# #

Minha mãe eu e os amigos do Pastor

954 palavras | 11 |4.80
Por

Ola sou a Naty 22 anos tenho 173 alt 61k pernas longas bumbum grandinho ficou maior depois da academia seios pequenos nao tenho cara de princesa tenho labios grossos olhos grandes nariz larguinho da minha descendência negra apesar de ser morena clara cabelos lisos de chapinha no ombro confesso tenho cara de puta, sou a tipica putinha de bairro e sei que os homens adoram e eu adoro chupar rola se tenho chance eu mamo mesmo baile funk balada rua terreno construção carro qualquer cantinho eu topo, nao tenho frescura,. tento manter a discrição mas a fama sempre escapa, confesso tem cara que chupei que nem lembro o nome nem a cara rsrs. Nao ofereço resistência sou facinha qualquer xaveco me leva rsrs .

Um dia chegando em casa notei o carro do pastor em frente meio que imaginei o que era depois do dia em que eu e minha mãe demos p ele (contos eu e minha mãe ajudando na igreja) , ja imaginei o que estava acontecendo, entrei bem quieta e fui na varanda e na janela da sala espiei e para minha surpresa minha mãe sentada no sofá chupando a rola de um cara que eu nunca tinha visto o pastor Elias do lado se punhentando e mais outro cara tbm se punhentando minha mãe de vestido engolia o pau do cara que era um mulatão alto o pau dele era bem grande e ele disse- nossa Elias bem q vc falou q o boquete da coroa era bom, ai o outro cara um branco barrigudo disse agora é minha vez- minha tirou o pau do mulato b da boca e disse – entao vem logo – e começou a mamar o cara o pastor Elias dizia – isso irmã Angela aquebranta o tesao dos meus amigos eles tao precisando, minha mãe ja foi chupando e engolindo o pau do cara ai eu ja coloquei a mao por dentro da legging e comecei a me esfregar ja tava mega meladinha – chupa o meu disse o pastor Elias ela começou a chupar e ia alternando as rolas o mulato disse – e a filha putinha cadê hein putona? minha mãe ah falei com ela ja deve ta chegando deixa eu mandar mensagem – ela pegou o cel dela e digitou ai vi no meu – entra safada sei q vc ta espiando ai na janela – me deu aquele frio na barriga e vi ela me olhando sem eles perceberem e fui .
Quando entrei na sala eles assustaram eu fiz aquela cara de riso e espanto – Nossa que isso gente mãe o que issso srrsrs e minha disse
– olha a minha safadinha gente – e eu sorri e o mulato e o cara – nosssa q delicinha que putinha- o pastor- n falei q era gostosa com cara de puta e minha mae -disse senta aqui do meu lado passei por eles e roçaram as rolas em mim e sentei do lado dela meio rindo olhando p eles e o pastor disse para o barrigudo – vai Ferreira poe o pau na boca dela e força ele veio e minha mãe pegou o pau dele e começou a roçar nos meu lábios e disse – chupa vagabunda – entao comecei a mamar o barrigudo de pau médio e peludo fedia a suor e mijo minha mae voltou a chupar o mulato o pastor veio e tirou meu top liberando meus peitinhos e ficou apertando eles nisso minha mãe ja tirou o vestido e ficou com as tetas dela de fora o mulato disse – nossa a mãe tem teta de vaca e a filha tetinha minha mãe ria e chupava ai o pastor veio – vai deixa a putinha me mamar e trocou com o barrigudo comecei a mamar o safado olhando a minha mãe chupando a rolona do mulato e ele – agora quero a filhinha então minha mae pegou a rola dele eu parei de chupar o pastor ela veio e me beijou e eu retribui então ela pós aquela rolona na minha boca e fui chupando ela pegava no pau do barrigudo e começou a chupar e eu me engasgando com o pauzão e ai fomos alternando nessa sessao de boquete ate q o pastor disse ajoelhem aqui no chão eu e minha nos ajoelhamos uma ao lado da outra entao o pastor começou a gozar na cara da minha mãe e ela – vem Naty lambe e eu obedeci fui lamber nisso barrigudo tbm gozou na nossa cara e abriamos a boca p receber então o mulato veio batendo ate deu uma gozada bem forte na minha cara veio muita porra tentei engolir mas escorria e o pastor disse vai Ângela lambe a porrra da cara dessa sua filha puta- minha mãe lambia tudo então o pastor parou na nossa frente com a rola na mão e começou a mijar na gente minha mãe continuou me lambendo eu ja tinha passado por isso abri a boca e fui bebendo então o mulato e o barrigudo tbm começaram a mijar sentia o mijo escorrendo quente no meu corpo e na tetas da minha mãe q encostavam mim e minha e eu tentamos beber o maximo e ficamos ali suja e fedendo a mijo e o pastor – n disse q eram rampeira bem sujas q gostam e foram se arrumando e falou fiquem, ai a gente vai beber algo e ja voltamos

Quero muitos comentários p continuar

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,80 de 10 votos)

Por # #

11 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder BI Obediente

    Que delícia, tenho muita vontade levar mijada de um cara, imagina de 3, tesão

  • Responder JSS

    Delicia de conto Natyzinha adoro uma boa mamada, quero conhecer voce e sua mae tambem.JSS1970

  • Responder @RMS85

    Alguém afim de entrar no grupo de Coroas x Novinhas no telegram?

    Homem acima dos 35
    Novinhas abaixo dos 18

  • Responder Neto

    Me manda um oi [email protected]

  • Responder @danisill

    Nossa em Naty arrasou chama no telegran @danisill

  • Responder G

    Eai Naty, vamos bater um papo
    [email protected]

  • Responder Viadinho

    Deliciiia…ainda terminou com chave de ouro com essas mijadas…adoroooo

  • Responder 40tão

    Hummmmmmmmm
    Delícia de conto
    Como faço pra encontrar uma mãe e uma filha assim hein?
    Amo seus contos
    Bjs

    • natyzinha

      escreve um pra mim rsrsr

  • Responder Anônimo

    co tinua