# #

Incentivei minha mãe a vira puta 1

821 palavras | 6 |3.31
Por

Incentivei a minha mãe por causa do meu pai

Este conto se inicia em uma tragica semana para mim meu nome e tiago tenho 18 anos eu sou filho unico de meus pais ate entao eu era o mimo deles e sempre que eu queria algo ganhava porem.

Depois que comecei a crescer tive que trabalhar com meu pai para ajudar no sustento da familia como ja havia dito somos 3 eu papai e mamae meu pai e um cara baixinho chamado joao que trabalha de padeiro numa padaria muito conhecida que fica a alguns quilomentros de minha casa.

Minha mamae se chama sandra ela se trata de uma dona de casa conservadora usa e roupas comportadas, minha mae ela e uma mulher morena baixinha com cabelos pretos grande que batem na bunda ela tem um bundao grande daqueles rabos gordinhos durinhos empinados que chama a atencao dos homens peitos durinhos boca carnuda e quando anda o seu capo de fusca chama atencao dos homens mas seu forte como havia dito e o rabo pois e bem avantajado que chama atencao de todos os homens.

Ela sempre foi de ficar em casa ou ate entao sair como ir no mercado ou leva nosso almoco na padaria ou algo parecido mais nunca foi de sair pra festas dancar e etc…

Voltando a historia era um meio de semana acho que uma quarta feira quando meu pai me obrigou a trabalhar com ele algo que para mim estava sendo horrivel pois eu nao queria eu ja estava acostumado a ficar so em casa porem ele brigou comigo disse que eu deveria aprender a ser um homem que ja tinha completado 18 anos mais eu tentei argumentar mais resumindo a historia depois de um pe de guerra eu fui de todo jeito.

Ao chegar na padaria descobri que eu ia ser repositor e entregador de paes que para mim era uma humilhacao eu estava com odio de meu pai e resolvi me vingar de alguma forma. Mais nao sabia o que fazer…

Ate que eu ouvi entre os fucionarios que ia chegar uma pessoa nova na padaria um cara chamado fernandao eu ouvi dizer que o cara era um antigo agiota do dono da padaria que tinha sido preso mais que hoje estava cumprindo pena adomiciliar e o dono da padaria como era amigo do fernandao tinha deixado ele trabalhar la na padaria com balconista.

Ele era um negro alto e forte acho que ele devia malhar pois ele nao era normal o cara era muito forte .

Eu nao gostei muito dele no comeco pois ele me tratou super mal pois falou que eu demorava pra fazer entregas ou ate sorria com alguns fucionarios de mim falando mau do meu trabalho eu fiquei sem saber o que fazer.

Ate que um dia minha visao sobre o fernandao mudou uma certa hora eu entrei nos fundos da padaria para buscar mais paes para fazer algumas entregas e vi o fernandao falar alto com meu pai pois meu pai tinha feito algo errado e meu pai ficou com a cabeca baixa .

Na hora eu fiquei sem saber o que fazer mais acabei sorrindo por dentro e acabei me vingando um pouco pois eu ainda odiava trabalhar ali sendo obrigado por meu pai.

Entao o fernandao continuou e falar e brigar com papai e eu estava gostando .

Depois do fernandao ter colocado ordem na padaria falando daquele jeito com meu pai com autoridade todos passaram a ter medo e respeito pelo fernandao o fernandao estava parecendo o dono daquele lugar.

Mais depois quando largamos na ida pra casa meu pai falou que era culpa minha e tal que nunca foi tratado daquele jeito por alguem.

Essa hora eu odei ainda mais e fiquei sem saber o que fazer.

Ate que um certo dia eu estava na rua perto da minha casa e vi passar uma mulher chamada aninha ela e o que podemos chamar de putinha do bairro ou em alguns lugares piriguete ela estava sempre de short curto e um top apertadinho pircieng no umbigo e tambem na lingua e ficava com varios homens e gostava de dançar funk nos bailes;

Ela passava por minha casa e sempre dava bom dia ou boa tarde a minha mamãe ou seja elas ja se comprimentavam entao eu nao sei ao certo e nem porque mais imaginei minha mamae igual a aninha igual a uma putinha conversando com o fernandao na padaria enquanto papai trabalhava eu ia me vingar e sorri muito vendo essa cena .

O cara fortao conversando com mamae com aquela roupa e papai sem poder fazer nada por que pelo fato do fernandao ser fortao e ser ex presidiario e amigo do dono da padaria e tambem seria uma chase de me vingar de papai.

O primeiro passo do meu plano seria unir as duas minha mae e aninha pra elas serem amigas ja que elas ja se falavam queria unir elas mais e mais…

Continua…..

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,31 de 16 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

6 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Anônimo ID:1cnmlrq0oprg

    Seu pai deveria, Além de obrigar você a trabalhar, obrigar você a estudar. Você além de preguiçoso, é burro … Ainda quer sacanear teu pai? Não escreve mais não…..

  • Responder Charlys Alexandre ID:1e34x6a2ccxe

    Quero ler mais estou adorando e curioso
    [email protected]

  • Responder Amauri ID:8cipmr1bd2

    Mostra sua mãe pra nós, nos contos aqui

  • Responder Carlos ID:gqbg066ii

    Difícil de ler hein, melhora a língua portuguesa antes de continuar

    • Vagabundo ID:40vojo7ib0i

      O conto ruim pra caseta, muito mal escrito, vc é analfabeto? Vai escrever mal assim na pqp

    • Vagabundo ID:40vojo7ib0i

      Esse cara é analfabeto funcional