Como a maioria começa

Olá amigos leitores . Me chamo Natália , mas sou conhecida como Naty . Moro no interior e como todas as crianças que são criadas nessas regiões sabem bem o quanto a liberdade faz parte e é importante na vida da gente . Venho aqui contar como as coisa boas da vida aconteceram comigo, desde cedo , como acontece com a maioria das crianças que tem essa liberdade que eu tive pra crescer e viver e , onde aprendi tudo que sei sobre a vida e mais precisamente sobre o sexo . Eu sempre tive em mente e sempre defendo minha opinião de que a gente aprende a se vender e a se prostituir é em casa mesmo e desde quando é pequena . Aquela história de que dar um beijinho no tio e ganhar balas , sentar no colo do avô pra ganhar um dinheiro , dar uma abraço e um beijo no padrinho e ganhar bombons … fora os presentes de natal, aniversários e assim por diante . Assim aconteceu comigo , desde novinha sempre era chamada pra fazer essas coisas e ganhava presentes . Eu tenho um irmão que é mais velho que eu dois anos , e era em quem minha mãe confiava pra tomar conta de mim e sempre que a gente ia brincar na rua ou nas casas de outras crianças minha mãe mandava ele ficar de olho em mim , mas todos sabem muito bem como criança é interesseira não é ? E com a gente não era diferente . Tínhamos um amigo que sempre brincava coma gente e que seus pais tinham uma boa condição financeira , bem melhor que a maioria dos nossos vizinhos e que nós também . esse menino tinha muitos brinquedos , coisas que nós não tínhamos . Ele tinha bicicleta novinha , carrinhos , bolas e muita coisa que os outros meninos invejavam . mas o que mais chamava nossa era o videogame . Ele tinha um super nintendo e muitos jogos e sempre chamava os outros meninos pra jogar com ele , ou melhor pra ver ele jogar na maioria das vezes . Eu já era em grandinha pra ficar no meio da molecada ,mas como meu irmão sempre estava no meio , minha mãe deixava sempre eu ir também pra casa desse menino . Esse menino tinha uma irmã também , quase da minha idade , bem bonitinha também , mas ela quase não ficava coa gente jogando lá no quarto , preferia ficar brincando com as bonecas que ela tinha . Eu gostava das bonecas também,mas como o videogame era novidade pra nós , eu preferia ficar com os meninos no quarto jogando … Eu sempre estranhava o fato de que quando meu irmão saia do quarto pra ir ao banheiro ou pra ir tomar água , o menino chegava mais perto de mim e ficava encostando em mim , até que ele começou a passar a mão em minhas pernas e eu falei pra ele parar porque meu irmão tava voltando e ia ver . Mas fiquei sem entender o que ele me respondeu , ele me disse o seguinte : você tá preocupada de seu irmão ver ? Foi ele que falou que eu podia fazer com você o que você deixasse , e em troca eu deixo ele jogar comigo . Foi aí que eu entendi o porque que ele sempre chamava eu e meu irmão pra jogar com ele , já era combinado dele deixar meu irmão jogar e assim ele não importava que ele me alisasse e até em alguns momentos se esfregasse em mim . Eu fiquei calada e quieta deitada na cama e ele passando a mão a minha perna , quando meu irmão entrou de repente no quarto e viu a cena e falou como o menino : tô vendo que ela aceitou né ? Aí o outro respondeu: Ah ela não falou nada , eu contei pra ela o que a gente combinou e ela ficou quieta mas não falou nada , e meu irmão me disse o mesmo que o outro tinha me falado e me pediu pra não contar pra mamãe , porque ele gostava muito de jogar e lá em casa não tinha videogame , aí eu falei pra ele que não ia contar ,mas que queria jogar também . Eles concordaram e eu ví a cara de satisfação dos dois e a minha também ficou , porque além de eu ir jogar também, eu gostava do que o menino fazia comigo , era muito gostoso sentir as mãos dele nas minas pernas e eu já sabia muito bem o que era isso , eu não era nenhuma santinha . Aí começaram as nossa safadezas dentro daquele quarto , e partir daquele dia quase sempre que íamos lá pra jogar , ou meu irmão jogava sozinho e o outro menino ficava me fazendo caricias e me agarrando mesmo com meu irmão junto de nós . ou outras vezes eu e meu irão íamos jogar e ele da mesma maneira ficava me sarrando e passando a mão , e eu nem conseguia concentrar no jogo e perdia sempre ,e reclamava por ter perdido e ele falava pro meu irmão deixar eu ganhar uma com medo que eu desistisse e quisesse ir embora . Nessas ocasiões em que tava jogando também , parece que ele gostava mais porque eu ficava menos atenta ao que ele fazia comigo e ele chegava a passar mão em minha bundinha e as vezes até enfiava um pouco dentro da cacinha e alisava de leve meu cusinho e até mesmo minha xaninha ainda sem pelos , eu via q2ue logo ele saia e ia pro banheiro e demorava um pouco e depois meu irmão fazia a mesma coisa , depois de um tempo eu descobri que eles iam se masturbar de tanto tesão que ficavam , ele por me sarrar e passar as mãos e meu irmão por me ver sendo alisada por ele . E assim foram acontecendo as coisas muito rápido , de repente eu mau chegava e o menino nem ia ligar o videogame e meu irmão mesmo ligava e ia jogar e o outro já se agarrava comigo , tinha dias que ele deitava sobre mim e ficava esfregando em minha bundinha e a gente começava a gemer e meu irmão parava de jogar e ficava olhando nós dois naquela situação gostosa , até que um dia de tanto se esfregar na minha bundinha ele gosou em cima de mim e a partir desse dia ele não ia mais ao banheiro , só meu irmão que saía as pressas de tanta vontade de gosar também que tinha que correr pro banheiro e voltava com aquela cara de satisfação que os moleques ficam depois que gosam Bom , vou parar por aqui,mas depois eu continuo contando como a gente continuou essas delicias , que duraram bastante tempo ,e vou contar como esse menino penetrou meu cusinho e de como a gente começou nossa vida sexual e como me tornei como diria , uma gp . Beijos.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,71 de 7 votos)
Loading...