#

Flagrei minha mana transando com o garoto de 14 anos

904 palavras | 3 |4.33
Por

Flagrei minha mana transando com o garoto de 14 anos , enquanto eles se transavam T fiquei olhando de uma janelinha e bate uma deliciosa de siririca .

Minha irmã começou a desconfiar de mim por causa das tantas idas minhas naquele lava _jato desativado ,ela me perguntou ; mana porque todas às vezes que entram moleques naquele lava_ jato logo em seguida você vai também?
Engano seu mana eu vou alí é procurar mangas , acho que os garotos também , foi a resposta minha a ela , mas ela falou desconfiada de mim ; é só mesmo manga que você vai lá pegar Luciana e tanto insistiu em querer saber realmente , que eu contei a verdade, mana quando eu vejo os garotos entrando naquele lugar eu vou logo atrás deles é para olhar de uma janelinha eles batendo punheta acrescentei já que você ficou sabendo o que eu faço naquele lugar gostaria muito que você fosse também dar uma olhadinha nos moleques se masturbando batendo punheta, você vai adorar , ela aceitou , porém não falei para Sabrina que já havia dando a pepeka para dois guris de 14 anos naquele lugar esse segredinho não contei .
No outro dia quando vimos entrar dois moleques naquele lava jato fomos atrás deles e pelos fundos olhamos por aquela janelinha os garotos batendo punheta , não nos deixamos eles nos verem , como eu já o fiz várias vezes enfiei uma mão por dentro da calcinha com os dedos na buceta comecei bater uma siririca olhando os guris batendo punheta , induzi minha mana fazer o mesmo e nós duas batemos siriricas olhando os meninos batendo punheta , quando um deles se gozou eu vi a porra pingando saindo do pinto dele me desejei ser comida por aquele guri gozei com dois dedos meus enterrado em minha pepeka, Sabrina percebeu que eu já havia gozado pois tirei minha mão de dentro da calcinha levei meus dedos a boca e os chupei , porém a mana continuou batendo a siririca dela gemendo baixinho até que ela gozou e fez o mesmo que eu havia feito tirou a mão de dentro da calcinha levou os dedos a boca e os chupou sentindo ela mesma o sabor de seu melzinho. Foi nesta segunda-feira cheguei da rua não vi a Sabrina em casa a mãe falou prá mim ;”sua irmã foi pegar manga naquele lote abandonado onde fica aquele lava_ jato”! Que pegar manga que nada , foi olhar os moleques bater punheta pensei nisso em silêncio e fui também ,passei por trás quando cheguei próxima a janelinha para olhar os moleques lá dentro se masturbando estranhei achei que iria encontrar a Sabrina alí minha irmã de 23 anos, mas não a encontrei porém tive foi uma surpresa flagrei ela se metendo lá dentro com o Marcos aquele moleque de 14 anos , não deixei os dois me verem fiquei olhando os dois , ele por cima dela socando , os gemidos dela eu os ouvia foram_se aumentando , ela não parou de se rebolar , ele não parou de estoca_la e percebi que os dois se gozaram , aquela altura eu já estava com minha mão enfiada por dentro da minha calcinha batendo uma delícia de siririca olhando minha maninha ser fodida por aquele menino de 14 anos , minha pepeka óbvio né já estava molhadinha . Os dois se descansaram um tempinho eu também dei uma paradinha com a siririca tirei a mão de dentro da calcinha levei os dedos à boca e os chupei , o garoto saiu de cima da Sabrina se deitou com a barriga para cima com o pau duro super ereto , a maninha foi se sentou naquela pica , rebolou prá caralho com gemidos excitantes , ela fez igualzinho a mim no dia que dei aquele menino , ela jogou os seios na cara do guri e o mandou chupa_los , ele com as mãos na cintura dela empurrou mais a buceta dela no pau dele que já estava totalmente atolado, eu já estava com a mão novamente por dentro da calcinha retornei bater a siririca com meus dedos no grelo, porém fui ao extremo e muito excitada olhando minha maninha sentada a rebolar na pica daquele menino negro gozei gostoso batendo aquela delícia de siririca acho que foi a melhor até hoje , mas Sabrina continuou sentada na pica do moleque , até que ela rebolou mais intenso gemeu mais alto eu até a ouvi e notei que ela gozou outra vez se desfalecendo sentada com o pau do moleque na pepeka com os seios quase sufocando o moleque, até que ela saiu de cima dele foi então que ele aproximou_se o pau da boca da maninha enfiou tudo agarrou ela pelos cabelos empurrou a boca dela no pau dele socou forte bombou e obviamente gozou na boca dela eu o ouvi dizendo prá ela engoliu tudo gostosa ela balançou a cabeça com o gesto que sim .
Ela se limpou um pouco os dois se vestiram , eu saí depressa daquele local até porque os dois não poderiam me ver , vim fiquei fingindo que estava limpando a calçada , a Sabrina saíu do lava_jato com uma carinha de safadinha se desculpou comigo e falou que foi pegar mangas mas não encontrou eu simplesmente falei sim mana acredito em você querida tudo bem , depois de alguns minutos o moleque saiu também me viu na calçada deu um oi prá mim e falou amanhã voltarei.
Ass: Luciana.M.J.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,33 de 12 votos)

Por #

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Paloma ID:5h7lvkxz2

    Muito interessante bom adorei

    • Isa_bi_cwb ID:muj6pxxi99

      TB adorei

  • Responder Marcos Mondadori ID:6suhf7lxij5

    Foi engraçado um pouco mais que o primeiro, mas cheio de tesão e uma putaria bem contada. Kkkkk