#

Como tornei minha esposa e filha em escravas sexuais

1284 palavras | 6 |3.47
Por

Início do delicioso processo que combinando hipnose e afrodisíacos, tornei minha esposa em uma escrava sexual natural e consciente

Antes de iniciar o conto, vou precisar dar algumas informações sobre mim. Me chamo Leonard e possuo 30 anos. Por volta de 1.80 e um físico relativamente definido, de um magro que frequenta a academia desde os 20 anos

Meu contato inicial com a hipnose ocorreu ainda quando pequeno. Pela morte precária do meu meio irmão aos 12 anos, frequentei uma terapeuta recomendada por minha tia Alina, que também é psicóloga. Esse processo não é importante, mas como elas dividiam a mesma sala comercial, eu ia para o prédio com minha tia após o almoço, e para me distrair acabava lendo revistas e outros livros acadêmicos que existia lá. Admito que muita coisa não estendia devido a idade, mas as técnicas de hipnose eram bem mais fáceis de entender, já que muitas eram baseadas em indução de pensamentos quando a mente estava em um estado propício a recebe-los. E vez ou outra espiava minha tia usando hipnose em alguns pacientes que sofriam traumas pesados, então esse conhecimento ficou bem enraizado em minha mente devido ao contexto geral.

Já na faculdade, onde estava cursando Bioquímica, foi quando conheci minha namorada e futura esposa Camilla, que cursava administração. Nos conhecemos em uma roda de amigos, e após sairmos em grupo duas vezes, arrisquei convidá-la para um cinema e ela aceitou.

Sobre Camilla (ou Kami, que era o apelido) ela é uma meia-japomesa, de pai brasileiro, que tinha uma beleza que me fez apaixonar logo de cara. Rosto redondo e pele clara, com um cabelo negro no meio das costas, além de um par de seios perfeitos para encher a mão e uma cintura fina.

Após outros três encontros arrisquei pedi-la em namoro, que ela logo aceitou e ficamos nos divertindo o resto da noite já que estávamos em um novo bar da cidade.

Nenhum de nós era virgem, mas pela idade não éramos especialistas no assunto. Mas como fomos bem descontraídos nesse assunto, ela me disse logo de cara que gostava de um pouco de BDSM, e volta e meia aparecia com algumas correntes e pedia alguns tapas mais fortes na banda durante o sexo. E devido a isso, e por estar em um período da faculdade onde estava estudando farmacológica, a ideia da hipnose me voltou a mente, e por algum motivo decidi tentar.

Após uma transa como qualquer outra, Kami estava praticamente dormindo sobre meu peito. E nesse momento onde o corpo e mente estava vulnerável, mas ao mesmo tempo seu subconsciente registrava confiança e conforto, que sua mente estava mais aberta a sugestões.

Comecei com algo simples, dizendo para ela tomar a iniciativa amanhã. Comecei massagem que elevou seu nível de sonolência, mas o contato físico e as palavras em seu ouvido com a técnica certa permitiram que a sugestão entrasse fundo, e logo após isso ambos adormecemos.

Na volta da faculdade do dia seguinte já pude perceber algumas mudanças. Camilla estava me dando maus beijos que o normal no caminho de volta, além de pressionar meu braço contra seus seios que combinados com um olhar lascivo, deixavam bem evidente o seu interesse.

-Ainda com vontade depois de ontem? Perguntei após entrarmos na esquina da casa que estávamos dividindo.

-O que posso fazer? O sexo é bom, você não me bateu tanto ontem, e as provas são daqui a uma semana. Então quando começar a estudar não vou ter tanto tempo. Então quero aproveitar.

Vendo que tudo estava correndo bem, após entrarmos em casa e Kami foi tomar banho, misturei em seu chá um composto que fiquei algumas semanas aprendendo no laboratório, que era apenas um afrodisíaco caseiro de baixa potência, mas que era o bastante para deixar uma mulher melada 10 minutos após a ingestão.

Talvez ela quisesse fazer isso apenas mais para a noite, mas quando vi ela indo no banheiro pela segunda vez para trocar a calcinha, a provoquei com algumas palavras e ambos nos jogamos na cama.

O beijo foi com certeza mais feroz que o normal, com sua língua encontrando a minha facilmente enquanto eu passava a mão sobre sua pele macia e tirava seu sutiã.

– Você é linda…

Sussurrei em seu ouvido para logo depois cair de boca em seus seios, chupando e mordendo seu mamilo levemente rosado, enquanto minha outra mão ia para o vale entre suas pernas puxando sua calcinha para o lado enquanto enfiava dois dedos que arrancaram um longo suspiro de satisfação.

Kami se contorcia frequentemente enquanto seus olhos estavam fechados e sua cintura se movia de vez em quando procurando mais fricção.

-E depois eu que era impaciente nas preliminares

Sua gargalhada veio acompanhada de um gemido fofo ao começar a brincar com seu clitóris que estava totalmente melado a essa altura.

-Pode ir logo Leo, ainda preciso começar um projeto e hoje o dia foi corrido.

Dando de ombros com um leve sorriso, olhei no relógio e fiz a conta que devia ter pelo menos 10 minutos de afrodisíaco, mas eu já estava com tanta tensão devidos aos gemidos mansos de Kami, e as fantasias que invafiam minha mente por tudo estar dando certo, eu não demorei para tirar meu short e penetrar sua buceta com um som audível.

Fiquei alguns segundos parados apenas apreciando a sensação de seu interior molhado que parecia fazer de tudo para me envolver por completo. E gemendo de antecipação Camila apoiou ambas as mãos em meus ombros e forçou levemente as unhas, uma mensagem silenciosa entre nós dizendo para ir com força, a qual eu prontamente respondi.

Agarrando sua pequena banda com força, comecei a forçar um ritmo alucinante com a cintura, fazendo que os únicos sons audíveis fosse o som de nossos corpos se chocando, os gemidos sensuais de Kami, e o som corriqueiro de tapas estalando em sua bunda.

-Bate mais forte! Ela conseguiu dizer em meios aos gemidos após eu ter diminuído um pouco o ritmo. – Dessa vez pode deixar marcas.

Com um olhar faminto em meu rosto deitei na cama e a deixei na posição de vaqueira, onde desferi diverso tapas ao ponto de deixar seu corpo vermelho, como se tivesse estimulando um cavalo de corrida a ir mais e mais rápido, até que pouco tempo depois o orgasmo de Camilla veio, e eu a joguei de quatro e fui mais rápido para buscar o meu prazer, até que gozei uma bela carga sobre suas costas.

Mesmo sendo mais rápido que nossas transas habituais, minha mente ainda estava repleta de alegria ao ver a droga e a hipnose dando certo, e logo a ideia de torna-ls viciada em sexo, semelhante às histórias e vídeos porno que via, pareciam realmente possíveis de acontecer. Claro, era impossível torna-la uma ninfomaníaca e alimentá-la apenas com porra. Pois além de impossível é inviável já que ambos vivemos em sociedade. Mas com as sugestões certas…. Comecei a tecer um plano de longo prazo para tornar a ideia de escrava sexual o mais s plausível possível.

Esse primeiro conto foi realmente mais lento e menos erótico, pois precisava apresentar os personagens e o contexto todo. No próximo já veremos Leonard e Camilla formados, com as sugestões e ideias mentais plantadas por anos finalmente dando efeitos concretos

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,47 de 15 votos)

Por #

6 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Rufus, o Lenhador ID:81ritudv9ar

    Continue.

  • Responder . ID:81rd3cfv9cr

    Muito bom. Continue, não ligue pras merdas que eles falam

  • Responder Yasmin'sz ID:bf9dsxsp8kk

    AHHAHAHAHAHAHA LÁ VAI O SENHOR PYONG LEE ESCREVENDO CONTOS AGORA É SÓ O QUE EM FALTAVA VIU

  • Responder Quer tbm ID:40vpmceafii8

    Meu conselho pra vc é: PARE DE VER HENTAI! E já, esses enredos mirabolantes de hipnose, são um lixo apesar da arte ser boa, eles não se dão ao trabalho nem de fazer uma história plausível, ai você vem com essa merda surreal, se for se inspirar nos hentais, escolha ao menos um que faça o minimo de sentido.

    • Yasmin'sz ID:bf9dsxsp8kk

      Que nada amigo ele é o Senhor Pyong Lêe o pai daqueel Youtube sabe ? KKKKKKKKKKKKKKK

  • Responder Alex ID:830y27x4zl8

    Achei intessante eu gosto de hipnose e gostaria aprender algumas técnicas apenas para se eu tenho grau e capacidade executa las com sucesso de alguma maneira sempre fui fascinado com a ideia por uma pessoa em trase e se possível ajuda la também em algum medo ou trauma que o afete