# #

Uma vida secreta. 06

1679 palavras | 2 |3.27
Por

Aquela ação do Cláudio comigo me fez é chega que eu já era uma pessoa dependente do amor dele,foi esse dia que eu descobri que seria capaz de fazer de

Aquela ação do Cláudio comigo foi uma forma de me mostrar que eu era dependente do amor dele ,
Uma menina nova estava começando a vida agora tem na cabeça que o primeiro amor e pra sempre,
Bom eu comecei a namorar com o Carlos eu não gostava dele como homem ele pra mim era como um irmão eu não tinha sentimento amoroso com ele.
Então eu evitava de dá beijos nele eu arrumei tanta frescura pra mandem ele longe de mim que até eu mesma estava com nojo de mim.
Eu falava pra ele que não gostava que ficasse me abraçando que eu não gostava que ficava grudado em mim eu não gostava que ficasse me passando a mão eu não gostava muito de beijos.
Pra ele eu trazia ele no limite.
Mas já com o Cláudio eu gostava quando ele me abraçava eu amava ser beijanda por ele.
Eu se podesse vivia grudada nele 24 por dia.
Tudo que ele fazia comigo era bom.
Eu depois de quase um ano com o Carlos o próprio pai dele falou pra mim abaixar um pouco a guarda pra ele que eu não precisava ser tão dura assim não com ele.
Bom eu deixei ele chegar um pouco mais perto de mim.
Como a dona Eva nesse tempo tinha voltado a trabalhar com a minha mãe eles compraram um carro pra eles e deram a moto deles para o Carlos.
O Carlos começou a me levar pra passear nós também tínhamos feito uma amizade com o Daniel mais a Rose que era namorada do Daniel uma menina da minha idade muito linda pra falar a verdade eu achava ela muito mais bonita que eu.
Mas muitas gente falava que não.
Eles fizeram um convite pra gente ir acampar na beira do rio só nós quatro.
La por acaso eles soltaram no meio de nós que a rosa era apaixonadíssima pelo o Carlos mais no papo dele isso era que ela era criança.
Mas eu já tinha desconfiada dela porque ela ficava elogiando direto o Carlos pra todo mundo eu até achei que aquilo era coisa da minha cabeça no início mais era a mais pura verdade ela era apaixonada nele.
Eu tentei jogar ele pra cima dela mas ele evitava ela de todos os tipos ele não queria papo com ela.
Eu pra provocar ela comecei a agarrar ele pra ver a reação dela,
Ela virava o rosto para o outro lado eu figuei muito feliz com aquilo porque era um motivo para mim poder ficar livre dele.
Nessa noite eu dei de cima dele eu estava até disposta a dar pra ele pela a primeira vez.
Mas ele não quis nem me comer quando eu vi ele evitando de me comer eu achei aquela história muito estranho então eu mais ele ficamos aquele final de semana ali e nada rolou.
Na volta pra casa eu primeiro fui matar a saudade do Cláudio fazer aquele amor delicioso que nós éramos acostumado a fazer.
Eu contei pra ele sobre o ocorrido sobre o Carlos não querer me comer porque eu tentei mais ele não quis.
O pai dele ficou pensativo nisso porque um homem que fala que ama demais uma mulher era pra ter ido pra cima dela com tudo
Agora evitar a mulher que ele ama tanto assim e mesmo muito estranho.
Eu mais o Cláudio ficamos pensando oque tinha acontecido o porque dele ter feito aquilo.
Mas não achava respostas .
Eu já estava com 17 anos e ele com 21 e nada durante dois anos de namoro e muito estranho ele não me procurava ele não colocava a mão nas minhas partes íntimas ele sempre muito bem comportado muito educado eu mais o pai dele começamos a achar que ele era gay porque não tinha outro motivo pra ele agir daquela forma.
Um dia eu peguei ele sozinho levei ele lá pra casa só estava nos dois então eu fui com tudo pra cima dele eu estava obrigado ele a me comer e ele não queria eu forçado a Barra com ele e nada eu tirei a minha roupa toda ficando só de calcinha pra ele colocava a mão dele na minha buceta ele tirava.
Era a coisa mais estranha para um homem da idade dele.
Eu nunca tinha passado pela aquilo antes não sabia nem oque estava acontecendo alí.
Ele não deixava nem eu pegar no pau dele,
Era eu pega no pau dele e ele tirava a minha mão.
Eu não estava com tesão não tinha objetivo para fazer aquilo com ele pra mim.
Mas eu queria saber oque era aquilo de qualquer jeito.
Foi até que eu perdi a paciência com ele e andei falando umas coisas pesadas pra ele então ele acuado começou a chorar e me contou que nunca tinha ficado com uma mulher na vida que ele era virgem e estava com medo de mim porque eu iria humilhar ele.
Eu fiquei olhando para ele o jeito que ele estava ali de cabeça baixa assustado comigo e com que estava acontecendo com ele e comigo então eu também não era lá aquela menina toda experiente para lidar com aquilo.
Eu depois de um tempo pensando no que eu iria fazer como eu deveria fazer com ele se eu deixava isso pra la ou se eu tentava ajudar ele foi alguns minutos que ficamos alí só pensando sem dizer nada pra ninguém ou fazer nada um com outro.
Eu resolvi tentar ajudar ele pra ver se ele reagiria comigo agora eu estava sabendo o porque ele aceitava eu fazer aquilo tudo com ele sem dizer nada pra mim o motivo dele nunca tem tentado me comer o medo dele me perde era muito grande então ele iria aceitar qualquer coisa que viesse de mim.
Eu depois de um tempo resolvi falar com ele dessa vez mais calma eu fui tentar saber dele oque ele queria qual era as vontades dele essas coisas.
Então eu depois pedi pra ele confiar em mim e deixar eu ajudar ele porque ele iria ter que fazer isso um dia comigo ou com alguém que ele não poderia ficar daquele jeito.
Ele acabou aceitando então eu comecei a ir com calma com ele até tirar a calça dele porque na verdade eu acabei foi ficando com dó dele.
Eu tirei a roupa dele deixando ele só de cueca ele estava muito nervoso não sabia oque iria acontecer ele achava que perde a virgindade dele era como fosse de uma mulher que iria machucar ele que ele iria sentir dores então eu tinha uma barreira pra ser quebrada ali.
O pau dele estava bem duro mas ele custou deixar eu pegar no pau dele.
Eu não vou nega que ele tinha um pau perfeito lindo era mais de vinte centímetros nem era de uma grossura ideal.
Era um pau que deixaria qualquer mulher muito satisfeita com aquilo.
Então eu fui mexendo com ele com calma nisso eu mandei ele me tocar nos meus peitos ele com muito medo começou a pegar nos meus peitos.
Eu sempre falava pra ele que podia tocar que não precisava ficar com medo que aquilo era normal.
Eu tirei a minha calcinha e mostrei a minha bucetinha pra ele que ficou olhando pra ela como se estivesse admirando ela eu não sei se ele estivesse achando ela bonita ou feia só que ele ficou um bom tempo só olhando ela.
Eu mandei ele pegar nela e foi assim até ele pegar confiança de tocar em mim pegar na minha bucetinha mas aquele dia ele não me comeu.
Só ficamos tocando um no outro mesmo.
Passou dois dias ele me procurou pra gente tentar de novo eu mais ele vamos lá pra casa e dessa vez ele aceitou me comer mais eu vou falar ele mal começou já gozou eu fui trabalhando isso com ele porque eu não gozava com ele porque ele tinha tudo para dar prazer para uma mulher mais era horrível de cama ele nunca foi um homem bom de cama até hoje ele não não e bom de cama enquanto o pai dele era uma fera na cama comigo a falta de esforço dele pra mim dá prazer acabou me deixando eu sem interesse nele de novo a única coisa que ele tinha que deixava o pai dele pra trás era o pau dele mas ele não sabia e nunca aprendeu a usa e não foi falta de tentar ajudar ele porque ele realmente não quis melhorar a sua capacidade de usar aquele pau lindo era muito gostoso mas não me dava prazer nenhum.
Gozava rápido que tenta fazer coisa que não tinha experiência pra fazer e acabava estragando tudo era um desastre na cama.
Eu depois de um tempo acabei desistindo de tentar ajudar ele então voltei a evitar ele.
Com os meus 19 anos veio oque eu menos esperava eu acabei me engravidado do pai dele quando eu vi que engravidei procurei dando umas vezes para o Carlos para jogar o filho na conta dele.
Mas eu sempre soube que o meu filho era do Cláudio porque eu só dava pra eles dois e naquele momento eu estava dando só para o Cláudio.
Eu pelo jeito já estava com quase três meses de gravidez quando eu voltei a dar para o Carlos de volta dei umas vezes para o Carlos porque ele era muito burro e iria assumir o meu filho com o paí dele.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 3,27 de 11 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Fjo ID:xgls2lhm

    Adoro a parte do sexo, mas como pai jamais deixaria vc fazer isso com meu filho, mas cada um tem seu jeito, antes ele que é pai que outro que iria humilhar ele

    • Muleque doido ID:h5i705oij

      Isso seria entre o Carlos e o pai dele que eu tinha a certeza que jamais iria aceitar o Carlos maltrata o irmão dele.