostar, ele deu uma risada grossa e me mandou sentar na cara dele, um pau duro como aquele sinceramente não podia ser desperdiçado, então sugeri o meu amado 69, eu ainda não tinha deixado ele chupar minha buceta mas quando ele começou, puta merda, eu estava chupando aquele pau com exímio, mas caralho que língua Santa, ele passava a língua da entrada da minha buceta aí clitóris e depois rodeava ele com a língua, eu gemia baixo, abafada pela rola que estava na minha boca, e aí começou a merda, ele passou a meter dois dedos na minha buceta me arrancando gemidos mais intensos e me deixou absurdamente molhada, e então colocou um terceiro dedo no meu cu, aí mesmo tempo que metia dois na buceta e chupava meu clitóris, cara que sensação, me arrepia só de lembrar, gozei muito na boca dele aquele dia, enfim depois de me levar ao céu ele me mandou sentar na sua rola, eu sabia o que ele queria, então de costas pra ele encaixei seu pau na minha buceta e comecei a subir e descer a bunda, dando uma visão muito boa do meu corpo por trás e nessa hora, ele decidiu me castigar por ser uma menina má espancando a minha bunda enquanto eu sentava pra ele, os tapas foram realmente fortes, ao ponto das pessoas que estavam na festa lá fora terem percebido o que tava rolando lá dentro.

Continuei sentando pra ele que estava apenas aproveitando o momento e passando a mão pela minha bunda enquanto eu sentava, ele cuspiu na mão, e passou o cuspe no meu cuzinho, e meteu seu dedão lá, a sensação era muito boa e eu estava gemendo bastante, mas ele me mandou levantar e ficar de quatro, e passou a bombar forte na minha buceta, e eu gritava de tesao, até que ele decidiu que iria comer meu cu e tentou forçar sem me avisar nem nada, eu fiquei muito puta com aquilo, me levantei da cama e deixei ele de pau na mão.

Sai de lá, tomei mais um copo de sucão e fui até a varanda onde minha amiga estava, ela tava fumando maconha com uns caras que eu conhecia, um deles melhor amigo do Thiago, bom, logo esse me ofereceu erva em troca de um boquete, eu Nn tava muito afim da erva, mas queria castigar o Thiago por ter tentado fuder meu rabinho sem permissão, e fui até o banheiro com ele, chupei seu pauzinho até ele gozar, e engoli a porra, sai do banheiro e fui ver o horário, eu estava atrasada pra escola, já tinha perdido as duas primeiras aulas.

Chamei minha amiga e fomos correndo até a escola, que estava no intervalo, passamos a carteirinha e entramos como se nada tivesse acontecido.

Se gostou desse conto, leia os meus outros, comente o que achou, se quiser contato mande um e-mail para lohanie12@gmail.com
Beijo grego a todos❤

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,29 de 7 votos)
Loading...