Traindo a esposa com a vendedora de roupas

Minha esposa havia comprado uma blusa, dessas de crochê ou tricô, nunca sei a diferença. Mas como ela ficara um pouco larga, deixou na loja para que eles arrumassem. Teria de pegar uns 3 dias depois.

Só que no dia de pegar a blusa, ela não pôde ir, pois estava ocupada no trabalho. Então me pediu que pegasse para ela.Lá fui eu.

A minha chateação deixou de existir assim que entrei na loja. Era uma loja pequena, meio escurinha, e apenas uma garota trabalhava lá naquele momento. E que garota… usava uma mini-saia curtíssima e quando cheguei já fui vendo a calcinha dela, pois ela estava agachada conferindo algumas mercadorias e dava para ver tudo…Usava uma blusa verde, dessas que só tem a frente, com os seios modelados pelo próprio tecido…e que seios!!!! Maravilhosos….

Perguntei se ela era a Márcia (quem havia atendido minha esposa) e ela disse que não, a Márcia estava no horário de almoço.

– Era só com ela?
– Acredito que não… é porque o nome dela é que está aqui no papel. Eu vim pegar uma blusa que minha mulher comprou e deixou para ser apertada.
– Ah, sim, ela me falou… deixa eu procurar aqui…

E começou a procurar, ainda agachada, pois as roupas a serem entregues ficavam na parte de baixo do balcão… e eu só de olho na calcinha dela… e ela percebeu, é claro, não era boba…estava com aquela roupa exatamente para provocar quem entrasse na loja…

– Aqui está!

Então ela se levantou, pegou o pacote e abriu o plástico para me mostrar. Eu olhei, parecia estar tudo certo, mas resolvi arriscar…e disse a ela:

– Escuta, para evitar problemas, porque a minha mulher é muito exigente, você poderia experimentar? Ela tem um corpo muito parecido com o seu, acredito que vai dar para saber se vai ficar legal o conserto…

Na mesma hora ela abriu um sorriso largo e disse que sim, não teria problema…

E começou a colocar a blusa por cima da que estava usando… eu então interrompi:

– É assim que se usa? por cima de outra?
– Não…
– Por favor, experimenta do jeito que deve ser…

E pisquei um olho para ela… a safadinha entendeu direitinho o que eu estava querendo… me disse que iria ao provador para trocar… eu fiquei de olho…percebi que ela não fechou a cortina toda, deixou uma fresta que me permitiu ve-la sem a blusa pelo espelho que havia lá… nossa…que peitinhos lindos ela tinha…meu pau endureceu na hora… quando ela saiu não fiz questão de esconder o volume dentro das calças..e ela viu, deu um sorrisinho safado e perguntou se a blusa estava legal….

Como quem examina profundamente os detalhes, cheguei perto, coloquei a mão no ombro dela, como se examinasse o tecido… segurei a blusa pelos dois lados e deixei meus dedos roçarem os seios dela…Era tudo ou nada… e foi tudo…ela fechou os olhos, deu um suspiro profundo e abriu a blusa, deixando que eu pudesse ver e tocar os seios mais lindos que eu já tinha visto… empurrei-a para dentro do provador, tirei a blusa e cai de boca naqueles biquinhos atrevidos que me encaravam desafiadores….

Mamei bastante neles, ao que ela respondia com suspiros, enquanto sua mão procurava abrir minha calça, ao conseguir, ela segurou meu pau e começou a me masturbar, fazendo com que ele ficasse ainda mais duro…

Não resisti muito tempo, tirei a minuscula saia dela, abaixei a calcinha, virei-a de costas para mim e penetrei em sua xotinha, por trás, arrancando-lhe gritinhos de prazer… fiquei naquele movimento de vai-e-vem por uns bons 10 minutos, esquecendo que a porta da loja havia ficado aberta…quando estava quase gozando, a Márcia chegou, chamando pelo nome da outra, que so fez aparecer o rosto por trás da cortina, fazendo sinal para que ela ficasse em silêncio… ai pude gozar livremente, deixando-a toda molhada e suada…

Me recompus, sai do provador, cumprimentei a Márcia e fui saindo com o pacote da blusa, quando a Márcia chegou-se até mim e disse que também gostaria de experimentar o que sua colega havia vivenciado… é claro que tive de falar com ela que em breve eu iria aparecer para comprar alguma coisa….

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 2 votos)
Loading...