Fiquei de quatro com quatro

caros leitores,me chamo jeferson e estou aposentado,tenho 54 anos e ja vivi muitas coisas nesse mundo,nao vou me aprofundar sobre minha vida e sim contar um fado veridico;nao sei se voces tem algumas lembranças bem nitidas de fatos ocorridos qundo tinham 7 , 8 , 9 anos,tenho lembranças que parecem ter acontecido a poucos dias,sao poucas mas me recordo delas ate nos detalhes,quando comento com alguem que tenho lembranças com essa idade,muitos dizem que e projeçao, eu ouvia e altomaticamente me via no local,mas o que vou contar nunca falei pra ninguem;minha mae e meu pai trabalhavam o dia todo e tinha uma garota com 16 anos que ficava comigo,minha mae deixava a comida pronta e essa garota de nome wania quando chegava,ia logo arrumar a casa pois eu ja tinha tomado cafe junto com minha mae,eu ia sempre brincar nos fundos do quintal,onde ‘tinha uma churasqueira,mesa e cadeiras,era meio escondido pois tinha muitas laranjeiras e pes de banana,,que, cobriam a visao,era meu lugar favorito e la ficavam todos os meus brinquedos,na hora do almoço wanda me chamava e assim que eu acabava ela lavava tudo e ia pra sala e ficava la vendo tv ate a hora do meu banho,assim que ela acabava de me dar banho minha mae chegava e ela ia embora,estou contando isso pra criar o enrredo do que aconteceu;um dia wanda ficou doente e minha mae me deixou com uma tia irma de meu pai,depois que almoçei ela saiu e pediu que seu filho de 16 anos ficasse comigo,ele que ficava mais na rua que em casa,reclamou mas ficou,me deu vontade de ir ao banheiro e ele me levou,fiz cocó e sai pra sala,ele foi dar descarga e voltou com uma conversa que prara mim nao teve sentido,ele disse : e jefinho, seu coco e grossao, do tamanho do meu cacete,ele começou a mexer por dentro do shorte e botou o seu pinto pra fora,fiquei olhando ipnotizado, eu nunca tinha visto algo assim,ele nao me madou segurar nem chupar,com o pinto pra fora foi na cozinha me levando junto e pegou uma colher e encheu com manteiga,me puxou ate seu quarto e mandou que abaixasse meu shorte pra ele ver se eu tunha me limpado direito,com o shorte arriado me deitou com a barriga na cama e os pes no chao, a cama era alta e eu mal conseguia encostar as pontas do dedo e minhas pernas ficaram balansando,lembro bem disso porque um chinelo meu saiu do pe,ai ele falou vou ver agora,e, eu sem ti algo gelado que ele passava na minha bunda,virei a cabeça e vi ele passando manteiga no pinto,antes que eu pudesse entender ele entrou no meio de minhas perna e foi colocando seu pinto na minha bunda,nao sei se poque eu tinha feito coco o se foi a manteiga,ele foi empurrando direto, senti uma dor que ate hoje nao senti outra igual,derrepente ele deu um pulo e saiu de dentro de mim,me levou ao banheiro e ficou um tempao lavando minha bunda,gritando de dor e chorando muito,olhei e vi a agua suja de sangue entrando no ralo,ele me deixou ali no chuveiro e quando voltou trouxe um copo com remedio e me mandou beber, era amargo e nao consegui,ele levou o remedio e voltou com muita açucar nele, bebi e ele me enchugou me vestiu e ficamos na sala,ainda doia mas foi passando e assim que minha tia chegou ele disse que ia comigo na casa de um colega e saiu me puchando pela rua,la no colega ele contou o que tinha feito,esse colega devia ter uns 12 ou 13 anos e ele me mandou virar e tirou meu shorte, eu começei a chorar e ele disse que era pra passar um remedio,realmente o tal colega troxe um tubo grande de pomada e foram passando, e meu primo disse,acho que so ta vermelho porque assou,e o colega perguntou se tinha mesmo entrado,com a confirmaçao de meu primo ele me empurrou e me deitou no sofa e enfiou seu pinto,era menor mas doeu bastante,mas nao senti a dor de antes ele ficou se mexendo e disse pro mreu primo,,vou gozar e caiu por cima de mim me empensado no sofa,saiu de cima e quando eu ia me levantar meu primo disse,fique assim,obedeci e escutei o colega dele falar, que cuzinho gostoso,meu primo veio e enfiou em mim de novo, quando entrou gritei mas ele me segurou e comtinuou metendo, eu ja estava sem ar e ele empurrou fundo se tremeu,tinha gozado,voltamos pra casa ja estava escurecendo,mandou que eu sentasse na sala e quando voltou ja estava saindo pra ir para a escola noturna, minha tia me mandou ir pro banheiro e notou que eu tava andando torto,me levou pro quarto e olhou minha bunda, perguntou o que tinha acontecido e eu falei tudo, ela foi no quintal e troxe um monte de ervas e botou pra ferver e despeijou numa bacia e me fez sentar, ardeu muito depois me deu banho e me fez dormir,so sei que nao fui pra casa por dois dias e quando minha mae veio me buscar elas falaram sobre resfriado e que eu ja estava melhor, minha tia me disse que eu nao deveria contar nada e assim eu fiz, minha vida voltou ao normal com a wanda pouco cuidando de mim, teve um dia que meu primo apareceu e eu fiquei com medo,mas, ele se mostrou amigo e eu acabei me acalmando, nos fomos pro meu cantinho preferido enquanto awanda via tv, meu primo tocou no assunto e me convenceu que eu ja estava aberto e nao ia doer mais,acabei dando pra ele,so que ele fez bem devagar, no começo senti um desconforto mas ele ficou me acalmando e me encheu com seu gozo,dai pra frente ele vinha quase todos os dias e eu ja ia ficando pelado pra ele meter,ficamos assim por dois anos ai, ele foi pro quartel e nao o vi mais.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,50 de 2 votos)
Loading...