Vizinha Safada

Autor

O que vou contar aqui aconteceu algum tempo atras, quando morava em São Paulo. Morava em um predio pequeno, poucos apartamentos, num final de semana, vi uma movimentação no apartamento ao lado do meu, com mudança. Escutei vozes no corredor e saí pra ver, estavam tentando entrar com um armário no apto, e estava difícil, ofereci-me para ajudar, e conseguimos colocar pra dentro, foi aí que conheci quem estava mudando, uma vizinha, e que vizinha. Nos apresentamos, me disse que se chamava Nel, que era da Paraiba, estava de mudança pra cá. Uma mulher na faixa dos 40, baixa, aliás eu adoro mulheres baixas, peitinhos pequenos, uma bunda deliciosa, estava usando um top e um shortinho justo, que realçava sua buceta, deliciosa.
Disse a ela que se precisasse de alguma coisa, era só chamar, e que precisava sair, pois tinha um compromisso. Voltei no final da tarde,
um pouco cansado, tomei um banho e me joquei no sofá, cohcilando. Acordei com a campainha tocando, estranhei, mas fui ver quem era, e para minha surpresa era Nel, pedindo desculpas por atrapalhar, mas queria tomar um banho e o chuveiro dela não estava funcionando, seu eu poderia ajudar, na hora, disse que poderia usar meu banheiro e tomar seu banho, sem problemas.
Ela foi buscar sua toalha e roupa e foi tomar seu banho. Não pude deixar de imaginar ela no banho, deliciosa. Ela saiu, cheirosa, agradeceu, e foi saindo, puxei conversa perguntando se iria ficar em casa, se não queria jantar, poderia pedir alguma coisa e ficarmos conversando, ela sorriu e aceitou, dizendo que com a mudança, ainda não tinha nada em casa.
Disse que precisava se trocar, e depois voltava, eu na hora disse que não precisava se preocupar, pois não iríamos sair, que podia ficar a vontade.
Tratei de pedir alguma coisa para comermos e ficamos batendo papo, falando de nossas vidas, ela me contando o pq da mudança, aproveitei, e ofereci um vinho, ela aceitou, e ficamos bebendo, esperando a comida, bebendo o vinho, e percebi que ela começou a ficar mais solta, dizendo que gostava de dançar, viajar.
Elogiei sua beleza, disse que chamava a atenção, e que eu gostava de mulheres mais baixas, e ela me perguntou pq?
Como já havíamos bebido um pouco, não perdi tempo e disse pra ela sem medo?
É que as mulheres baixas são as melhores na cama…rsss
Ela me olhou, achei que fosse levantar e sair, mas…
Vc tem razão, são mesmo, nos mulheres pequenas, temos muito fogo…
Caimos os dois na risada, pedi desculpas que não era minha intenção ser grosseiro
Ela disse: grosseiro, não vc não foi grosseiro, mas vou ficar chateada se não me mostrar o quanto gosta das baixinhas
Fiquei sem ação, mas nem deu tempo, ela se aproximou colocando a mão na minha coxa, puxei ela e beijei sua boca, abracei ela, beijando seu pescoço, descendo as mãos, até sua bunda, apertando e puxando de encontro ao meu corpo, forçando meu pau nela, que já estava duro.
Deitei Nel no chão, beijando ela toda, tirando sua blusinha, deixando à mostra seus peitinhos, deliciosos, com marquinhas de sol, fui beijando, sugando, mordiscando os mamilos, fazendo ela gemer, se contorcendo.
Fui descendo pela barriga, até sua cintura, e puxei seu shorts, para baixo, junto com sua calcinha, mostrando sua bucetinha deliciosa.
Linda, raspadinha, um grelão delicioso, saltando por entre os lábios médios.
Comecei a beijar ao redor, passando a ponta da lingua até chegar ao seu grelão, e comecei a chupar , sugar ele, sentindo sua bucetinha lambuzada, ela gemendo, abri suas pernas, e suguei aquela buceta deliciosa, cheirosa, metendo a lingua nela toda, sentindo seu sabor, ela gemendo, pedindo pra eu chupar com força.
Ela seguro minha cabeça e forçou na sua bucetinha, suguei com força, meti a lingua nela, ela rebolando na minha boca, até gozar gostoso, gemendo muito.
Tirei minha bermuda e deitei ao seu lado, puxando ela pra cima de mim, ela me beijou na boca, olhou e disse:
Que boca deliciosa, fazia tempo que não sentia uma chupada deliciosa assim
Voltou a me beijar, e foi se ajeitando, até encaixar sua bucetinha no meu pau, segurando ele com a mão, colocando a cabeça na entrada da sua bucetinha, e forçando, até engolir a cabeça, ela gemeu gostoso, levantou o corpo e sentou com vontade, engolindo todo meu pau com aquela bucetinha quente, deliciosa, que estava toda lambuzada.
Olhei e disse:
Delicia, que bucetinha gostosa, senta gostoso senta
Ela apoio as mãos no meu peito, olhou com cara bem safada, e disse:
Vou mostrar pra vc meu fogo, quero esse pau gostoso me fodendo gostoso, e começou a cavalgar meu pau, bem devagar, subindo e descendo, engolindo todo.
Segurei sua cintura, ajudando nos movimentos e aumentando o ritmo, fazendo ela subir e descer com força, engolindo todo meu pau, gemendo muito.
Ela saiu de cima e caiu de boca no meu pau, engolindo todo, chupando com força com aquela boquinha safada, lambendo todo, lambendo as bolas, sugando, budindo e engolindo meu pau todo, até engasgar.
Levantei e coloquei ela de 4 no sofá, chupando sua bucetinha por tras, lambendo toda, subindo até seu cuzinho, lindo, rosado, piscando, ela tremendo, pedindo:
Vai me fode, mete esse pau gostoso, vai mete
Rocei meu pau na sua buceta lambuzada, encaixei a cabeça e empurrei todo de uma vez, fazendo ela gritar, pedindo pra eu meter com força.
Segurei ela pela cintura e tirava e metia com força, socando todo, agarrei ela pelos cabelos, socando com força, batendo na sua bunda, ela gemia, rebolava, e pedia pra eu foder mais , rebolando, começou a gozar novamente, empurrando sua buceta no meu pau, gemendo muito.
Senti meu gozo próximo, mas não queria gozar na buceta dela, queria é encher aquele cuzinho gostoso de porra.
Tirei meu pau da sua buceta e esfreguei no cuzinho, ela olhou pra traz, cara de puta safada, e disse:
Mete, mete no meu cuzinho, acaba comigo, me come meu macho, fode esse cuzinho vai meteeeee….
Encostei a cabeça no cuzinho dela e forcei, até entrar, ela gemeu, tentou ir pra fente, mas segurei firme pela cintura e fui empurrando,
metendo meu pau naquele cuzinho apertado, ela xingou, gritou, e começou a pedir:
Mete, mete tudo, vai socaaaa……..Vai cachorro mete, soca tudooooo
Segurei firme e meti tudo sem dó socando com força, até o fundo, tirando e metendo com força, puxando ela pelos cabelos e metendo tudo.
Aumentei o ritmo até começar a gozar, enchendo o cuzinho dela de porra, deixando todo lambuzado.
Ela gemendo: Ahhhhh isso vai enche meu cu de porra, deliciaaaa….vai meteeee…..
Caimos os dois deitados no chão, ela veio pra cima de mim me abraçando, largada, me chamando de gostoso, que adorou meu pau e ia querer mais….rsss

Bem, essa é uma outra parte que conto em outra oportunidade.
Espero que tenham gostado, apesar de ter ficado extenso.

cinquentaocareca@hotmail.com