# # #

De esposa para puta e de marido para…

1621 palavras | 3 |4.12
Por

O que fiz com meu marido! Será que foi correto agora fico nesse dilema

Bom vou começar falando que talvez esse relato não seja o que a maioria das pessoas vem procurar aqui, por ser real e servir pra mim como um desabafo, então queria avisar, depois do último relato, conversei com muitas pessoas que leram e me deram conselhos valiosos sobre a vida a dois como casal, sobre eu ter meu espaço e meu marido o dele, e claro um bom diálogo entre os dois, resolvi que iria conversar com ele, tentar entender pq ele estava se entregando para outros homens sendo que ele sempre foi um machão, sempre falou o quanto me amava, o quanto tinha medo de me perder e agora estava transando das formar mais baixas que podia com outros homens, comecei a conversa falando que não tinha curtido muito o cara com quem transamos, era mentira eu gozei duas vezes com ele, porém queria começar a puxar o papo para esse lado,
meu marido disse— nossa mas parecia que vc tinha curtido amor,
eu falei logo —vc que parecia querer ele,
ele riu e pediu para eu não começar,
eu falei— sou sua esposa e vou te alertar vc é meu homem, para de fazer isso, vc tava igual uma puta chupando o pau do cara, vc tem noção que ele colocou minha calcinha em vc e te comeu de 4? Vc lembra do que ele te chamou? Ele ficou sério, não falou nada, eu continuei — já tinha pedido para vc não dar mais durante nossos encontros, mas vc parece que não se aguenta? Ele começou a chorar dava pra ver os olhos lacrimejando, mas eu tinha que falar tudo de uma vez — vc agora é viado? É isso? Ele então tomou fôlego e pediu desculpa, — me desculpa, eu realmente não sei o que deu em mim, vc me colocou nessas situações, suas traições tudo que eu já ouvi vc falar e quantas vezes te peguei dando pra qualquer cara, feio, barrigudo, velhos, a nossa igreja sabe as coisas que vc faz, pq vc acha que a gente não é chamado para nada? Pq vc acha que nenhuma irmã quer ser sua amiga? Todos sabem, eu fui muito diminuído Luane, eu não me sinto mais o mesmo homem. Porém se vc diz que me ama e quer voltar a ter seu marido, por vc eu estou disposto a Nunca mais fazer sexo com homem alguém com mulher nenhuma a não ser vc.
Não posso mentir aquelas palavras me fizeram sorri, aquele era meu marido, o que sempre amei, que era meu, fui até ele limpei seu rosto sentei no seu colo e beijei sua boca, prometi tb que a partir daquele momento tb seria outra não permitiria que outros me usassem, fomos para o quarto ele não quis fazer amor mas aquela noite eu dormi como nunca, feliz em saber que tudo voltaria a o normal, na manhã seguinte ele foi trabalhar e eu fiquei em casa tava tão animada com aquilo tudo que me deu muito tesao, eu dona de casa de volta ao normal, com meu marido só pra mim, aí não deu outra, me arrumei e saí para bater perna, passei por um barzinho e tinha um senhor negro já de uns 56 anos, alto devia ter uns 1.90 de altura, sozinho tomando uma cerveja, parei perguntei onde ficava uma padaria ele amável falou que só tinha a uns 3 quarteirões, perguntei se podia sentar tava cansada de andar, ele falou que sim e sorriu, ficamos papiando e eu sempre mostrando um pouco dos meu peitos pra ele tinha saído sem sutiã kkkkk, aí sou muito esquecida, ele olhava e pegava no seu pau, até que uma hora já tava na cara o que os dois queriam, ele disse que morava perto e se eu queria conhecer a casa dele, falei que sim paguei a conta dele e fomos, quando chegou não era bem uma casa era tipo muito antiga , um janela e uma porta, caindo os pedaços, o chão era de barro tipo batido, mal tinha movei, eu fiquei meio abismada, ele não se incomodou, me pegou pelo braço e virou de costa, disse— vc é pior que puta barata, louca por pau, usa aliança mas não respeita seu marido, quis retrucar ele mas ele gritou para calar a boca, deu um tapa na minha bunda levantou a saia e em um puxão rasgou minha calcinha, olhei e vi o pau dele era grande uns 19 cm, é muito grosso, fiquei com medo, ele falou — tu vai levar rola sem camisinha pra engravidar, vai sair daqui arrombada e toda gozada, e teu marido vai Saber que tu fez, quando eu ia pedir calma ele tampou minha boca e posicionou o pau bem na minha buceta, falou no meu ouvido agora é com vc, vc que faz ele entrar, foi o que fiz fui rebolando na pica dele até entrar tudinho, gemi muito pq era muito grossa, quando tava toda dentro ele começou a bombar forte, cada estocada ele dava um tampão na minha bunda já tava bem vermelha, ele levantou uma das minhas perna e foi mais fundo, chupava meu pescoço, mordia minhas costas, apertava meus peitos, era muito gostoso não posso mentir, tão bom que gozei entrando no estado de transe, quando percebi tava deita no chão toda gozada e ele mandando eu ir embora, já era tarde, me ajeitei um pouco e sai dali, cheguem em casa tomei um banho e notei que tava muito marcada, cheia de vermelhos, pelo corpo, fiquei com medo de meu marido perceber, chorei um pouco lembrando do que aquele velho fez comigo de me rebaixar tanto a ponto de ficar naquelas condições, então meu marido chegou não percebeu nada dormimos juntos dando beijinhos, no outro dia os velhos estavam roxos e muito mais visível não ia dar pra esconder, fiquei nervosa coloquei um blusa toda coberta e disse que tava de jejum, quando fico de jejum nem sexo com meu marido faço, ele entendeu, quando ele saiu fui olhar as marcas e comeu a lembrar de tudo fiquei com muito tesão, queria fazer, então não tive escolhas e fui até a casa do senhor ele tava na calçada sentado e foi entrando quando me viu, deixou a porta aperta e eu entrei em seguindo ele, eu falei — olha estou aqui pq o senhor me deixou toda cheia de marcas e isso é ridículo, sou casada. Ele me internou falando para de latir cachorra vc veia aqui atrás de rola, tira a roupa e deita aí nesse sofá, ele falou com tanta firmeza que só obedeci ele ficou nu e já tava duro, veio por cima e me penetrou assim sem preliminar alguma, só que eu já estava com tanto tesão que tava molhadinha, ele me comia e falava que era um puta gostosa, que a buceta era dele e não do meu marido e eu concordava, me beija e chupa meus peitos inteirinhos, eu gozava demais na pica dele pedi pra ele gozar fora, mas ele falou que puta tem que levar dentro e gozou mais uma vez bem fundo era tão forte que dava pra sentir pulsando dentro de mim, me vesti rápido e sai sem falar nada, voltei pra casa e meu marido tava lá, fiquei branca quando vi ele no portão me esperando, ele não falou nada, quando entrou disse— Luane onde vc tava? Não mente? Eu tentei inventar algo mas ele falou tira a roupa agora? Quero te ver nua, eu tentei fugir mais ele é mais forte e me despiu, quando ele viu eu estava toda marcada na bunda os seios, meu pescoço, e o pior estava saindo ainda leite do velho da minha vagina, ele disse —eu sabia, vc veio com papo de sermos só nós mas tá aí trepado com outros, vc não vale nada.
Eu sei que errei mas foi um momento de euforia por ter perdido que estava com meu casamento voltando o normal, dei um tempo pra ele fui tomar um banho e pedi muito muito perdão, porém o que eu ia ouvi nunca imaginaria ouvi da boca do meu marido.
Ele falou que não iria terminar o casamento, mas que agora ia viver também que eu iria sentir os prazer mas ele também, que podia ser junto que ele adorava quando saíamos juntos mas que ele também faria por fora, que ele tinha comprado calcinhas que aquele cara do bar pediu para ele comprar, e que agora ele ia usar com ele, e falou mais que des da primeira vez que deu que a sentiu algo novo nele, que se sentia bem entre quatro paredes ser puta de macho, que adorava os caras chupando o cu dele e depois metendo, eu nesse momento chorava, é nada voltaria ao que era antes meu corno agora era corninho e viadinho é isso que define ele gente, e sim me sinto culpada estou escrevendo agora assim que acabamos essa conversa e ele está lá com um cara muito provavelmente transando sendo puta para ele. Sinceramente sei que talvez com o tempo eu acostume mas agora vai levar um tempo, talvez um parceiro fixo para nós dois seja o melhor caminho para eu me adequar a ver ele assim, pois o que sei é que amo ele e ele me ama e a gente vai ver isso juntos.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,12 de 25 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

3 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Anônimo ID:q0jrf31qyjj

    Queria ter uma esposa como vc linda

  • Responder Moderno... ID:1dyc9o0mj2h4

    Quero meu vizinho comendo o cu de minha amada na nossa cama,ele esfolando ela e eu quietinho sem poder fazer nada para ajudar a safada…o cara é forte e é ele quem manda,só posso olhar se não eu apanho ..!

  • Responder Corno sem estilo de corno ID:1davj7wzs3kx

    Deixa acontecer gata, muito bom o conto, vcs se completam 2 safados nível Hard.