# # #

O acampamento

1820 palavras | 1 |2.93
Por

Fui escoteiro dos 8 aos 18 anos na época se dividia escoteiros (meninos) e bandeirantes (meninas).

No meu último ano no escotismo participei de um acampamento pela 1 vez misto onde escoteiros e bandeirantes se misturaram . Só lembrando que na época anos 80 os movimentos de escotismo e bandeirantes eram separadas ou seja meninos e meninas cada um pra um lado onde faziam atividades separadas . Bom vamos ao fato em si , eu tinha uma barraca que havia ganho de meu padrinho que cabia tranquilamente 5 pessoas armei a ela um pouco afastado dos demais que era por que iria dormir.com minha namorada que acabou não podendo ficar por passar mal e não quis que eu fosse embora junto com ela pra não estragar minha despedida do escotismo. Na hora de ir dormir 2 bandeirantes ficaram sem barracas , Aline (fictício) e Laura (fictício) descrição: Alice morena clara , 156 alt , 12 anos , cabelos longos pretos ,olhos castanhos , peitinhos pequenos e bundinha pequena redondinha, Laura mulata clara , 165 alt 14 anos cabelos cacheados pretos, olhos esverdeados, seios médios , bundinha redonda empinada. Embora não fosse comum acabei ficando com as duas na minha barraca ( obs: podem imaginar o que iria acontecer a noite) kkkkk antes de ir pra barraca ajudei a organizar tudo como estávamos numa fazenda que tinha essa área de camping tinha uma certa infraestrutura com banheiro , chuveiro,pia pra escovar os dentes tínhamos que verificar que todos tinham ido ao banheiro, escovado os dentes. Me encaminhei pra minha barraca e pode escutar a conversa das 2 antes de chegar perto pois achando que por estarem mais distantes ninguém ouviria. Escutei uma falando pra outra que já tinha transado descobri depois ser Laura e contando pra Alice como era que quis saber os detalhes aí contou que tinha sido um ano antes com o irmão de uma amiga ele tinha 15 anos foi na casa dele ela tinha ido dormir lá e ela gostava dele e durante a noite ela acordou com sede e foi na cozinha beber água quando passou pela sala de tv ele tava lá sozinho vendo um filme porno e se masturbando ela ficou parada olhando ficou tipo hipnotizada que nem percebeu que ele a tinha visto quando ela voltou a si ele estava em pé.olhando pra ela , ela.tentou voltar pro quarto mas ele a segurou pelo braço je antes.que.ela tivesse qualquer reação contraria.ele colocou a mão dela no kct dele ela segurou e ele com a mão dele por cima da dela começou a punhetar , depois a fez se ajoelhar e falou pra fazer o que a mulher no vídeo tava fazendo ela olhou e a mulher tava chupando o kct do cara e ela fez o mesmo aí escutei a Aline dizer nossa que nojo e Laura rindo falou nada é gostoso aí contou que ele foi pro quarto dele com ela e chupou os peitinhos dela e depois meteu na buceta doeu e ele tampou a boca dela pra não gritar mas que foi só no começo e depois ficou gostoso. Nisso não aguentei e entrei na barraca as duas se assustaram mas Laura ao ver meu kct duro dentro da bermuda percebeu que eu tinha escutado a conversa delas aí virou pra Aline e disse aí amiga sua chance de chupar um kct se quiser pra minha surpresa ela quis tirei a bermuda e a cueca e deitei no meio das duas Aline não sabia como fazer então Laura mostrou dando umas duas chupadas antes logo depois Aline o fez nossa precisei me segurar e controlar muito pra já não gozar na boquinha dela o que seria gostoso mas poderia estragar tudo . Depois chupei os peitinhos das duas , não passamos disso pois já era bem arriscado o que fizemos nos vestimos e cada um entrou no seu saco de dormir antes beijei ambas na boca e agradeci a mamada , acordei primeiro sai da barraca e fui no banheiro,tomei banho e escovei os dentes iríamos tomar café na casa da fazenda o dia transcorreu normal entre Aline , Laura e eu .Quando fui desarmar a barraca entrei pra enrolar os.sacos de dormir e tanto no saco que Aline tinha dormido como o da Laura estava a calcinha delas com um bilhete guarda de lembrança. Passado 5 meses do acampamento encontrei Aline com a mãe numa loja no centro ela me apresentou a mãe agradeceu pelo que ela Aline aprenderá no acampamento e o que o movimento das bandeirantes estava fazendo por ela , como já estava quase próximo ao almoço a Tereza ( Fictício) me convidou a almoçar com elas aceitei sentamos num restaurante e Teresa pediu licença pois.iria ao banheiro , Aline aproveitou e falou : Paulo (fictício) adorei chupar seu kct e posso pedir uma coisa eu disse claro, queria que você tirasse minha virgindade eu nossa quanta honra mas fica difícil ela vendo a mãe vindo falou rápido fico sozinha em casa na sexta das 13 as 19 h me passou o tel por debaixo da mesa e disse pode ser nessa sexta agora era segunda , vou pedir pra.Laura ir também ela liga pra você a Teresa pegou só o fim da conversa.e perguntou o que era , aí a Aline disse que eu tinha perguntado pela Laura e ela disse que iria falar com a Laura pra ligar pra ele.. Almoçamos antes de sairmos fui ao banheiro e escrevi meu número de telefone nos despedimos e sem a Tereza percebe passei pra Aline e falei me liga pra passar o endereço e confirmar . Na quinta a tarde ao chegar da facu tinha recado na secretaria eletrônica era Laura : Oi Paulo,tudo bom a Aline me ligou na terça e contou o que está querendo fazer combinamos na sexta depois das 12 h vamos estar na praça próximo a.escola foi aí que fiquei sabendo que.alem de.fazerem parte do mesmo grupo de bandeirantes estudavam na mesma escola se poder passa la e nos apanha . Achei melhor não ariscar ir na casa de Aline mesmo ela ficando sozinha.ate as 19 . Fui na casa de meu padrinho e pedi as chaves da casa de Campo dele emprestada dizendo que era pra um irmão de um amigo que queria fazer uma surpresa pra noiva no aniversário de namoro passar um fim de semana por isso que eu tava pegando a casa emprestado pois gostava dos.2 e como estavam apertados.por causa do casamento queria.fazer essa surpresa pra eles 2 ia lá.preparar tudo antes . Na quinta não fui a facu fui na casa e deixei tudo pronto pra sexta como seria a 1 vez da Aline tinha que ser especial , passei numa.floricultura e.peguei um saco de.petalas de rosas vermelhas.e.brancas fiz um coração com elas na cama da.suite . Deixei na cabeceira camisinha e gel lubrificante, na sexta fui a facu mas.sai as 11 h. As 11:.45 h estava.proximo a praça perto da.escola.de.Laura e Aline.. As 12: 05.as.duas.apareceram me.viram.e.ja.entraram no.carro parti em seguida pra casa de Campo Laura na.frente e Aline atrás , no caminho disse que iríamos almoçar no caminho , almoçamos e em seguida fomos pra casa de Campo , as duas amaram a casa , entramos pela garagem assim que entramos na casa falei tem uma surpresa pra você Aline na suite e fomos.os.3 pra lá a Aline e Laura.ficaram maravilhadas.ao verem a.cama.coberta de pétalas de rosas em.formato de coração sem pedir.as.2 tiraram o uniforme ficando nuas Aline ainda.teve um pouco de.vergolha e tampou a xota já.que eu já.tinha mamado nos peitinhos dela há 5 meses atrás. Tirei minha.roupa.e falei pra Aline deitar e dobrar as pernas , aí lambi e chupei o grelinho dela a fiz.gozar.2.vezes fiz.o mesmo.com.Laura.. Depois fui pegar a camisinha e Laura disse não faz sem Aline tem que sentir como é gostoso a sensação de sentir o leite jorrar dentro da xota aproveitar que ainda não menstrua depois vai ter que ser só de camisinha se não quiser se ariscar . Aí na posição tradicional de papai e mamãe meti na xotinha.dela a descabacei na primeira estocada Aline berrou e chorou Laura falou pronto amiga agora não dói mais e você agora deixou de ser menina pra se tornar mulher Aline sorriu entre lágrimas bombiei devagar mas logo tava socando com vontade até gozar gostoso dentro da xotinha.dela.foram uns 4 jatos tirei da xota da Aline e meti na da Laura meu kct sujo de porra e sangue soquei gostoso e com vontade na xota dela que.mesmo não sendo virgem era apertada 20 min depois também gozei dentro da xota da Laura . Tomamos banho juntos e voltamos pra cama cochilamos acordamos praticamente juntos.era.quase.16.h aí peguei o gel lubrificante pedi pras as 2 ficarem de 4 na cama passei no.cuzinho.delas comi o cuzinho da Laura primeiro apresar de ser a 1 vez entrou fácil Laura gemeu muito mas gostou tirei devagarinho a camisinha tava um pouco suja de fezes e sangue tirei coloquei outra e foi a vez de Aline ela foi mais difícil toda hora que começava a cabeça entrar ela arredava pra frente e saia falei pra Laura a segurar Laura colocou as mãos no ombros de Aline passei mais.gel no cuzinho e camisinha posicionei meu kct e comecei a força a penetração quando senti que a cabeça tava entrando dei uma estocada forte e entrou tudo de uma vez nem esperei Aline se acostumar já comecei a bombar com vontade Aline gritava e pedia pra eu parar mas não dei ouvidos continuei bombando bem gostoso aos poucos ela foi se acostumando acho que soquei por uns 30 minutos no cuzinho dela até gozar , tirei e a camisinha tava suja de sangue e fezes aí Laura e eu ajudamos Aline a se levantar e fomos pro banheiro ela quis sentar no vaso e peidou muito mas coco quase não saiu tomamos juntos os 3 e chupei os peitinhos delas duas em baixo do chuveiro, aí beijei Aline na boca e falei desculpa minha linda por não ter parado de foder seu cuzinho mas tava muito gostoso. Aí deu tanto pra Aline e Laura analgésico e antitérmico pra tomar , nos secamos nos.vestimos.recolhi todas as pétalas e tirei a roupa de cama coloquei outra dobrei a que estava na cama pra levar.pra.lavanderia tranquei a casa e fomos embora deixei as 2 próximo a casa de Aline depois dessa vez não as vi mais , ficou a saudade . FIM.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(Média: 2,93 de 15 votos)

Por # # #
Comente e avalie para incentivar o autor

1 comentário

Talvez precise aguardar o comentario ser aprovado
Proibido numeros de celular, ofensas e textos repetitivos
  • Responder Sabe Nada ID:1djc8e8gt712

    Seria difícil a menina que voltaria a querer de novo, única coisa que fez de legal foi o coração de pétalas, do resto fez pra satisfazer apenas vc, sem carinho, sem preliminares como uma mulher merece, ainda mais na 1° vez e a preparação pra comer um cuzinho que faz toda a diferença pra que ela tenha prazer e vontade de ser plenamente possuída de novo. Essa coitada nunca mais vai querer dar o cuzinho. Eu não contaria pra ninguém uma estória ou história dessa, queima o filme.