Instinto animal

Autor

o estranho desejo ,que Marli nutria por aquele cão. Era algo quase doentio. Pelo menos tres vezes por semana ,la copulava insadecida com o soberbo mastiff inglês .um caozarrao com quase cem quilos, uns noventa centímetros de altura.que media mais de dois metros, se estivesse sobre as patas.e um falo com vinte e cinco centímetros de comprimento. Que fazia Marli delirar de tesao . Buck era realmente um belo exemplar , da raça dos caninos. Com seus pelos negros brilhantes, e uma bocarra enorme. Inibriagada de desejos, Marli totalmente viciada em meter com o cão. tinha os mais intensos orgasmos, que nunca macho algum lhe oferecera. Aquele misto de luxuria e tesao envadira, totalmente seu ser e alucinada sentia o sabor dos gozos mais pervertidos . de toda sua existencia. Sentir aquele falo ,penetrar sua úmida buceta .lhe provocava sensações ,maravilhosas .era um misto de dor e prazer ao mesmo tempo ,que muitas vezes a deixava a mercê do animal. que prenchia sua vulva totalmente . Alucinada Marli gemia igual uma cadela sentido um prazer inigualável quando aquele gomo no meio do pau envadia sua buceta crescendo assustadoramente dentro de suas entranhas . deixando-a engatada no enorme pau . so assim o cão gozava quando conseguia colocar aquele gomo para dentro . suas estocadas ficavam aceleradas e jatos de porra animal prenchia sua buceta,fazendo ela perder os sentidos. Possesa ela sentia toda a luxuria daquele prazer e alucinada Marli gemia chorosa com as pernas arqueadas se deixando penetrar . o cheiro animaleco que emanava do cão suado deixava ela muito mais tesuda ela se via pregada ao caralho do cão que se retessava tentando ir para traz trazendo-a pendurada no seu pau ,como se soubesse que aquilo era cruel para ela ele ficava estático parado talves ate desfrutando aquele momento ate Marli recobrar forças enfincar os dois pés na virilha dele e sentir como um explocar aquele caralho ser espelido de suas entranhas todas suas secreções misturadas a rala porra do animal escorria por suas coxas formando uma imensa poça debaixo de sua bunda. Marli desfigurada se recompunha. Sentindo ainda arrepios de gozos percorrerem seu corpo sabedora que após dois dias tudo se repetiria de novo.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 1,00 de 1 votos)
Loading...