A procura de emprego encontrei mais que um emprego

Autor

Eu fui criado num abrigo após a morte da minha mãe de prisão do meu pai, la fiquei até dos 9 aos 18 anos, ai tive que sair, sem ter pra onde ir fui pra um albergue, o único lugar que encontrei pra ficar, e fazia serviços eventuais como pintura, servente de pedreiro, capinando mato, enfim tudo que aparecia eu tinha que fazer senão não tinha nada pra comer, mas eu procurava emprego, certo dia eu fui a uma entrevista de trabalho, e ao sair estava com um fome desgraçada, sem um puto no bolso, até pedi pra algumas pessoas me pagarem um almoço, mas ninguém me pagou, eu estava indo embora quando eachei 50,00 reais, ufa, levai a égua, fui a um restaurante almocei, aproveitei e perguntei se la estava contratando, expliquei minha situação, preenchi uma fixa e me deram almoço de graça, estava almoçando quando chegou uma mulher chique, loira, alta, corpão violão, muito linda, ela chegou pediu licença e sentou na mesam mesa que eu, pegou o cardápio e fez o pedido, ai começou a almoçar e começou também a falar comigo. Ah essa vida corrida esta me matando, tenho tantas coisas pra resolver que nem sei por onde começo. sem contar que meu marido não serve pra nada, só trabalha e eu além de trabalhar também sobre tudo pra mim. Ela nem mastigava, comia com uma raiva, um cançaso, eu falei. É trabalhar é bom mas tem que reservar um tempo também pra si, a senhora sendo casada tem que aproveitar a vida com a família, Ela falou. Sim vc tem toda razão, mas sou gerente numa executiva numa empresa, meu marido engenheiro em outra empresa, ele sai bem cedo e só volta a noite, nossa filha é só faculdade e cursos, na empresa é muita cobrança, ai fica difícil viver. Eu falei. É eu nem emprego tenho, moro num albergue e tenho que ter sempre algo pra faze senão nem como, mas mesmo assim tenho que fazer algo que gosto, como fazer algum passeio, e pretendo estudar mais se conseguir um emprego, Ela falou. Eu aki chorando de barriga cheia e vc ai passando dificuldade e levando a vida de forma alegre, Eu falei. Eu tento pelo menos, mas a senhora não chora de barriga cheira não, o caso é que trabalho demais e pouco lazer faz muito mal a saúde, seu marido deveria dar a senhora uma vida de rainha, afinal tem uma pessoa que se importa com ele, Ela me agradeceu, e disse que eu era diferente das pessoas que ela conversa, todos dão sugestões contrarias ao que ela quer, mais eu falei exatamente o que ela precisava ouvir, ai ela me perguntou meu nome, eu falei, ela me disse o nome dela, me pediu um curriculum e disse que iria tentar conseguir algo pra mim, pegou o numero do meu celular, me deu o dela, contiamos a conversar eu procurando sempre entende-la e incentivar ela a aproveitar mais a vida, ela gostou tento da conversa que prometeu tirar um tempo pra conversarmos de novo, depois que terminamos o almoço, saímos, ela me ofereceu carona na sua S10 zerada, mas eu achei perigoso pra ela chegar la no albergue onde havia muitos noias e bandidinhos, mas ela me prometeu retornar contato, aquela tarde cheguei no albergue esperançoso, mas em relação a ela me conseguir emprego, no dia seguinte eu fui fazer um serviço numa chácara, e la por volta do meio dia Helena me liga, Oi tudo bem? Eu tenho boas e mas noticias, vou dar a noticia ma, eu devido ser executiva, não lido com contratações, e o pessoa do departamento resposavel diz que agora não vai pegar ninguém, é uma pena, mas a boa noticia é que preciso de seus serviços, vc disse que é pintor, e faz vários serviços até de pedreiro, eu tenho uma casa que estava fechada a anos, e com certeza precisa de reformas, eu pago pra vc, vamos nos encontrar pra eu te levar la. E combinamos pro diaseguinte, almoçarmos e ir a casa, no dia seguinte eu cheguei no restaurante marcado, depois ela chega começamos a conversar pedimos a comida, almoçamos ela pagou tudo, ai ela me levou a casa, que era de seus pais, falecidos, um sobrado de 8 cômodos, sala com 2 ambientes, cozinha copa enorme, frigobar, banheiro com banheira hidro, em cima 4 quartos enormes com banheiro e banheira em cada um, mas teia de aranha em todo canto, muita poeira, camas arrumadas mas toda empueiradas, um cheiro que de casa fechada, sofás de couro legítimos, TV de tudo acho que 40 polegadas, apelho de som enfeites na estante, um piano antigo, na cozinha mesa de vidro, enorme com 8 cadeiras, armários com panelas um pia enorme com fogão embutido, nos quartos quarda roupa embutidos, porem tudo abandonado, no quintal uma caragem que cabem 4 carros ou mais, do outro lado da casa uma churrasqueira, com pia mesa redes, ao lado um salao de jogos, com mesas de sinuca, atraz uma lavanderia com maquinas de lavar tanque a motor, tudo embutido, secadora, e ao lado da lavanderia um quarto deferramentas com varias latas de tintas, cimento em sacos plástico, massa corrida, cola de cano tudo que é ferramente, enfim tudo jogado as traças e uma gramado que já tinha virado mini floresta, até matos na piscina tinha mas estava seca, o soton enorme com camas também, mas só a teia aranha e pó, ela falou. olha cuida de tudo aki, limpe tudo, acho que os moveis da aproveitar afinal é tudo material de primeira, é só cuidar, e vc pode morar aki, eu te pago e trago comida pra vc, eu aceitei na hora, ela me deu dinheiro, e falou comprar algo coisas pra vc comer e roupas, matérias de limpeza, tudo que vc precisar qualquer coisa me liga, me deu as chaves e se despediu, eu fui no albergue peguei a mochila de documentos e roupas que tinha e voltei a casa, fui com uma bicicleta que tinha la, só enchi os pneus, chegando em casa comecei a fazer a limpeza, meu quanto trabalho levei cerca de 1 semana só pra limpar dentro de casa, mas lavei todas as paredes, mais 1 semana lixei todas as paredes, portas e janelas, teto, no lado de fora também, matei muita aranha, enormes, limpei o telhado, a lavanderia a churrasquei o solao de jogos, deixei tudo limpo, e levei mais 1 semana pra pintar tudo, cortar a grama deixar a piscina limpa, enfim foi muito trabalho, fui pecaod por marimbondo, tive que queimar a casa deles, depois os muros, que eram bem altos e com grades e pontas de lança, e todos os eletrodomésticos embora já estivessem a 10 anos abandonados todos funcionando, limpei os vidros, pra deixar tudo mesmo arrumado levou 1 mês, mas Helena deixou dinheiro mais que suficiente e ainda mandava entregar marmitex, pizzas, quase todos os dias, mas ficou aquele mês sem aparecer la, quando ela chegou. Ela já do lado de fora falou. Mas que beleza, olha vc deixou tudo novinho, Ela vefiricou tudo de forma minunciosa, e tudo estava la, embora os pais dela já tinha falecidos eu lavei todas as roupas deles, e dela de quando ela era solteira que ainda estavam la, ela agradeceu e até chorou, o bairro tinha mudado muito, mas ela falou que eu deixei tudo do mesmo jeito, e bem limpinho, até os quadros eu limpei, pintei as molduras e ficarma novinhos, as camas todas limpas e arrumadas, tudo dentro dos conformes, ai ela sentou da cama e falou, É vc sabe mesmo como agradar, E me mandou sentar com ela na cama e falou que queria fazer besteira, extravasar, e já foi me beijando, eu correspondi é claro, e ali mesmo nós deitamos, ela tirou a roupa, eu a minha e transamos feito doidos, ela falava que queria se sentir puta pelo menos uma vez, e ficamos das 10:00hs até o meio dia transando e conversando sobre as loucuras, depois almoçamos ali mesmo, ela falou que aquela casa estava no nome dela, e ela iria passar pro meu nome, eu nem acreditei, mas ela falou que cuidaria de tudo, ela foi la quase todos os dias, me deu celular novinho, levou todas as roupas de la, e disse que duou pra uma instituição, pegou os quadros, alguns utensílios pessoais, e levou, passados 3 meses nós nos encontrando la transando sempre que ela ia, ela me dando dinheiro, eu abri uma conta ela fazia vários depósitos na minha conta, quantias boas, dai começamos a sair pra alguns lugares como motéis, certa vez ela viajou a trabalho e me levou, eu fiquei num hotel enquanto ela resolvia as coisas e depois transavamos, ela pagou pra eu tirar a habilitação, tinha vezes que ela me dava cinco mil reais em dinheiro vivo, outras vezes só me dava o comprovante do deposito, outra eu via no aplicativo do celular, ai ela me chamou pra irmos ao cartório disse que a casa seria minha, eu perguntei mas e teu marido? ela disse que eles tinham vários imóveis, e aquela casa ele nem sabia, ela disse que já vendeu outra casa ele nunca nem ficou sabendo, ela me incentivou e começar a faculdade, depois que a casa foi registrada em meu nome eu com o registro com a escritura, ela falou, agora tem que se formar e conseguir sua estabilidade profissional, ela me incentivava e me bancava, eu já estava com uma boa quantia no banco, além de roupas boas, a faculdade, a casa, isso depois de 1 ano, ai fiquei sabendo por ela mesmo que iam se mudar pro exterior, eu consegui um emprego num banco, aluguei a casa e fui morar num ap bem menor, e ela se foi, a 2 anos eu não a vejo, nem sei mais da mulher que me ajudou em tudo. que mudou minha vida, ainda hj não consigo esquece-la.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,23 de 13 votos)
Loading...