Dei para o meu sogro e me viciei em coroas!

Meu nome é Michele, tenho 19 anos. Sou uma garota normal, não sou gorda mas também não muito magra, peitos médios e minha bunda também acho que tem um tamanho normal, sou loira e cabelo bem comprido como sempre gostei de ter, bom vamos aos fatos. Comecei a namorar um garoto ano passado que é um ano mais novo que eu, por várias vezes ele me trocou pra jogar bola com amigos e ás vezes me deixava a noite também e por isso brigávamos bastante. Um amigo meu que também já era amigo dele quando começamos a namorar me disse que em uma dessas saídas que ele dava ele ficou com uma garota e isso me deixou puta da vida porque eu realmente gostava dele, fiquei mal de verdade. Já era começo de noite e fui até a casa dele para tirar satisfações e claro terminar com ele, quando cheguei o pai dele disse que ele não tava que tinha ido “jogar bola” e perguntou se eu queria esperar e eu disse que sim, afinal não queria voltar pra casa sem antes falar umas verdades pra ele. Meu sogro ou melhor ex-sogro é separado da mulher que mora em outra cidade e meu ex preferiu morar com o pai e por isso só moravam os dois, o nome dele é Luís, um coroa de 62 anos, gordo por conta de muita cerveja, olhos claros e um cabelo bem branco porém bem lisinho do jeito que muita mulher queria ter, é um senhor bem charmoso viu, mas até então nunca tinha visto ele com outros olhos e também nunca percebi nada diferente da parte dele. Entrei e fiquei na sala com ele conversando, ele percebeu que eu estava nervosa e perguntou o que eu tinha e eu falei na lata que o filho dele tinha me traído e que eu tinha ido ali pra tirar satisfações e terminar com ele. Ele ficou meio espantado com o nervoso que eu estava e disse que não acreditava que o filho dele tinha feito aquilo e que ele era um idiota de me trocar pra ficar com “amigos”, sem pensar disse que se pudesse eu daria o troco nele só pra ele ver como é, ele começou a me olhar e me chamou pra ir pra cozinha pra ele me dar um copo de água porque eu estava muito nervosa. Ele me deu a água, sentamos por lá mesmo e ele me pergunta se estou mais calma e digo que não, ele pega na minha mãe e disse pra eu ficar tranquila, que o filho dele não merecia que eu ficasse daquele jeito, que eu era uma garota bonita e que logo logo arrumaria outro namorado, comecei a chorar e ele acabou me abraçando, não vi nada de estranho nisso ele sempre foi bem paizão então acabei me sentindo consolada. Em determinado momento senti a mão dele descer do meu ombro para a minha cintura e apertou firme, com a outra mão ele alisava meus cabelos e dizia que ia ficar tudo bem, que essas coisas passam e que eu só precisaria de um homem de verdade do meu lado, acabei me aconchegando mais nele e senti um volume na sua calça jeans, fiquei um pouco envergonhada mas eu achei uma sensação muito boa e acabei abraçando ele forte também, nisso ele põe as duas mãos no meu rosto e olhou nos meus olhos e disse pra eu parar de chorar e me deu um selinho e eu tirei a boca rápido, ele começou a se desculpar na hora e disse que foi impulso e que não queria fazer aquilo, não sei se por raiva do meu ex ou se eu tinha mesmo gostado mas eu disse que tudo bem mas que agora eu queria um beijo mais gostoso, ele me olhou e veio pra cima, me beijou loucamente, nossas línguas se encontravam e ele me beijava muito gostoso, realmente uma delícia, ele põe a mão na minha bunda, me levante e me põe sentada em cima da mesa e o beijo continua, me pegou no colo de frente mesmo com as minhas pernas agarradas na cintura dele e me levou pro quarto e já me colocou na cama deitando por cima de mim, tirou a camisa e já tirou a minha blusa e logo o sutiã, beijava meu pescoço, meus peitos, minha barriga, tudo… Tirou a calça dele e a minha também, pude ver por cima da cueca que o pau dele estava bem duro, tirou a minha calcinha e foi beijando minhas pernas até chegar na minha buceta que a essa altura já estava pegando fogo, me chupou bem gostoso, os pelos do bigode dele roçavam em mim e me deixava ainda mais louca de tesão, quando ele tirou a cueca pude ver o tamanho do seu pau, não era muito grande, mas era grosso, com uma cabeça bem rosada, fiquei com vontade na hora e abocanhei e chupava com tanta vontade que ele gemia de tanto tesão, por umas três vezes ele pedia pra eu parar um pouco se não ele iria gozar, na terceira vez ele veio por cima de mim de novo, deu mais uma chupada na minha xota e colocou seu pau bem gostoso, eu sentia minha buceta piscando e eu só queria mais e mais, ele fica em pé ao lado da cama, me vira de bruços e me põe de quatro e mete de novo, nessa hora ele pega no meu cabelo e começa a bombar forte e eu ia de encontro ao corpo dele querendo gozar, comecei a gemer bastante e disse que ia gozar e ele me perguntou se eu podia gozar na boca dele e eu disse que sim, ele deitou na cama e eu fui com a xota bem na cara dele, ele chupava e lambia meu grelinho e eu fazendo movimentos na cara dele e aquele bigode volumoso roçando em mim eu não aguentei, me contrai toda e tive o melhor orgasmo da minha vida e ele disse que agora era a vez dele gozar, sentei no pau dele e comecei a cavalgar até que em seguida ele gozou gostoso, senti seus jatos dentro de mim e cai sobre ele. Me deu um beijo e disse que era melhor nos vestirmos pois o filho dele já devia tá quase chegando, eu nem lembrava mais do filho dele e que estava com raiva dele, aliás, eu até queria que ele visse tudo aquilo mas concordei, fui até o banheiro pra me limpar e quando sentei no vaso sanitário saiu muita porra de dentro de mim o que me levou a pensar que ele devia estar a muito tempo sem transar e nem tocar uma punheta. Nos vestimos, fomos pra sala e assim que chegamos na sala o filho dele entra. Bom falo poucas e boas pra ele que tenta se justificar, eu termino tudo ali mesmo na frente do pai dele e saio para voltar pra casa, o pai dele se oferece pra me levar porque já estava ficando tarde e eu aceito, quando entro no carro ele disse que gostou de tudo o que fizemos e eu também admiti que tinha gostado muito, sério, o filho dele não chegava nem perto do pai no quesito de satisfazer uma mulher, ficamos calados e em poucos minutos chegamos em casa e ele me pergunta se a gente ia se ver de novo já que eu tinha terminado com o filho dele, eu disse que não sabia, que eu tinha gostado mas não sabia se eu tinha feito aquilo por raiva, carência, ele apenas fala que tá bom e vai embora. Isso faz algumas semanas e agora me viciei em dar pra coroas, já dei pra mais dois mas nenhum foi tão bom quanto o seu Luís e estou com muita vontade de dar pra ele de novo, mas não sei como falar com ele porque não tenho o número dele e o meu ex fica me ligando, me enchendo o saco querendo voltar dizendo que se arrependeu e que nem sai mais de casa porque gosta muito de mim, o pior é que é verdade, nem vejo mais ele na rua e nem com amigos e com ele em casa não dá pra ir fazer uma visitinha para o pai dele, confesso que me passa pela cabeça em voltar com ele só pra ficar perto do seu Luís pra tentar rolar mais alguma coisa entre nós. Sério me deem suas opiniões, volto com ele pra ficar com o pai dele ou não? Ou como fazer pra que eu fique com o pai dele de novo sem ele saber? Não quero que ele saiba porque não quero estragar a vida dele com o pai…

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 1 votos)
Loading...