# #

Como começou a minha vida sexual Gay

605 palavras | 2 |4.94

Ola pessoal , vou compartilhar com vocês uma parte da minha vida, na real a melhor parte da minha vida, sou de uma família pobre, mãe solteira, morava eu minha mãe e minha avó, eu na época tinha uns 14 anos, fui obrigado a arrumar um trabalho para ajudar em casa, e para o meu lazer, consegui uma colocação como Oficie Boy , numa empresa de ônibus, eu trabalhava em dois horários, pela manha e depois na parte da tarde, depois que eu saísse do colégio, a tarde eu ficava na portaria abrindo os portões, e anotando quem saia ou entrava na empresa , na portaria eu ficava ate as 22 horas, horário que chegava o plantão da noite, que entrava as 22 horas e ia ate as 06 da manha.

Com o tempo o cara que trabalhava a noite fez teste para motorista e passou para o quadro de motorista, para o seu lugar mandaram um senhor, seu Francisco, que já trabalçha muito anos na empresa como lavador, devido alguns problemas e já a idade colocaram ele na portaria, mas leve o serviço, eu já o conhecia, a rádio pião, já havia espalhado que o mesmo era portador de uma rola grossa e grande, ele era um negro, forte parecia um Gorila, mas gente muito boa, educado, e eu ficava conversando com ele, na portaria havia um pequeno vestiário e banheiro, comecei a pensar bobagem , com vontade dar o cu para ele, mais com ,medo, pois diziam que a rola dele e muito grande e grossa, eu tinha uns 14 anos, ´pernas bonitas, uma bunda redondinha carnuda, bem feitinha gostosa, corpo lisinho, castanho, claro, um dia elle pediu se dava para eu ficar um pouco mais que ele iria tomar um banho, eu disse tudo bem, dei um tempo e entrei no vestiário, ele estava pelado se enxugando, pude observar o tamanho da rola dele mole, e brinquei, pó o pessoal tem razão mesmo, ele perguntou o que sua rola e grande mesmo, eu completei imagine isso dura, ele respondeu quer ver ela dura, ai tocou a buzina eu sai correndo.

Fui abrir o portão, já era uma 22, 30 horas, ele saiu do vestiário chegou na cabine e disse saiu correndo, eu respondei vim abrir o portão, a tá pensei que tivesse ficado com medo, eu dei uma risadinha, o cara que entrou saiu, depois desse horário quase não vem ninguém depois só lá ´pelas 12 horas e que aperta o movimento, ele tirou a rola para fora, e disse tu não quer ver ela dura, eu respondi, mas esta mole, ele então respondeu da uma chupadinha que ele fica duro, não aguentei, cai de boca naquela rola, chupei tanto, e a rola esta a ponto de estourar, ele disse senta aqui em cima, passei sabonete e tentei, nossa doeu muito, ardia, mas sentei ate o talo, a minha sorte e que ele gozou sem precisar tirar e por lá dentro mesmo ele esporrou, que delicia.

Dai ficamos fodendo quase todas as noites, ele me fodia de dotas maneiras, frango assado, eu cavalgava da rola dele, finais de semana eu ia para lá para foder com ele de madrugada, ele gozava na minha boca, eu sei que ficamos bem um ano fodendo, ate que me tiraram de lá, mas mesmo assim eu ia de vez em quando finais de semana para foder com ele, maravilhoso, ate hoje não encontrei nenhum igual ao Francisco .

Es´pero que tenham curtido, outro dia mandarei umas outras passagem para voces.

,

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 4,94 de 18 votos)

# #
Comente e avalie para incentivar o autor

2 Comentários

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Anônimo ID:q0jrf31qyjj

    Isso e amor de pica. Temos a nossa preferida

  • Responder Giovani ID:8eezgujhri

    A primeira vez que dei o cu, foi com 12 anos pra um engraxate de 12 anos bem pauzudinho. Mas bem antes disso eu já era bicha, porque desde os 8 anos, que eu sinto atração pelos meninos. Faço 60 anos agora em agosto, sou da época da Crush Laranja, da Tubaina Bacana. Época maravilhosa, que o Marquinhos vinha na minha casa pra tomar Crush e Tubaina, assistir desenhos da época, enquanto eu brincava com o seu pinto, até ele mijar no meu cu. Levar uma mijada no cu, pra mim era uma sensação maravilhosa, que eu acabei apaixonando no meu vizinho e amigo Marquinhos. Tenho saudades dessa época de 1972, que eu levei a primeira mijada no cu. Posso dizer com toda satisfação, que virei bicha aos 8 anos, porque assim que eu completei 8 anos, eu comecei a ver o Marquinhos de uma forma diferente. Quando eu completei 12 anos em 1976, fui vender jornal, só pra dá meu cu, pagar boquete para os jornaleiros e engraxates da minha faixa etária. Nessa época eu tinha muitos jornaleiros e muitos engraxates lindos pra curti-los à vontade. O Tuíra e o Tuty foram os engraxates mais lindos que eu adorava na pracinha do tobogã. Tinha também o Mazinho e o Erico, que foram os jornaleiros mais lindos, que eu simplesmente adorei brincar com as piquinhas deles. O Marquinhos com esses quatro meninos tinha um pênis perfeito em todos os aspectos, eles foram os meus Reis naquela época maravilhosa. Até hoje procuro meninos que tenha o perfil deles. Se alguém interessar em iniciar seu enteado ou sobrinho, até mesmo seu irmãozinho mais novo de 8 aninhos a 13 aninhos no máximo, por favor me contacte, sou totalmente passivo com os menininhos. Adoro fazer uma felação em piquinha nova e cheirosa, também adoro ser penetrado por uma piquinha nova. Tenho muitas vantagens para oferecer aos interessados, também quero descobrir novas experiências com os gurizinhos. Me contacte ou me mande uma solicitação de amizade aqui: facebook.com/GioLacerda