# #

O carinha da Net

637 palavras | 1 |3.00

Olá ..após ler alguns contos, resolvi relatar minha história . Conheci um rapaz no Bp Uol que era aqui do bairro, trocamos tel e marcamos no mesmo dia. Pra minha surpresa, era um ex vizinho aqui do prédio que, até então nem imaginava que ele curtia uma sacanagem entre machos. Sou bi e curto ser passivo com homens e ativo com mulheres, faço com elas tudo o que os machos fazem comigo, adoro puxadas nos cabelos e na cintura e de 4 , sentir as mãos dos caras abrindo e rompendo com suas rolas as defesas e a resistência do meu cuzinho indefeso ante as suas vontades de meter!
E ele parecia saber disso tudo, pois logo que entramos no meu Ap,, ele como um bom ativo, já foi tirando as calças e me mostrando o colossal volume na sua cueca,
aquele cheiro delicioso de rola suada mas limpinha, que senti ao ajoelhar ,logo me deixou com o anelzinho piscando e pulsando, Logo aquele negro colocou pra fora e disse ; ” Chupa Viado ! ” ”E bem mamado .heim ! ”
Ao ouvir isso me senti como uma putinha piryguety , mamei com vontade e chupava a cabecinha rosada da pica negra que babava o tempo todo, aquele líquido incolor, gosmento com o gosto salgado que todo Viado conhece bem, inundava minha boca, logo senti ela pulsar, aí ele parou e disse :
”Carai Viado, se gosta de chupar né? Tava quase gozando, Mas agora quero provar esse cuzinho, ” …. Perguntei se ele curtia comer um cara de calcinha,pois tenho este feitiche e ele pra minha felicidade disse que sim, peguei uma rosa de rendinha que tenho , vesti e voltei com uma toalha enrolada como uma mini saia e entrei no quarto, rapidamente ele me botou na posição que eu mais ADORO, de 4 , me deu muitooooooooos tapas e mordidas na bundinha me fazendo delirar, principalmente quando ele meteu a língua no meu cuzinho, me fazendo rebolar gostoso! Logo ele se posicionou atrás de mim, puxou minha calcinha de ladinho e esfregando a pica no meu anelzinho e perguntou ; ”Quer rola? Viado? ” …. ”Então toma” … ..e começou a tortura inicial que o sexo anal provoca ..rs… sentir a cabeça entrando, e eu empurrando a barriga dele pra traz tentando evitar o inevitavel, mas sem adiantar pois ele me fazia abrir a bundinha com as mãos e empurrando, empurrando, até que o rompimento retal acontece … é nesse momento que qualquer passivo vê ESTRELAS …rs… Passados alguns segundos , a dor desapareceu e a brutalidade das socadas e bombadas só aumentou… e ali estava eu,… de 4 ,sendo estuprado e abusado de todas as formas e posições possíveis e imagináveis, até que enfim ele tirou a pau, mandou eu ajoelhar e disse : ”Vc gosta de porra Viado? ” Eu apenas balancei a cabeça que sim e ele concluiu ; ” Então vai tomar. .. vai, abre a boca ! ” comecei a chupar mas ele não deixou, segurou meu queixo e disse : “Vai, agora pode, vai, , vou gozaaaaaaaar, vai, chupaaaaahhh…”
O safado me segurou pelas orelhas e despejou aquela gosma branca e salgada goela abaixo, era tanta gala que até engasguei , tanto que o sêmem dele entrou nas fossas nasais e saiu pelo meu nariz, incrível! Após um banho, nos vestimos, nos despedimos e marcamos outras vezes .
Numa delas rolou com ele e com um colega de kitnet dele, foi uma loucura, mas esse conto é pra outro dia!
Agradeço a paciência dos leitores e se gostarem, posso contar outros ”causos ”

Se você é ativo ou hétero da região da Grande Vitória E.S, e curte um lance no sigilo com um carinha Passivinho e discreto me chama no Zap- 9 99517-1976 / Jr.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,00 de 2 votos)

# #

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Malton

    Que conto mentiroso.