Titia topou por dinheiro

O que passo a relatar aconteceu no ano de 2015, hoje eu tenho 35 anos. Desde adolescente que sentia muito tesão pela minha tia irmã da minha mãe, minha tia hoje tem 44 anos, quando adolescente eu ficava “frechando” minha tia tomando banho, se trocando, ela uma mulher casada, muito séria, uma vez ela tomando banho me viu olhando e ficou extremamente brava, passou mais de dois anos sem falar comigo, em 2013 ficou viúva, o marido não era lá essas coisas, não trabalhava e ela sempre segurou o barco financeiro sozinha, eu mudei de cidade, fui trabalhar e hoje estou bem financeiramente, mas sempre voltando para minha cidade natal e após minha tia ficar viúva, eu tentava de toda forma me aproximar, a convidava para ir passar uma semana na casa da praia, para viajar comigo, pois assim ela conheceria alguns lugares, em fim, mas ela descartava de imediato e com um tom de voz que não deixava brecha para insistências.
Ela era de uma forma que eu mandava vídeos para o whatsapp dela e ela na maioria das vezes nem se quer visualizava, mas, como tudo na vida tem um, mas um dia eu estava no trabalho quando o meu telefone tocou, quando olhei era essa minha tia, eu não acreditava no que estava vendo, afinal essa seria a primeira vez em que ela me ligava, de imediato atendi e ela foi bem direta:
– Eu estou precisando falar com você com urgência!
Eu que não pretendia ir a minha cidade no final de semana, de imediato falei que no sábado estaria na cidade, mas ela falou que não, que precisava falar comigo naquele dia mesmo e perguntou se ela poderia ir até mim, eu claro que respondi positivamente, então ela falou que quando chegasse à cidade me ligaria.
Por volta das 17h00 ela me ligou falando que estava em uma churrascaria na entrada da cidade, que estava com o filho dela, no caso o meu primo, eu então fui até eles, sentei a mesa e ela pediu para o filho nos esperar no carro, pois queria falar comigo a sós, meio que já combinado, o meu primo foi esperar no carro, eu então perguntei o que estaria acontecendo, porque tanto mistério e tanta pressa. Ela então falou:
– Estou precisando de um dinheiro, e sei que você pode me ajudar, estou devendo no cartão de crédito de “Fulana” que é irmã dela e também minha tia, lá já está um problema, não estou conseguindo pagar nem os juros, pois são altíssimos a cada mês só aumenta, não estou mais nem dormindo, já peguei dinheiro com agiota e não tenho mais com quem pegar, e para completar o meu filho comprou o carro da cunhada dele, deu uma parte em dinheiro e assumiu ás prestações e já tem três em atraso, a financeira liga 20 vezes por dia, o carro vai para busca e apreensão, sem contar com a pressão que a cunhada está fazendo, pois o nome dela já está negativado, então vim falar com você, pois não aguento mais.
Eu então perguntei de quanto ela precisava, ela falou que para pagar tudo precisaria de R$ 13 mil reais, “Na verdade para mim aquele valor era irrisório”, mas fiz um comentário mesmo sem pensar e falei: “Poxa! É muito dinheiro”. Então para minha surpresa ela falou:
– Eu sei que é, mas antes de vim falar com você, eu pensei muito e estou decidida, você não vai me emprestar esse dinheiro, você vai me dá e eu faço o que você quiser você sempre me desejou, não foi? Então agora você pode me ter, desde que para todos, esse dinheiro foi a título de empréstimo e que essa questão de você me levar pra cama seja um segredo absolutamente só nosso, então, você me quer?
Então eu perguntei: E como faríamos e para quando você precisa desse dinheiro? Ela então falou: Preciso para 48 horas, pois amanhã eu ligo para o cartão e para a financeira e no outro dia eu faço o pagamento, como também vou me livrar do agiota, em relação da gente, só não pode ser na nossa cidade, você vê um final de semana, me avisa, então eu digo em casa que vou passar um final de semana na casa de uma amiga, você me busca e passamos um final de semana juntos.
Eu então fiz o cheque do dia e nominal, entreguei e a levei até o carro.
Desse dia em diante eu não mandei mais mensagem para o whatsapp dela e nem liguei mais, se passaram uns 20 dias ela me mandou uma mensagem falando: “Você fez a sua parte, agora é a minha vez, marque”. Eu então respondi: “Eu te quero muito, mas sabendo que você vai está comigo contra sua vontade, apenas por dinheiro, não me deixa muito confortável”. Ela então respondeu: “Se eu não quisesse ser sua, eu não teria te procurado, próxima sexta eu chegarei ao seu apartamento, não tenha dó da minha buceta, meta aonde você quiser”. Eu apenas respondi: “Estarei te esperando”.
Quando ela entrou no meu apartamento, nos beijamos muito, saímos para almoçar, passamos à tarde em um shopping, à noite fomos jantar na orla, e quando estávamos voltando para casa, eu dirigindo, ela começo a me beijar e falou ao meu ouvido: “Me leva a um motel, pois eu nunca fui a um motel, até hoje só tive um homem e ele nunca me levou a um motel, mas hoje eu serei o que nunca fui, uma puta safada”. No motel fizemos de tudo, inclusive sexo anal, gozei na boca da titia, saímos do motel por volta das 10h da manhã e passamos todo o final de semana passeando e fudendo muito, até que no domingo após o almoço, ela voltou para casa.