# #

Fui enganado pelo Marcão que me rasgou e gostei

968 palavras | 4 |4.09
Por

Este conto e sobre homossexual. Estarei contando como eu iniciei minha vida de homossexual.

Existe pessoas que nascem com traços femininos, com tendencia de homossexual. Acho que é o destino. Mas nada justifica e não tem explicação, um homem gostar de outro homem. Tudo começou quando meus pais separaram. Meu pai alugou uma casa e fomos mora. Eu com 9 anos, branco, gordinho, meu pai com 38. De manhã ele deixava eu na escola, quando aula terminava eu ia pra casa. A nossa casa vivia sempre cheia de amigos. Que fazia aluguel compartilhado, em um quarto dormia eu meu pai, no outro dormia 3 funcionários da mesma empresa, que só ia pra casa os final de semana. Tinha o Marcão bem alto. Ficávamos conversando sobre vários assuntos, ele sempre falava que os garoto quando criança, dá bundinha e chupa pau pra beber o leite. E quando faz 15 anos a vos engrossa e para de dá. Eu ficava pensando. Ele falava que chupa um pau era a coisa mais gostosa, quando ia chupando o leite ia saindo é muito bom, sempre falando. Como séria dá a bunda o pau entrando. E no final dava uma pegadinha no meu pintinho e pedia segredo. Se eu contasse pra alguém, eu séria levado embora e não poderia mas falar com ele. Ficava sempre falando. Eu fiquei muito curioso pra saber, até assisti uns vídeos para saber más. Só aumentou á curiosidade. As vezes meu pai saía, eu ficava conversando até tarde com o Marcão. Ele passou a pedir para eu sentar em seu colo e jogar ou vê vídeos, no celular, eu sentia uma coisa dura encoxando na minha bunda, meu pau ficava durinho, era uma sensação deliciosa. Até que uma tarde ele chegou e foi no meu quarto comprimento e falou vamos vê uns vídeos. Eu sentei em seu colo como era de costume. Começamos conversa sobre sexo, ele falou que não adiantava falar tinha que fazer, mim retirou do seu colo eu fique em pé ele abaixou a calça e tirou o pau. Quando eu vi falei é tão grande. Ele disse segura, eu meio que tremendo segurei ele mandou eu abrir e fechar, depois mandou eu fica chupando estava salgado, fiquei abrindo e fechando depois chupava. Até que ele gozou. Mas tarde fizemos novamente. Só que ele gozou na minha boca, tive que engolir. No outro dia fiquei pensando o dia todo, a tarde ele chegou falou seu pai ta no bar só vai chegar tarde, vem ca que eu vou te encina o restante, eu não quero, ele disse agora você vai querer. Você gostou de chupa, agora vou te mostrar o restante. Foi na cozinha pegou um vidro de óleo, depois foi mim arrastando pro quarto. Chegou no quarto já tirou a roupa e mandou eu chupa. Fui chupando até que ele disse, para e deita de barriga pra cima e mandou que eu segurasse as pernas pra cima. Eu fiz ele arrancou minha calça, começou a passar óleo nos dedos e passar no meu cuzinho. Fiquei todo tremendo. Ele passou óleo no pau e começou a força na entrada. Quando entrou rasgou tudo ele foi socando parecia que ia sair na minha boca. Fiquei todo mole meio que tonto. Ele só socava de repente ele deu um gemido e gozou, lembro dele dizendo vou terminar mas vou soca tudo em você Toinho. Depois mim levou pro banheiro lavou tudo estava ardendo. E disse mas tarde vamos mete mais. Voltei e fiquei na cama. Mas tarde ele voltou, falou vamos fazer de novo, eu comecei a chupa e tocar, querendo que ele gozasse rápido, não adiantou. Ele mandou eu fica de quatro. Quando eu fiquei ele falou trouxe uma pomada, passou ficou geladinho. Gostei da sensação, mas quando ele começou a enfiar ardeu e foi uma dor muito forte. Mas ele não parou. Só falava urra na verá seu viadinho. E socava com força. Eu apaguei não aguentei. No outro dia eu fiquei todo doído e não fui a escola, fiquei o dia todo na cama com dor. O tempo foi passando.
Depois desses acontecimentos eu passei a gostar. Eu sempre chupava, depois ele metia aquele pauzão grosso e grande no meu cuzinho até goza.
Como a casa estava sempre cheia dos amigos. Um dia eu estava de quatro e o Marcão socando a quele pauzão no meu cuzinho. O Jeferson amigo do meu pai chegou e viu, falou Toninho você é viadinho. Abre o cú dele Marcão pra eu vê. Eu continuei de quatro. Ele falou não goza dentro Marcão. Que vou comer esse viadinho. Depois de um tempo socando o Marcão mandou eu chupa e gozou na minha boca. O Jeferson mandou ficar de quatro e já foi socando muito forte e rápido até que jorrou leite bem lá dentro. Doeu um pouco. Mas passou rápido. Arrumei um espelho e fui olhar. Fiquei triste de ver como meu cuzinho estava, todos arrombado. O Jeferson contou pro Alfredo que também dormia lá em casa. Uma noite meu pai não estava no meu quarto o Alfredo chegou disse tu é um viadinho, vou contar pro seu pai, que você está fazendo. Eu fiquei com medo. Ele falou se você for uma putinha bem safada eu não conto. Já abriu a calça e tirou o pau era médio. Dei uma chupada gostosa massageando o saco de pois fiquei de 4 e falei soca bem forte lá no fundo. Ele socou forte e rápido e gozou muito. Quando terminou. Fui tomar banho quando sai o Marcão falou vem cá no meu quarto, estava os 3 Marcão, Jeferson e Alfredo.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,09 de 34 votos)

Por # #
Comente e avalie para incentivar o autor

4 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Anônimo ID:1cwpz9vsj3mn

    Faz os 3 inquilinos abusarem de vc na frente do otário do seu pai, mesmo tudo acontecendo na frente dele não enxerga uma rola na frente do nariz. O pai é tão bobão que a mulher não aguentou e meteu o pé.

  • Responder Luiz ID:3v6otnnr6ic

    Que menino feliz ter 3 machos dentro de casa tomara que va morar mais colegas de seu pai pode continuar ta otimo quero ve vc dando muito pode ate trazer outros colegas para tambem te comerem

  • Responder Dudu ID:1eiah58a7v3l

    Delícia!! Se alguém quiser trocar uma ideia só chamar no TL @Dudusaf

  • Responder Joel ID:bt1he20b

    Quando começa a dar o cu, não tem mais volta. Agora tu serve para os maços se deliciarem com o teu cu.