Presente Negro 2

Autor

Depois da primeira vez que minha esposa matou o desejo de ver um pau negro nossa vida sexual melhorou. Passamos a ser mais unidos e honestos um com o outro. Pensei em novamente chamar o casal para transarmos no mesmo quarto e minha esposa ficar admirando. Ela dizia que não sabia como uma mulher aguentava um pau negro da buceta, pois era grande e grosso e ela achava que ela mesma não aguentaria, mas no fundo eu sabia que ela tinha curiosidade de descobrir por si mesma se doía ou não.
Dessa vez chamamos o casal em casa para que eles transassem na nossa cama enquanto nós ficávamos observando. Quando o negrão chegou com a namorada dele do rabão meu pau ficou duro na hora e minha esposa deu pra perceber que ficou com água na boca. Tive a ideia de nós mesmos tirarmos a roupa deles e perguntei a minha esposa se ela toparia e ela disse que sim. O negrão parecia um pouco com o ator Ricky Whittle(quem quiser, pesquisa ai na net) e a gostosa lembrava a atris Victoria Cakes (só lembrava pelo rabão). Comecei tirando a roupa da gostosa levantando a blusa e tocando nos seus seios fartos. Minha esposa começou desabotoando a camisa dele. Quando puxei a calça dela percebi que ela ja estava sem calcinha. Sentei ela no sofá e enchi a boca na buceta dela bebendo todo o mel, pois ela estava muito molhada. Minha esposa não contou conversa; tirou o pau dele pra fora e começou a chupa-lo. Eu chupava a gostosa enquanto metia 2 dedos na sua buceta esfregando o ponto G. Tiramos a roupa também e assim ficamos todos nus.
Minha vontade era de meter meu pau naquela gostosa mas isso não fazia parte do trato. Minha esposa e eu deixamos eles transarem na nossa cama para vermos enquanto nós também transávamos. Sentei na poltrona do quarto e minha esposa segurou no meu pau e sentou encaixando-o na buceta até que entrou todinho. Ela olhava o casal transando e cada vez ia pulando mais rápido no meu pau. Nessas horas a gostosa da mulher estava cavalgando no negro enquanto seu rabo estava apontado para nossa direção, assim víamos o pau entra e sair. Minha esposa ficava admirada como a gostosa aguentava receber aquele pau todo na buceta. A visão era bonita em vem o branco do gozo dela escorrendo no pau preto. Agarrei minha esposa e comecei a bombar rápido ate que ela gozou.
O Negro comeu a gostosa de todo jeito e quando foi gozar a gostosa enfiou o pau dele na boca e não desperdiçou uma gota de porra. Eu ainda não tinha gozado. Como tínhamos acabado de transar, fui na cama e deixei minha esposa sentada no sofá com as pernas abertas e de olhos fechados. O negrão foi la e começou a esfregar o pau dele na buceta da minha esposa, só pincelando pra cima e pra baixo. Quando minha esposa abriu os olhos tomou um susto , mas ele disse que não se preocupasse pois não faria nada demais. Começou só a dar umas forçadinhas com a cabeça na entrada da buceta e ela abriu as pernas mais ainda e pediu pra ele colocar só a cabecinha e ele assim o fez só que seu pau não tava totalmente duro. Eu não aguentei, pedi pra gostosa ficar de 4, agarrei firme na polpa da bunda e meti de vez bombando rápido, mas rapidinho eu tirei e gozei em cima da bunda dela. Esqueci até da minha esposa. Ela disse que ele só colocou a cabeça, mas eu não sei pois estava distraído demais.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,00 de 4 votos)
Loading...