, , ,

Fui forçada a transar com 14 anos

22-10-14 48 ★ 4.33

Oi, meu nome é Giulia, pronuncia-se Jhulia, mas me chamavam de Ju mesmo. Recentemente fiz 14 anos, sempre fui bonita, tanto de corpo como de rosto, morena, tinha cabelos até o meio das costas e olhos azuis escuros, peitos médios em desenvolvimento, magra e uma bunda não muito grande mas segundo os garotos e algumas amigas eu era gostosa, eu ja namorei vários garotos e todos me respeitavam assim como eu os respeitava, mas eu nunca imaginei que ser bonita fosse uma desvantagem, não até eu conhecer Felipe e André, ambos eram novos na escola, eu até então não falava com eles mas pelo Facebook recebi solicitações de amizade, bem, aceitei, não achei que isso fosse um problema, Felipe tinha 15 anos e André 16, eram praticamente homens formados, grandes e fortes, Felipe até era bonitinho, André feio, mas pelo corpo fazia academia há um bom tempo. Tudo ia normal, eles haviam feito amizades bem rápido na escola, inclusive André já falava com algumas amigas minhas, mas nunca os dois falaram comigo, pude ver olhares, olhares maliciosos como se estivessem me comendo com os olhos, sei lá, foi meio sinistro e tive um mal pressentimento, mas eu me sentia segura até porque eu também tinha amigos, muitos amigos.
Semanas depois, vi que recebi umas mensagens no face, eram de Felipe, decidi dar uma olhada. A mensagem dizia:
– Oi Ju, vi suas fotos no face e te achei muito gata
– aah, obrigada. Escrevi de resposta. Vi que ele estava on e ele logo me respondeu
– De nada, gata.
E ficou nisso, praticamente a tarde toda, eu estava a sair do face, até que André me enviou uma mensagem
– Linda, quer me encontrar ali na frente da escola?
– O que não, são 7:00 da noite e eu nen te conheço… Respondi
– Vai, vai se legal, quero te mostrar uma coisa
– Não, talvez outra hora
Fiquei muito assustada e decidi tirar ele do Face. Na aula, nada acontecia, eu queria falar com ele, mas tive medo… A cada dia ele me olhava mais estranho e Felipe se aproximava de min, Felipe parecia legal mas ele andava o tempo todo com o tal André… Como já éramos amigos a tal ponto decidi falar com ele:
– Oi Fe.
– Eai Ju! Como tu ta gata?
– Eu to legal, é que eu queria falar uma coisa pra ti.
– Pode dizer, já te disse que tu pode falar sempre comigo se precisar de algo…
– Tah legal então, sabe o André?
– Sei..
– Como você o conheceu?
Ele me olhava e falava coisas sobre seu antigo colégio, mas não sobre André, enquanto eu e ele íamos para o ônibus, no final da aula, pra ir pra casa… decidi desabafar logo.
– Fe.
– Que? ele pergunta
– O André me enviou uma mensagem no Face a um tempo atrás, dizendo que queria me encontrar as 7:00 no colégio e eu nunca tinha falado com ele…
– Ele gosta de você
– Mas porque ele não fala comigo? Ah não sei, eu não sinto o mesmo por ele…
– Você ta solteira?
– To, mas, eu não quero namorar agora…
– Eu acho que você recebeu outras mensagens no face, dele…
Pensei comigo mesma, eu o removi do face! E ele me manda outras mensagens…? Peguei meu celular e teclei para entrar no face, sem perceber que Felipe me conduzia para outro caminho, não a parada do ônibus, depois que entrei no face, vi sim, que tinha outras mensagens, ele tinha dito; Você não devia ter feito isso gata, eu to sendo carinhoso e você me bloqueia? Esse cara, estava realmente me assustando, então decidi ligar para meu pai e pedir carona, fui falar com Felipe sobre meu pai até que percebi que estávamos em outro caminho, uma rua que nunca se quer conhecia…
– Felipe, o que que isso? Aqui não é a parada!
– Claro que não morena burra.
– Filho da puta!
– Pode me xingar a vontade… Vai ter troco.
Pude ver um sorriso malicioso novamente e decidi correr, tolice a minha, quando percebi, André tinha aparecido, ele me olhou com uma cara meio que de ódio e de Tesão e Felipe ria. Fiquei muito assustada e tentei passar por André, mas ele me pegou e disse; Calma gata, não fica com medo, nós só queremos brincar um pouco…
– Seus Filhos da Puta!
– Me solta, por favor! Eu não te fiz nada! eu dizia nervosa
– Ju, se você tivesse feito o que pedi, isso não aconteceria dessa forma… Disse André
– Você é maluco!
– Malucos pelo seu corpinho. Disse Felipe me dando um Tapa na bunda.
Eu chorava enquanto André me levava para sua casa, André era bem forte, ele me segurava com muita força em seus braços… Felipe passava as mãos em meus seios, eu estava chorando muito, até porque eu era virgem, isso ia doer muito e eles não iam nem ligar! Mas fiquei feliz e aliviada quando vi, Marcelo e Henrique, dois amigos meus, eles xingaram André e Felipe, logo eu gritei:
– Socorro! Me ajuda!
– Cala a boca! Disse André botando a mão na minha boca, eu tentava morder mas ele não deixava
– Solta a Menina, seu pau no cu! Disse Marcelo, correndo em minha direção
Felipe Acertou um soco no meio da Cara de Marcelo que foi pelo visto… Nocauteado, Henrique o ajudou e chutou Felipe, Marcelo o socou e ele caiu, ambos foram em minha direção, André me largou no chão e Felipe com o nariz sangrando, me agarrou, ele me bolinava, isso me deixava com muita raiva e nojo dele, eu chutava ele nas pernas, mas não dava certo, quando vi, André veio em minha direção, percebi que meus amigos estavam desacordados, com muitos arranhões e hematomas, eu chorava ainda mais e pedia socorro, André tentou me pegar de novo, mas chutei seu saco, ele deu um forte gemido, quando vi, Felipe veio por trás de min e me agarrou forte pelo pescoço, eu gritava e dizia que estava doendo, mas ele me ignorava e só dizia, vai se acostumando, André se recuperou e me levou pra sua casa, lá no seu quarto, ele tinha uma cama grande e um quarto bagunçado, eles trancaram a porta e me jogaram na cama.
– Garota, agora escuta, você vai apanhar bastante viu? Disse Felipe
– Ninguém mando provoca. Disse André
– Se tu quiser nós podemos ser mais gentis, mas seja uma putinha fácil… Disse André
– Vai pro inferno! Eu gritei
Eles se olharam e disseram, então vai ser do geito difícil, Felipe foi em minha direção e André ficava tirando a roupa, Felipe me deu um beijo de língua, eu tentava morder a língua dele, mas a cada vez que tentava ele apertava forte meus peitos, logo ele tirou a minha blusa e a dele, haviam se passado 5 minutos e eles ficavam se divertindo comigo, até que André trocou com Felipe e decidiu tirar minha calcinha, André dava tapas fortes na minha bunda, muito fortes… enquanto Felipe mamava nos meus peitos, eles tavam me maltratando, eu nunca tinha sentindo tanta dor e meu azar é que eu sabia que ia ficar pior… Logo depois, André chupava minha bucetinha e meu cuzinho, Felipe voltava a me beijar. André decide me virar e me deixar de joelhos no chão, eu tentava me mexer, mas Felipe me segurava, passando sua mão na minha buceta e colocando eventualmente dedos no meu cuzinho, André tirou a cueca e me mostrou o seu pau, o pior é que era grande e grosso… Ele falou:
– Chupa, sua putinha!
– Não! Eu falei
– Haaa, a putinha vai recusar Pica…? Disse André rindo junto com Felipe
– Escuta, não to pedindo, eu to mandando e se tu ousar de morder, se tu ousar de morder… Eu, fiquei com muito medo e sabia que não poderia morder, eu nen me prestei a perguntar o que ele faria…
– Vamo logo!
Eu toda sem jeito fui colocando minha boca perto e lambi, eu então começava a sentir tesão… Fique com nojo de mim mesma, por estar gostando daquilo… Mas eu não queria deixar eles saberem… Eu chupava a pica dele, ou bem, só a cabeça enquanto com a mão apertava o pau dele, logo ele falou:
– Vamos tentar de outro jeito.
Ele agarrou minha cabeça e forçou contra aquele pau que mal cabia na minha boca, enfiou na minha garganta o seu membro, me deixou engasgada, eu queria morder, mas sabia que ia ser muito pior, eu o empurrava mas ele era mais forte… Até que senti uma outra dor insuportável, Felipe colocava três dedos no meu cuzinho, eu gaguejava pedindo pra parar, mas eles não me ouviam. Logo Felipe veio e fez o mesmo que André e aconteceu o que eu temia, fiquei com a bucetinha molhada e eles riram dizendo…
– Olha só, a putinha ta toda molhada!
– é mesmo e ainda nen metemos nela… Disse Felipe
– Então vamos logo, que já não aguento mais. Falou então André
– Não! Porfavor, tudo menos isso! Eu dizia chorando
– Não adianta chorar e porque quer que a gente pare, tu ta gostando disso que eu sei. disse André
– É, tu vai levar é pica! Disse Felipe
Felipe, puxava meu cabelo dando um tapa na minha bunda, logo veio Felipe e me colocou de quatro, toda hora eu forçava tentando sair, mas André não deixava, Felipe cuspiu em sua mão e passou mais uma vez e minha bucetinha, em seguida passou a mão no pau e foi forçando na entradinha da minha buceta, ele nen entrou mais só naquela pressão doia muito, logo entrou a cabeça, eu chorava pedindo pra ele parar com isso, mas meu pedido foi atendido com um tapa na bunda, ele colocou mais um pouco e longo sangrou, André pegou um guardanapo e limpou logo o pau dele ja estava todo dentro de mim, aquilo simplesmente queimava e piorou, ele começou num vai e vem devagar.
– Você é mto gostosa Ju, disse que tu é minha putinha, vai… Disse Felipe. Eu não conseguia falar nada só gemer, admito que sentia um pouco de tesão, mas até ai a dor era maior
– Tão gostosa… Disse ele novamente enquanto puxava meu cabelo e aumentava a velocidade.
Se passou quase 5 minutos e ele continuava, me elogiando e metendo forte e rápido, nesse momento o tesão já me dominava, por incrível que pareça eu estava começando a gostar de levar pica naquela situação… Eu gemia de modo diferente e Felipe percebeu isso, rapidamente me virou e fiquei de barriga pra cima, enquanto ele de joelhos continuava a me comer, enquanto isso deixei escapar um murmurio:
– Me fode, Filho da puta!
– rsrsrs, isso mesmo, vamo, diz que tu é minha putinha!
– Não!
– Diz! Exclama ele, socando forte em mim.
– Eu sou sua putinha! Me come inteira!
Ele riu e continuou me metendo, até que novamente trocou de posição, dessa vez ele estava sentado na cama e eu em cima dele, eu olhava pro lado e percebi que André não estava mais aqui, fiquei curiosa mas não liguei, mais ou menos 10 minutos depois, Felipe me pediu pra ficar de quatro e que nen uma putinha, obedeci, ele dava tapas na minha bunda dizendo que ia me fuder, até que ele falou; agora vamos comer seu cuzinho! Agora eu acordei e disse pra ele não fazer, ia doer muito, ele disse que não ia não e que mesmo assim eu não tinha escolha, tentei fugir mas ele me agarrou e me deixou de quatro.
– Seja uma putinha boa e não vai doer tanto…
– Me larga, eu não quero! eu disse
– Você não tem escolha…
– Saaai! eu gritei empurrando ele, mas não tinha como eu fugir… vi que não adiantava, só pedi pra ele ir devagar e com calma. Mas, ele não ouviu e enfiou a pica inteira no meu cu, como estava lubrificado demais não foi muito difícil, nossa… Nunca tinha sentido tanta dor, dei um grito enorme e ele disse que tava recém começando, ele então começou um vai e vem devagar e em 5 minutos já estava bombando no meu cuzinho até antes virgem… mesmo depois desse tempo doía, mas eu gemia de dor e tesão, eu pedia pra ele não parar e não sei porque… Trocamos de posição mais umas 2 vezes, até que enquanto ele me comia de ladinho, disse que ia gozar, tentou tirar o pau dele mas não deu tempo e ele gozou tudo dentro de mim, escorreu e ele perguntou se eu tinha gostado, eu não respondi, apenas fiquei o olhando.
– Posso ir agora?
– Vai de uma vez, antes que André chegue, tem roupas da minha ex no banheiro, acho que serve em ti.
– Puxa… Obrigada…
– De nada, vou ver o que André foi fazer, então não demora.
Tomei um banho e fui pra casa, contei tudo aos meus pais que ficaram chocados e muito nervosos, enfim, ambos foram expulsos do colégio e pararam na prisão pra menores, aquilo foi terrível, mas… por pior que tenha sido, eu acabei gostando e toda dolorida.
Espero que tenham gostado do conto, haverá outros.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,33 de 3 votos)
Loading...

, , ,

48 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. paulo

    não consegui ler tudo…nojo desses lixos…nunca serão homens. Que Deus faça essa menina recuperar sua vida…que encontre um cara legal.

  2. Leonardo

    Oi linda vc ainda procura sexo assim se tiver interesse Me manda um e-mail para [email protected]

  3. Nuck

    Eu

  4. WESLEY

    Eu posso te dar o praser CAMILA

  5. WESLEY

    Eu posso te dar o praser

  6. camila

    Oi meu nome é camila nunca transei com homens de pau grande e grosso e estou afim de prová será se tem alguém aí a que queira.

    • clayton maciel

      Camila m pau tem 21cm, onde vc mora q posso realizar seu sonho..

    • Paulo

      Tenho um pau delicioso 23cm por 9,5 sou de sp meninas que tiver afim manda um email [email protected] bjs do mulher de SP

  7. Marcos Vinicius

    Eu comi varias minas e meu pau e grande e grosso nao mto grande uns 19 cm e sai com uma mina que sem brincadeira meu pau ficou sambando dentro dela era a buceta mais larga que encontrei mas era ao mesmo temp a mais gosotosa eu enfia va o pau e ele sumia por completo eu estava com mto tezao comecei a colocar os dedos um a um e o penis dentro quando me dei conta ja tava com os tres dedos e o pau dentro e ela querendo mais fiquei assustado com uma mulher tao larga .mas nao me intimidei gozei bem fostoso nao boca dela.mas sempre fui acostumado as mulheres reclamar do tamanho e da grossura dessa vez passei verhonha.ela tem apenas 19 anos mas eh mto grande sua buceta.

Ver mais comentarios