ja nasci viadinho

09-07-17 Por 2 ★ 5.00

me lembro que bem novinho adorava ficar no colo meu pai e dos meus tios e as vezes no colo dos visinhos
perto da minha casa, nós moravamos em uma fazenda, as casas eram todas perto uma das outras
naquela idade ainda não iamos para a escola e passava o dia brincando com os meus amiguinhos, eu era o mais novinho e sempre que dava eu gostava de ficar sentado no colo dos pais ou dos tios deles
as vezes eu nem ia brincar porque sempre tinha um deles sentado na varanda ou num tronco de árvore espiando os meninos brincar e eu corria e ja pulava no colo deles
me lembro que o motivo de eu gostar tanto de ficar sentado no colo deles é porque eles ficavam de piru duro e ficavam se esfregando em mim e passei a gostar
por isso acho que ja nasci viadinho
nessa epoca eu ainda tinha menos que 6, os meninos tambem na hora de brincarmos ficavam andando a cavalo na minha bunda
eu era o menor e o mais novo e eles faziam o que queriam comigo e fui gostando
mas o que eu mais gostava mesmo era do colo dos adultos, deve ser porque os pirus deles eram muito maiores e ficavam muito duros, tinha vezes que eles até colocavam para fora e arriavam meu churtinho e ficavam brincando na minha bunda ate gozar
eu adorava sentir a porra quente escorrendo, era muito bom…
um dia me lembro que um tio de um deles me chamou para dentro de sua casa tirou meu chortinho e mandou eu ficar de 4 no sofa, passou bastante creme e enfiou tudinho no meu cuzinho, eu chorei muito, ele alem de enfiar tudinho ficou socando e encheu meu cuzinho de porra
nossa meu cu ficou inchado mas eu estava sentindo uma coisa estranha mesmo ainda sentido dor
fui para casa, tomei meu banho e apesar de ainda estar inchado a dor tinha passado e corri para a casa do tio do meu amigo e falei para ele que a dor ja tinha passado…
ele me perguntou se eu queria mais e eu disse que sim
falei que tinha gostado muitooo

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 5,00 de 2 votos)

Por

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos

  1. Anônimo

    Caraca, depois de ler um conto maravilhoso do Daniel Coimbra que trata sobre isso, de um garoto sentado no colo, ler o seu foi muito ridículo. O seu é feio e inverossímil. Lembre pra quando escrever outra vez, um conto só dá tesão ao leitor quando tem um pouco de realidade. Fantasia mirabolante não agrada.

  2. lucio

    bom conto , faltou detalheees