Primeira vez com 10 aninhos I

Autor

Meu nome é Fael, atualmente estou com 20 anos e este primeiro relato aconteceu quando eu tinha 10 aninhos. Branquinho, baixinho, cabelos pretos, liso e na época estava grande com franjinha, magrinho e uma bunda redondinha e empinada que até hoje chama a atenção por onde passo, já que sempre gostei de usar roupas que marquem bem.
Tudo começou quando decidi passar as férias na casa da minha avó, assim como meus irmãos e meu primo Fernando. O Nando era 7 anos mais velho do que eu, muito desenvolvido fisicamente, corpo de moleque que fica o dia inteiro jogando futebol e natação (que o fazia dono de uma marquinha de sunga que me enlouquecia), pele bronzeada, olhos castanhos claros, mas o que tinha de lindo tinha de arrogante e sempre acabávamos batendo de frente, desde pequeno tenho o gênio forte.
Isso de certa forma começou a mudar quando os quartos foram divididos e meus irmãos dividiram o quarto com meu tio e eu acabei ficando com o Nando, coisa que não me agradou no inicio, mas isso também iria mudar. Nas duas primeiras noites nada de diferente aconteceu, eu dormia na cama e ele na cama auxiliar ao lado da minha, como nosso quarto ficava no fim do corredor quase não dava para ouvir o resto da casa e nem eles a gente.
Na terceira noite fazia um calor insuportável que levamos um ventilador para o quarto e mesmo assim não estava adiantando muito, então coloquei a roupa mais leve que havia levado (não gostava de ficar sem camisa), uma camiseta bem folgada e um short de pijama que quase mostrava a polpa da minha bunda. Todo mundo se recolheu, eu fui deitar e assistir um pouco de TV, o Nando foi tomar um banho para aliviar o calor, já estava quase pegando no sono quando meu primo entra no quarto só de cueca com o corpo ainda molhado, aquilo já me despertou o interesse, mas como a maioria dos meninos nessa idade, desviei o olhar para não ficar com fama de “viadinho”.
Desliguei a TV e fomos dormir, no meio da noite acabei despertando por causa do calor e continuei deitado, nisso senti algo na minha coxa, era o Nando me alisando, meu coração parou, fiquei quieto. Sua mão foi subindo e começou a passa-la na minha bunda, senti meu pau começar a dar sinal de vida.
De repente ele some para minha cama e sussurra no meu ouvido “Eu sei que você tá acordado” e beijou minha nuca, não tinha como negar que não estava dormindo e acabei gemendo baixinho.

Vou dividir o conto em duas partes para não ficar muito longo. Digam nos comentários o que estão achando da escrita, se está boa assim ou está muito maçante. Obrigado!

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 4 votos)
Loading...